Foto: Patricy Albuquerque

Preparador de goleiras do Minas Brasília se destaca no cenário nacional

Por trás do sucesso de grandes equipes que conquistam títulos, sempre existe uma comissão técnica que se destaca e faz o seu trabalho para que isso aconteça. E no Minas Brasília não é diferente, mas um nome vem chamando muito a atenção. Gabriel Ribeiro, carinhosamente chamado de Floquinho, tem apenas 24 anos, mas um currículo invejável e de bastante sucesso. E o DF Sports+ traz hoje um pouco mais sobre a carreira do único preparador de goleiros na história a conseguir a convocação de três goleiras para a Seleção Brasileira.

Floquinho sempre foi goleiro, atuou dos oito aos 17 anos no futsal, em clubes conhecidos como o Brasília Futsal, a AABB/UPIS/DF e Sesi/Green Team-DF. Nos gramados, passou por times como a ASSEFE-DF e o Mealhada de Portugal. Porém, viu um vazio na posição de treinador de goleiros, chegando a até mesmo ajudar os companheiros de equipe passando treinamentos, e viu ali uma grande oportunidade de carreira.

Com apenas 17 anos, começou a estudar para se profissionalizar, chegando até a fazer um curso na área com o goleiro Thiago, da Seleção Brasileira de futsal. Quando voltou desse curso, teve as portas abertas na faculdade JK pelo atual treinador do Minas Brasília, Pablo Rizza, e pelo educador físico Diego Alves, que faleceu neste ano, e de lá, teve também oportunidades na ADEF, equipe de futsal feminino do Distrito Federal.

Tantos estudos e aprendizado renderam o emprego que ele tem até hoje, o cargo de preparador de goleiras do Minas Brasília. Já no seu primeiro ano, conseguiu seu primeiro título, o do Candangão Feminino, que se repetiu nos dois anos seguintes. Além disso, também esteve em diversas campanhas das equipes de base.

Mas o seu grande ano na carreira veio em 2018. Floquinho ganhou nessa época quase tudo que disputou. Começou com a conquista da Taça Brasil de Futsal, divisão especial, e depois veio o maior de todos até hoje, a vitória com o Minas Brasília na Série A2 do Brasileirão Feminino, único título do DF em competições nacionais.

Esse título conquistado em 2018 teve um sabor ainda mais marcante, já que veio depois da goleira Kris, treinada por ele, pegar o último pênalti. Para fechar o ano, ele ainda foi campeão com a equipe do Capital na Segundinha, levando o goleiro Matheus Lorenzo a ter destaque.

Convocações

Mas 2021 também guarda uma boa história para Floquinho, pois foi um ano onde conseguiu um feito inédito: três goleiras que ele treina foram convocadas para a Seleção Brasileira. Em setembro, Lara Caetano foi convocado para os Jogos Mundiais Escolares, em Belgrado, na S´érvia. Já em outubro, a goleira Karen Hipólito, que desde o ano passado vinha se destacando no Brasileirão Feminino Série A1, foi convocada para a equipe principal, e finalizando, em novembro, a goleira Janny Belém foi convocada para a Seleção Sub-20.

Gabriel Floquinho agora quer manter a boa fase, e planeja seguir estudando e repassando o que aprendeu até aqui. “Penso em seguir aprimorando os estudos, afinal estudar nunca é demais, e quero me especializar cada vez mais pra poder repassar ao máximo o que aprendi, seja pras atletas que eu treino como também em cursos que pretendo realizar. Pretendo seguir também com esse trabalho que estamos realizando e, quem sabe colocar as atletas novamente para vestir a amarelinha”, finalizou.

Rômulo Maia

Jornalista e goleiro de futebol. Apaixonado por todos os tipos de esportes e pelo Jornalismo. Defende que as mulheres tenham as mesmas oportunidades que os homens, e que os mais carentes tenham incentivo à prática do desporto. "O esporte é a ferramenta de inserção social mais eficaz, pois o resultado é imediato e as transformações são surpreendentes."

Rômulo Maia tem 431 posts e contando. Ver todos os posts de Rômulo Maia

Rômulo Maia

Um comentário em “Preparador de goleiras do Minas Brasília se destaca no cenário nacional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *