Foto: Gabriel Aurélio

Brasília retorna ao Candangão com vitória sobre o Luziânia na estreia

Para complementar a primeira rodada do Candangão BRB 2022, Luziânia e Brasília entraram no campo do Serra do Lago, em Luziânia-GO, na tarde deste domingo (23), e os visitantes alvirrubros saíram vitoriosos por 2×0, com direito a gol contra do Gérson logo no primeiro minuto de jogo, a gol do Ian Carlos no meio da segunda etapa, e ainda a um pênalti perdido pelo Willian.

As duas equipes voltam à campo no meio da semana para jogar a segunda rodada em partidas programadas para o mesmo estádio, o Defelê: Brasília x Unaí na quarta-feira (26), e Taguatinga x Luziânia na quinta (27), ambas às 15h30.

Com a derrota, os mandantes – que passaram por grande reformulação após o fim do estadual do ano passado e tiveram o menor tempo de pré-temporada dentre os 10 participantes da competição – ficaram na 9ª posição, dentro da zona de rebaixamento; a meta azulina para essa temporada deve ser a de fugir do descenso. Já o alvirrubro, em seu retorno ao Candangão após quatro anos na Segundinha, largou na 2ª colocação, mostrando que possui objetivos mais altos – sonhando até mesmo com uma semifinal – em uma estreia com o pé direito e com futebol para lutar na parte de cima da tabela.

Primeiro tempo

Com apenas um minuto de bola rolando, o Brasília abriu o placar com um lançamento despretensioso de Dadinho, quando o Gérson desviou de cabeça e mandou contra o próprio patrimônio. Na saída de bola, o Luziânia quase empatou quando o Welsey recebeu passe longo, ficou cara a cara com o Roger Kath e parou na defesa do goleiro alvirrubro. Aos 7′, Pelezinho recebeu lançamento na esquerda, deixou o Adilson para trás e tocou para o Neto, que bateu de primeira, acertando com força o travessão do Brasília.

Após essa jogada, a partida ficou mais cadenciada, com o colorado tendo mais a posse de bola e buscando, com calma, espaços na defesa adversária atrás do segundo gol, porém, apesar de algumas tentativas, não houve chances claras para o Brasília até a parada para hidratação aos 24′ – que durou cinco minutos. Nessa parte do duelo, o Luziânia tentava encaixar contra ataques, mas também não obteve sucesso. Apenas com 32 giros no relógio um time voltou a colocar a bola na área adversária, quando Matheus Johnson fez um cruzamento devidamente afastado pela defesa azulina.

O Brasília ainda tentou o famoso chuveirinho por mais duas vezes, praticamente na sequência, em cobranças de falta e escanteio, só que a zaga e o goleiro William, respectivamente, conseguiram tirar o perigo. Com isso, o alvirrubro tentou ampliar com uma batida do meia Willian, de fora da área, que passou muito longe da meta adversária. Cinco minutos mais tarde, o Brasília desceu pela esquerda com o próprio Willian, que cruzou buscando um companheiro dentro da área, mas ninguém alcançou para finalizar.

Pouco depois, quem veio pela esquerda foi o Matheus Rocha, que buscou o Ian Carlos pelo alto, porém o atacante tentou um peixinho, errou o timing da cabeçada e furou a finalização. Somente aos 45′, o Luziânia voltou a atacar bem e chegou muito perto do empate quando Wesley recebeu um lançamento longo, o goleiro Roger Kath saiu da área, a bola passou por ele e ia ficar limpa para o atacante azulino, mas Vinicius Machado apareceu para aliviar quase em cima da linha, naquele que foi o último bom lance da etapa inicial.

Segundo tempo

Os donos da casa voltaram do intervalo com mudanças para tentar alterar o panorama do jogo, porém, apesar de uma tentativa de imposição inicial, foi o Brasília quem seguiu mais no campo de ataque, só que sem criar grandes oportunidades nos primeiros minutos. A única, aos 8′, veio em cobrança de falta do Leandro Aguiar, que bateu na rede pelo lado de fora e assustou o arqueiro William. Após esse lance, o Luziânia contra atacou com Pelezinho, que acionou o China, só que o atacante perdeu na disputa com o goleiro Roger Kath.

Após afastar o perigo, Roger Kath precisou de atendimento médico e, quando a bola voltou a rolar – com 10 minutos no relógio -, China tocou para o Felipe Pelles, que arriscou uma bomba da entrada da área e quase empatou, mas a finalização acabou saindo por cima da meta colorada. Os mandantes se animaram após as jogadas e tentaram se impor dentro das quatro linhas, sem efetividade. O castigo quase veio aos 19′, quando Leandro Aguiar bateu falta da entrada da área e a bola saiu tirando tinta da trave direita do William.

Depois de oito minutos sem lances perigosos, saiu o segundo gol colorado em grande jogada de bola trabalhada. Leandro Aguiar rabiscou a marcação azulina, achou o Willian na esquerda, o camisa 10 dominou e, na risca da grande área, inverteu pelo alto com o Matheus Johnson, que tocou de primeira, ajeitando para a chegada do Ian Carlos. O atacante então bateu forte para estufar as redes do Luziânia, e a bola entrou passando por baixo do William.

Com 36′ de bola rolando, o goleiro William foi do céu ao inferno:  ele fez grande intervenção em chute de Leandro Aguiar, após uma tabelinha com Talles Cunha, mas, imediatamente depois, ele se enrolou e cometeu uma penalidade máxima em cima do próprio Talles. O seu xará, Willian, foi para a batida da infração máxima, porém o arqueiro voltou ao céu quando realizou a defesa que impediu o terceiro gol do Brasília.

Três minutos mais tarde, o Luziânia teve sua melhor chance na etapa final, quando Bruno Alemão cabeceou dentro da área e viu a bola sair muito perto da meta defendida pelo Roger Kath. Aos 42 minutos do segundo tempo, Lucas Perdomo, que havia acabado de entrar, tentou uma finalização de muito longe e assustou o William. Depois disso, o jogo ficou morno de vez, nenhuma equipe chegou com perigo de gol e o árbitro encerrou a partida com o placar final de 2×0 para o Brasília.

Ficha técnica

LUZIÂNIA 0×2 BRASÍLIA

Candangão BRB 2022 – Primeira Fase – 1ª rodada
Estádio Serra do Lago, Luziânia-GO, 23/01/2022, 15h30

Árbitro: Maguielson Lima Barbosa
Assistente 1: Jose Ricardo Alves de Melo
Assistente 2: Matheus Felipe Pinheiro de Melo
Quarto Árbitro: Allysson de Souza Zilse
Inspetor: Rodrigo Paulino de Souza

Luziânia

William; Samuel, Cristiano, Gérson e André Alves; Diogo (Brendo), Felipe Pelles (Diego), Neto, Pelezinho (Lila) e Wesley (China); João Vitor Fiapo (Bruno Alemão)
Técnico: Bruno Monteiro

Gols: não houve
Cartões amarelos: Felipe Pelles e Samuel
Cartões vermelhos: não houve

Brasília

Roger Kath; Adilson (Leandro Morais), Tairone, Vinícius Machado e Matheus Rocha; Dadinho, Matheus Johnson e Willian (Obina); Ian Carlos (Lucas Perdomo), Titico (Talles Cunha) e Lucas Victor (Leandro Aguiar)
Técnico: Luis Carlos Carioca

Gols: Gérson (1′ – contra) e Ian Carlos (72′)
Cartões amarelos: Adilson e Tairone
Cartões vermelhos: não houve

Lucas Bohrer

Jornalista esportivo formado em Comunicação Organizacional pela UnB. Viciado em acompanhar esportes e fascinado pela ideia de poder dar mais visibilidade a modalidades geralmente esquecidas.

Lucas Bohrer tem 104 posts e contando. Ver todos os posts de Lucas Bohrer

Lucas Bohrer

2 comentários em “Brasília retorna ao Candangão com vitória sobre o Luziânia na estreia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *