Foto: Reprodução/Instagram

Brasília Vôlei segue reforçando elenco para a Superliga

O Brasília Vôlei continua ativo no mercado e reforçando cada vez mais o elenco feminino para a próxima temporada da Superliga. Nas últimas semanas, foram três contratações e duas renovações.

Dentre as caras novas na equipe estão a experiente central Fernanda Isis, ex-Flamengo, a oposta Sara, que deixou o Coritiba Vôlei para assinar com o clube de Brasília, e também a ponteira Paula Mohr, diretamente do Egito. Paula também já defendeu Osasco e Minas.

Quem continua no elenco para mais uma temporada é a levantadora Letícia. Junto com a central Geovana, as atletas agradaram a comissão técnica e vão disputar a primeira divisão da Superliga pela equipe da capital federal.

Já confirmados

Além das recém-chegadas, o Brasília Vôlei tem no plantel as centrais Aline Cristina e Edna Elisa, bem como as ponteiras Isabela Paquiardi, Silvana Papini e Ingrid Bernardes, a líbero Vitória, a levantadora Vivian Lima e a oposta Ariane. Todas estarão sob o comando de Rogério Portela, que teve um excelente aproveitamento com a equipe na Superliga B. O técnico venceu todos os sete jogos que disputou e perdeu apenas dois sets em na competição.

O time feminino do Brasília Vôlei perdeu apenas dois sets em sete jogos. Foto: Guerreiro Fotografias

Time masculino

Em entrevista ao DF Sports+, o presidente do Brasília Vôlei, Flávio Thiessen, também aproveitou para falar da equipe masculina do clube. Thiessen afirmou que ainda aguarda um posicionamento da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) sobre uma possível vaga que pode surgir na primeira divisão, para, então, decidir o que fazer em relação ao elenco.

Na temporada passada, o Brasília Vôlei masculina encerrou sua participação na Superliga B masculina em quarto lugar. Com o término antecipado do campeonato devido à pandemia de covid-19, o time não conseguiu a vaga para a elite do voleibol brasileiro.

Assim como o feminino, o time masculino também fez boa campanha, mas acabou não superando alguns adversários. Foto: Luiz Fernando Santos/DF Sports+

Contudo, ainda há esperança: por problemas internos, uma das equipes classificadas talvez não consiga disputar a competição na temporada 2020/2021, o que abre a possibilidade do time candango ficar com a vaga.

Luiz Fernando Santos

Engenheiro eletrônico de formação, decidiu seguir a carreira jornalística por amor ao esporte. Está na área como repórter e comentarista desde 2018.

Luiz Fernando Santos tem 58 posts e contando. Ver todos os posts de Luiz Fernando Santos

Luiz Fernando Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *