Foto: Igo Estrela/Metrópoles

Jacaré nada de braçada e afunda o Gama no Serra do lago

Depois de se classificar para a terceira fase da Copa do Brasil no meio de semana, o Brasiliense foi até Luziânia enfrentar o Gama pelo clássico de número 71 na história, em jogo válido pela terceira rodada da segunda fase do Candangão 2022. Melhor para o Jacaré que não só venceu, como goleou o Alviverde.

A vitória do time amarelo foi no placar de 4 a 0, e saiu depois de uma partida que teve domínio intenso dos visitantes. Os gols foram marcados por Marcão duas vezes, Gustavo e Badhuga, ambos de cabeça. Destaque também para o camisa 10, Zotti, que deu duas assistências. O Brasiliense lidera o quadrangular, enquanto o Gama segue sem pontuar.

Primeiro tempo

A partida começou com domínio do Brasiliense, e logo aos três minutos, Zotti pela esquerda cruzou, e a bola bateu no braço de Welton, Rafael Diniz marcou pênalti. Marcão bateu e abriu o placar para o Jacaré. O atual campeão brasiliense continuou com a pressão e aos 8’, pelo meio, Luquinhas deixou Tobinha frente a frente com o goleiro Pallagi, mas o atacante dos visitantes isolou.

No minuto seguinte, Tobinha e Léo se chocaram de cabeça e tiveram que ser retirados do estádio de ambulância e consequentemente foram substituídos. Hicaro entrou com a camisa 13 no time do Gama. Pelo Brasiliense, Daniel Alagoano com a camisa 11 entrou. A partida ficou paralisada por 35 minutos por falta de ambulância no estádio. O jogo foi reiniciado novamente aos 43’ do primeiro tempo.

Aos 47 minutos, o Brasiliense seguiu superior, em falta cobrada por Zotti, Gustavo subiu sozinho e cabeceou para o fundo do gol do Gama, ampliando o placar em Luziânia. A resposta do Verdão veio rápido, Batata teve a chance de diminuir o placar na pequena área do goleiro Sucuri, mas isolou. Carlos Magno também finalizou na entrada da área e o goleiro do Jacaré fez uma grande defesa.

Gustavo comemora segundo gol do Brasiliense. Foto: Jonas Pereira

Quando parecia que o alviverde iria reagir, foi o Brasiliense que aumentou a vantagem no placar. Aos 54’, em cobrança de falta levantada na área por Zotti, o zagueiro Badhuga desviou e ampliou o marcador, 3 a 0 para os visitantes. Depois disso, a partida seguiu equilibrada e aos 81’ o primeiro tempo se encerrou.

Segundo tempo

Na volta dos vestiários, quatro substituições, duas em cada time. No Gama, Iago e Welton saíram para a entrada de Saturnino e Alex. Já pelo lado do Brasiliense, Luquinhas e Zotti saíram para a entrada de Aloísio e Bernardo. As mexidas no time do técnico Jonilson Veloso foram benéficas para o Verdão e ajudaram o time a se encontrar em campo, o Periquito fazia boas trocas de passes mas seguia errando o último passe.

Aos 5’, Robert recebeu o primeiro cartão do jogo. Três minutos depois, Bernardo finalizou dentro da área, mas o goleiro Pallagi defendeu. O resultado que parecia ruim para o Gama, viria a piorar, em jogada pela direita, Daniel Alagoano encontrou Marcão que na entrada da área bateu no canto direito do goleiro gamense, 4 a 0 para o Jacaré. Em seguida, Marcão saiu para a entrada de Bruno Nunes.

Aos 25’, ambos os técnicos mexeram no time, no Jacaré, Peu entrou para a saída de Ferrugem e pelo lado verde Batata saiu para a entrada de Vinícius. Hicaro recebeu cartão amarelo por reclamação aos 31 minutos. Aos 34’, mais uma substituição no time gamense, Edilson entrou para a saída de Espeto. Tantas substituições não foram suficientes para o Periquito diminuir o placar e tentar uma reação.

O Brasiliense seguia querendo mais, e aos 40’, Bruno Nunes acertou uma bola na trave e no minuto seguinte Peu chutou de fora da área e obrigou o goleiro Pallagi a fazer um milagre. Sem mais delongas, o árbitro encerrou a partida aos 44’. Os times voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira pela quarta rodada do quadrangular semifinal do Candangão, desta vez no Abadião, na Ceilândia. A partida está marcada para às 16h.

Ficha técnica

GAMA 0x4 BRASILIENSE

Candangão BRB 2022 – Segunda Fase – 3ª rodada

Estádio Serra do Lago, Luziânia-GO, 20/03/2022, 15h30

Árbitro: Rafael Martins Diniz

A1: Kleber Alves Ribeiro

A2: Christofer Souza Valeriano

4º árbitro: Maricleber Cardoso de Góis

Inspetor: Rodrigo Paulino de Souza

GAMA

Pallagi; Welton (Alex), Zulu, Léo (Hicaro) e Espeto (Edilson); Graxa, Batata (Vinícius), Iago (Saturnino) e Carlos Magno; Robert e Milla.

Técnico: Jonilson Veloso

Gols: Não houve.

Cartões Amarelos: Robert e Hicaro.

Cartões Vermelhos: Não houve.

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Andrezinho, Badhuga, Gustavo e Goduxo; Aldo, Ferrugem (Peu) e Zotti (Bernardo); Luquinhas (Aloísio), Tobinha (Daniel Alagoano) e Marcão (Bruno Nunes).

Técnico: Celso Teixeira

Gols: Marcão (2x), Gustavo e Badhuga.

Cartões Amarelos: Não houve.

Cartões Vermelhos: Não houve.

Filipe Fonseca

Técnico em Informática e Estudante de jornalismo. Falo e escrevo sobre esportes e músicas. Torcedor nas horas vagas.

Filipe Fonseca tem 46 posts e contando. Ver todos os posts de Filipe Fonseca

Filipe Fonseca

3 comentários em “Jacaré nada de braçada e afunda o Gama no Serra do lago

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *