Arte: André Gomes

Gama empata e fica sem chances de classificação na Série D

O Periquito candango viajou ao interior de Mato Grosso para enfrentar o Nova Mutum, em um confronto de tudo ou nada para o alviverde, somente a vitória servia para manter o time vivo na luta por uma vaga no G4 do grupo A5. Contudo, apesar de sair na frente com Vitor Xavier, o Gama sofreu um empate relâmpago – gol de Matheus Vieira – e, mesmo ensaiando uma pressão na etapa complementar, não conseguiu encontrar o segundo gol.

Com isso, o 1×1 fica com um gosto amargo para os candangos, que agora não conseguem mais ficar entre os quatro primeiros do grupo – devido aos confrontos diretos, o quarto colocado necessariamente terá, no mínimo, 18 pontos ao fim da primeira fase, pontuação máxima que pode ser alcançada pelo Periquito após o empate deste domingo (15), porém o alviverde perderia no primeiro critério de desempate: o número de vitórias (5×4). Já os mato-grossenses subiram para segundo e seguem na luta pela vaga no mata-mata.

O primeiro tempo do jogo começou com muita intensidade, com os dois times se lançando ao ataque e, após o Nova Mutum desperdiçar a primeira chance, Vitor Xavier concluiu boa jogada de Mailson para abrir o placar para o Gama. Logo depois, o Azulão da massa conseguiu empatar com Matheus Vieira, que aproveitou cobrança de escanteio para estufar a rede alviverde. Após um início alucinante, a partida caiu de ritmo e apenas os mato-grossenses chegaram perto do gol, porém Victor Hugo e Wendel salvaram o Periquito.

Na etapa final, os mandantes mostraram ímpeto logo que a bola voltou a rolar, só que não passaram disso. Os visitantes tiveram boa oportunidade aos 9′ com Toninho, mas a bola, caprichosamente, saiu rente à trave. Depois disso, o alviverde candango dominou o duelo, que ficou monótono e sem chances de gols. O Gama precisava sair com a vitória para evitar a eliminação precoce, se lançou ao ataque, não conseguiu encontrar o segundo gol – quase levando a virada aos 38′, quando a finalização de Abner parou no poste – e o 1×1 permaneceu até o apito final.

O jogo

Primeiro tempo

A partida começou com tudo, logo aos 3′ o Nova Mutum quase abriu o placar. Abner recebeu dentro da pequena área e desperdiçou chance clara ao chutar e ver a bola sair raspando a trave direta do goleiro Victor Hugo. Era o Azulão quem estava melhor em campo, dominando as ações ofensivas e ameaçando o adversário, porém, com 6′ no relógio, Mailson puxou contra ataque rápido, com direito a drible da vaca no Mendonça, e cruzou para Vitor Xavier – livre, leve e solto na área – finalizar de primeira e colocar o Gama na frente.

Só que não demorou para os donos da casa responderem, apenas três minutos depois, o time mato-grossense teve escanteio a seu favor, Gustavo Nogy cruzou e Matheus Silva – que jogou o Candangão 2021 pelo Ceilândia – subiu para cabecear e deixar tudo igual. Após um início repleto de emoções, o confronto diminuiu um pouco de intensidade e as únicas chegadas na área foram em cobranças de falta do Periquito, que foram de longe e não ofereceram perigo ao goleiro Gabriel Oliveira.

Aos 17′, a emoção retornou. Primeiro, Taison aproveitou escanteio e cabeceou exigindo ótima defesa de Victor Hugo. Na sequência da jogada, a bola voltou para a área candanga, com direito ao famoso “bololô” e a bola sobrou para o Hugo, que finalizou mas viu o Wendel tirar em cima da linha, salvando os visitantes. Depois disso, novamente o jogo diminuiu o ritmo, sem grandes chances até a parada para hidratação devido ao forte calor em Nova Mutum, na casa dos 28 minutos de bola rolando.

Somente aos 39′, ocorreu a bola voltou a assustar um goleiro: Rafinha emendou uma forte finalização da entrada da área e Victor Hugo caiu para defender, impedindo o segundo dos mandantes. Três minutos mais tarde, Matheus Vieira também tentou de longe, porém mandou por cima da meta alviverde. Com isso, mesmo com outras duas chegadas do Nova Mutum e uma do Gama, as equipes não balançaram mais as redes e o 1×1 perdurou no placar quando os jogadores desceram para o vestiário.

Segundo tempo

Na volta do intervalo, o Azulão da massa seguiu pressionando em busca do gol da virada para ficar em uma situação confortável no grupo A5 – em segundo com vantagem de três pontos para o quinto colocado Goianésia. No entanto, a primeira chance de perigo na etapa final foi do Periquito, aos 9′, quando Toninho cabeceou após cobrança de escanteio e a bola saiu tirando tinta da trave esquerda do Gabriel Oliveira.

A partida estava aberta, porém nenhum time conseguia finalizar as jogadas de maneira adequada, faltava a qualidade no terço final para concluir com eficácia e as zagas conseguiam afastar o perigo quando o passe vinha promissor. Somente aos 38′, o jogo voltou a ter grande chance de gol, quando Abner aproveitou cruzamento de Higor e concluiu carimbando a trave direita do goleiro Victor Hugo.

Dois minutos depois, os candangos tentaram responder com Jefferson, só que suas duas finalizações foram aparadas pela defesa azul, que afastou o perigo. Com o tempo se esgotando, o alviverde estava tentando se lançar ao ataque para evitar a eliminação com três rodadas de antecedência e abria espaços para os mandantes contra atacarem.

Porém, nenhum dos times conseguia aproveitar os buracos dos adversários para criar chances de gols efetivas. Aos 48′, Matheus Vieira exigiu a última intervenção de Victor Hugo em finalização dentro da grande área e, dois minutos mais tarde, Felipe Menezes bateu falta fechada e Gabriel Oliveira socou para afastar o perigo antes do apito final, que manteve o 1×1 no placar e confirmou a eliminação do Gama na Série D 2021.

Ficha técnica

NOVA MUTUM 1 X 1 GAMA

Campeonato Brasileiro Série D – Primeira Fase – Grupo A05 – 11ª rodada
Estádio Valdir Doilho Wons, Nova Mutum (MT), 15/08/2021, 16h

Árbitro: Mayron Frederico dos Reis Novais (MA)
Assistente 1: Paulo Cesar Silva Faria (MT)
Assistente 2: Eduardo Teodoro Rodrigues (MT)
Quarto Árbitro: Luiz Paulo de Moura Pinheiro (MT)
Analista: Edilson Ramos da Mata (MT)

Nova Mutum
Gabriel Oliveira; Léo Campos, Mendonça, Taison e Gustavo Nogy (Jhonathan Moc); Bruno Domingues, Jonathan Cabeça e Rafinha (Higor); Abner (Felipe Augusto), Hugo (Diego) e Matheus Vieira
Técnico: William De Mattia

Gol: Matheus Vieira (9′)
Cartões amarelos: Abner e Jonathan Cabeça
Cartões vermelhos: não houve

Gama
Victor Hugo; Toninho, Wallace, Wendel (Elenilson) e Romarinho; Josué (Flávio), Rafael Carrilho, Germano e Felipe Menezes; Mailson (Jeferson) e Vitor Xavier
Técnico: Marcelo Caranhato

Gol: Vitor Xavier (6′)
Cartões amarelos: Wallace e Wendel
Cartão vermelho: Sidcley (auxiliar técnico)

Lucas Bohrer

Jornalista esportivo formado em Comunicação Organizacional pela UnB. Viciado em acompanhar esportes e fascinado pela ideia de poder dar mais visibilidade a modalidades geralmente esquecidas.

Lucas Bohrer tem 99 posts e contando. Ver todos os posts de Lucas Bohrer

Lucas Bohrer

2 comentários em “Gama empata e fica sem chances de classificação na Série D

  • Avatar
    15 de agosto de 2021 em 19:07
    Permalink

    Assisti o jogo, torcendo para o Gama, não deu a vitória esperada e temos de torcer agora para o Brasiliense avançar

    Resposta
  • Avatar
    16 de agosto de 2021 em 09:37
    Permalink

    Decepcionante não classificar num grupo tão fácil como este. Bota na conta do Weber e do Arilson, os prinicipais responsáveis pela eliminação…!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *