Foto: Divulgação/CBV

Brasil se despede de Brasília com duas derrotas seguidas pela Liga das Nações Masculina

O que era pra ser um final de semana de festa para a torcida brasileira acabou virando um evento triste. A Seleção Brasileira perdeu os dois jogos disputados contra Estados Unidos e China, respectivamente, e encerrou a etapa Brasília com duas vitórias e duas derrotas, na sexta colocação geral.

Na próxima etapa, o Brasil jogará na Bulgaria, mais precisamente na cidade de Sofia, em busca da reabilitação na competição. O primeiro jogo será ainda em junho, no dia 22, justamente a reedição da final da Liga das Nacões do ano passado, contra a Polônia. Naquela ocasião, a amarelinha sagrou-se campeã da competição.

Brasil 1×3 Estados Unidos

Mais de 10 mil pessoas compareceram ao Ginásio no sábado (11) para ver a Seleção Brasileira. Mas os Estados Unidos, que chegaram a perder o primeiro set, venceram de virada por 3 a 1, estragando a festa. O oposto Alan, do Brasil, foi o maior pontuador do jogo, conseguindo sua maior pontuação até aqui, 23 pontos.

O jogo foi de bastante equilíbrio. No primeiro set, o Brasil conseguiu encaixar bem sua defesa, fechando em 25 a 21. Mas o que parecia que seria um jogo tranquilo, virou um pesadelo para os donos da casa. No segundo set, os americanos, mesmo cometendo muitos erros, conseguiram jogar bem e empataram a partida após vencer o set por 27 a 25.

No terceiro set, mais uma vez um jogo parelho, mas os Estados Unidos cresceram no aspecto defensivo e fecharam o set em 25 a 21. E no último per[iodo do jogo, os visitantes se aproveitaram dos erros brasileiros, foram efetivos e venceram por 25 a 20, vencendo o jogo.

Brasil 0x3 China

No último jogo na capital federal, a Seleção Brasileira foi derrotada mais uma vez, essa até mesmo de forma inesperada, já que a China não havia vencido nenhum jogo até essa partida. Ao final do jogo, um 3 a 0 dolorido para os torcedores presentes. O destaque foi o oposto chinês Zhang, que conseguiu um set em pontos, 25, maior pontuador da partida.

O Brasil começou bastante desligado em quadra, cometendo erros bobos, que geralmente não comete. O time até buscou o jogo e se acertou no final do set, mas a China se manteve equilibrada e venceu por 25 a 23. A torcida até tentou apoiar para o time se reerguer no jogo, mas o Brasil não demonstrou tanta reação e seguiu errando bolas fáceis. O filme do primeiro set se repetiu, a Seleção Brasileira acordou e chegou a equilibrar a partida, dessa vez levando ao tie-break, mas perdeu novamente após errar bolas que não poderia, 31 a 29 pra China.

No terceiro set, os visitantes começaram melhor novamente, mas dessa vez, a reação brasileira veio ainda na metade do set, virando a partida. Entretanto, durou pouco, e os chineses voltaram a virar a partida, fecharam o período em 25 a 23 e o jogo em 3 sets a 0.

Destaques individuais

Se os resultados em quadra não foram tão bons, alguns jogadores brasileiros podem comemorar o bom desempenho que tiveram em nível individual. O levantador Bruninho foi o melhor levantador dessa etapa, com 49.26% de aproveitamento. Já o oposto Alan se garantiu como maior pontuador da competição, com 78 pontos, e como segundo melhor no ataque, com um bom percentual de 56.41%. Quem também se destacou foi o central Flávio, que com 11 bloqueios foi o quarto melhor bloqueador da competição.

Rômulo Maia

Jornalista e goleiro de futebol. Apaixonado por todos os tipos de esportes e pelo Jornalismo. Defende que as mulheres tenham as mesmas oportunidades que os homens, e que os mais carentes tenham incentivo à prática do desporto. "O esporte é a ferramenta de inserção social mais eficaz, pois o resultado é imediato e as transformações são surpreendentes."

Rômulo Maia tem 462 posts e contando. Ver todos os posts de Rômulo Maia

Rômulo Maia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *