Judoca candanga se destaca no cenário nacional e internacional com apenas 16 anos

Brasília tem um novo destaque no judô: trata-se de Bianca Reis, de apenas 16 anos, mas repleta de talento e força de vontade. Com uma história que começou em 2016, a judoca começou a ganhar cada vez mais espaço no esporte, se destacando no cenário nacional e internacional.

Em abril, Bianca competirá nos Jogos Sul-Americanos da Juventude, que será realizado em Rosário, na Argentina. “O que sinto é felicidade. Cada vitória, cada medalha que eu conquistei foi resultado de muito esforço. Tudo possível graças ao trabalho em equipe que faço com meu sensei, minha família e minhas parcerias com a escola, funcional, fisioterapia e nutrição”, completou.

Sobre a judoca, pode-se dizer que as portas se abriram depois do começo da pandemia. Em 2021, foi campeã brasileira na categoria sub-21 e levou o terceiro lugar na categoria adulta, trazendo um marco para Brasília.

Trajetória

Apesar de estar treinando pela Academia Corpo Arte, Bianca começou em outro lugar, ainda em 2017, pelo fato de lá ter mais pessoas de sua idade. Com isso, pôde evoluir suas habilidades e fluir o seu diferencial.

“Meu diferencial acredito que seja determinação”. Isso porque para fazer todos os treinos e estar sempre competindo, a judoca necessitou de uma rotina de treinos diferente e bem exigente, para conseguir conciliar com sua escola.

Porém, assim como tudo, estar focada no seu profissional acarretou em perdas, mas a atleta confia que tudo está sendo recompensador. “Acabo tendo que abrir mão várias festas de aniversário, churrascos e até viagens em família. Não é fácil, mas para mim vale muito a pena e todo o sacrifício que tenho feito está sendo recompensado”, diz Bianca.

Foto: arquivo pessoal

Brasil e o incentivo

Com o ânimo de ter recebido o apoio do GDF, Bianca expressou sua gratidão. “O Brasil realmente não é um dos países que mais investe em esporte, mas nos últimos anos as coisas têm mudado para melhor para nós atletas. O apoio que o GDF proporciona, seja do programa Bolsa Atleta ou do Compete Brasília, é essencial para nós”.

Segundo a judoca, o GDF ajudará com as inscrições das competições, hospedagem, transporte e alimentação nas viagens. “Fico muito feliz em receber esse suporte e saber que outros esportes também estão sendo beneficiados com ele”.

Futuro

Perguntada pela reportagem do DFSports+ sobre o que quer para o seu futuro, Bianca diz sonhar alto.

Meu sonho com certeza é chegar aos Jogos Olímpicos e conquistar o primeiro lugar, mas além disso, eu quero viver do esporte. Quero fazer do esporte a minha renda principal, ser reconhecida como atleta e poder ter uma vida de qualidade fazendo o que eu mais amo que é competir. E viajar o mundo para fazer isso é incrível”, finaliza Judoca.

Bianca Reis

Monique Del Rosso

Cursa publicidade e Jornalismo. Está no DF SPORTS + desde fevereiro de 2022, é estagiária no Correio Braziliense, repórter da Agência de notícias UniCEUB, agora, sendo editora de Política e Economia. Além de escrever para o Jornal de Brasília também.

Monique Del Rosso tem 22 posts e contando. Ver todos os posts de Monique Del Rosso

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *