Foto: Gustavo Pontes/Ascom Gama

Gama leva virada relâmpago e perde para Goianésia

Na abertura do returno da Série D, o Periquito foi até o interior de Goiás para enfrentar o líder do grupo A05, o Azulão do Vale. O objetivo era voltar para casa com os três pontos, se recolocando na briga pelas quatro vagas no mata-mata, porém, apesar de sair na frente com gol do estreante Mailson, o alviverde sofreu dois gols em apenas três minutos – Wallace contra e Ygor – e saiu derrotado de campo: 2×1 Goianésia.

Com o resultado – aliado a vitória do rival Brasiliense – o alviverde fica ainda mais longe do G4 e precisará quebrar seus jejuns em casa (o time não venceu e nem marcou gols no DF pela Série D 2021) contra o Porto Velho no próximo sábado (31), para seguir sonhando com o acesso. Já o Azulão segue na liderança do grupo e pode terminar a rodada com seis pontos de vantagem para o quinto colocado – em caso de derrota do Nova Mutum.

O Gama foi escalado com os três reforços anunciados nesta semana: Íkaro, Jefferson e Mailson. Já o Goianésia desfez a linha de três zagueiros utilizada no jogo entre eles na última semana. A primeira etapa da partida iniciou em um ritmo lento e a primeira grande chance do duelo foi logo o gol do Gama: Jefferson lançou Mailson, que mostrou categoria para driblar o goleiro e balançar as redes com 21′ de bola rolando.

Depois do gol, os goianos se esforçaram para empatar antes do intervalo, só que foram impedidos pelo arqueiro Victor Hugo e por caprichos do destino. Contudo, na volta ao campo, o Azulão do Vale pressionou até conseguir a virada: no primeiro, no meio de um bate e rebate, a bola tocou em Wallace e balançou as redes; no segundo Ygor aproveitou rebote e colocou os goianos na frente. Depois disso, o Gama até tentou, mas não conseguiu mexer mais no placar e ainda viu Victor Hugo salvar o terceiro em um contra ataque.

O jogo

Primeiro tempo

A partida começou devagar, com o Goianésia mantendo o domínio sobre a possa de bola e buscando achar espaços na marcação fechada do Gama – sem sucesso. Com isso, os lances mais marcantes dos primeiros minutos foram os cartões amarelos para Gabriel, aos 7′, e Brumati, aos 8′. Com 10′ no relógio, o Azulão do Vale desceu pela esquerda, com Raphael Soares, só que antes de ameaçar o gol de Victor Hugo, o impedimento foi marcado.

Após a tentativa de jogada, cada time chegou próximo da meta adversária uma vez, porém as oportunidades claras seguiram sem acontecer. Até que, aos 21′, Jefferson lançou Mailson em profundidade, ele dominou a bola, driblou o goleiro e chutou caindo para abrir o placar. Com o gol sofrido, os donos da casa se lançaram para o ataque e quase viram os visitantes encaixarem outro contra ataque fatal.

Foto: Gustavo Pontes/Ascom Gama

Foi somente 10 minutos após do gol do Periquito que o Goianésia chegou com perigo na área adversária, mas a finalização foi bloqueada antes de ir na direção do gol alviverde. Com 35′ no relógio, João Lucas recebeu dentro da área e exigiu grande defesa do goleiro Victor Hugo, na melhor chance dos goianos até então. O Azulão do Vale seguiu em busca do empate e, na sequência, Brumati concluiu de cabeça por cima da meta.

Aos 42′, Íkaro viu o goleiro Artur adiantado a finalizou de longe, tentando surpreender o arqueiro, que se mostrou atento para pegar, tranquilamente, a bola. Quatro minutos mais tarde, Kallyl cobrou falta cruzada dentro da área candanga, a própria zaga verde desviou e quase o placar ficou empatado – a bola passou raspando o travessão. No escanteio os goianos pediram toque de mão – não marcado – e o placar ficou no 1×0 até o intervalo.

Segundo tempo

O Goianésia voltou a campo tentando empatar logo de cara, só que Victor Hugo, bem posicionado, fez a defesa. Instantes depois, o arqueiro socou para longe um cruzamento perigoso e viu Flávio Gabriel cabeceando para fora. Com 5′ no relógio, os donos da casa tiveram outra chance em falta cobrada por Sobral, na entrada da área, que acabou batendo na barreira e, na sequência, Luizão Silva acertou a trave após cabeceio – era pressão total dos mandantes.

Aos 9′, o Gama fez sua primeira chegada na etapa complementar em descida de Gabiga, porém a finalização de Vitinho foi travada e saiu para escanteio, que não deu em nada. Dois minutos mais tarde, o Azulão do Vale desceu pela esquerda, houve o bate rebate na área, a bola pegou no Wallace e morreu no fundo do gol do Periquito. Instantes depois, Victor Hugo precisou intervir para evitar a virada.

Mas, aos 14′, não teve jeito: Ygor pegou rebote na entrada da área e chutou cruzado para marcar o segundo dos goianos. Felipe Menezes tentou responder em cobrança de falta, só que mandou para fora. Com 20′ no relógio, Brumati chutou uma falta direta e Victor Hugo caiu para adicionar outra grande defesa na sua conta. Depois disso o jogo diminuiu o ritmo, com paradas para atendimentos médicos e substituições.

Apenas aos 33′ um time voltou a ter uma chance, quando Paulinho arriscou, a bola desviou e saiu em escanteio. Sete minutos mais tarde, Thiago Rubim chutou e iria ampliar, porém Wallace apareceu para tirar em cima da linha, evitando o gol goiano. No contra ataque, Hugo Almeida viu Artur intervir para impedir o empate candango. Com 43′ passados, Hugo Almeida teve outra chance e mandou para fora. Mesmo com a pressão alviverde no final, a rede não balançou mais: 2×1 Goianésia.

Ficha técnica

GOIANÉSIA 2×1 GAMA

Campeonato Brasileiro Série D – Primeira Fase – Grupo A05 – 8ª rodada
Estádio Municipal Waldeir José de Oliveira, Goianésia (GO), 24/07/2021, 15h

Árbitro: Rafael Rodrigo Klein (RS)
Assistente 1: Marcio Soares Maciel (GO)
Assistente 2: Adriano Eterno de Jesus Mendes (GO)
Quarto Árbitro: Anderson Ribeiro Gonçalves (GO)
Analista: Cleiber Elias Leite (GO)

Goianésia

Artur; Ygor, Luizão Silva, Brumati e Sobral; Bosco (Wanderson Lima) (Dudu), Renato, Kallyl (Tibúrcio) e Raphael Soares; João Lucas (Thiago Rubim) e Flávio Gabriel (Zizu)
Técnico: Ariel Mamede

Gols: Wallace (56′ GC) e Ygor (59′).
Cartões amarelos: Brumati, Flávio Gabriel, Ygor, Renato e Tibúrcio.
Cartões vermelhos: não houve.

Gama

Victor Hugo; Gabriel (Josué), Wallace, Wendel e Gabiga; Paulinho, Rafael Carrilho (Romarinho), Íkaro (Robertinho) e Felipe Menezes; Jefferson (Vitinho) e Mailson (Hugo Almeida)
Técnico: Marcelo Caranhato

Gol: Mailson (21′).
Cartões amarelos: Gabriel, Felipe Menezes, Rafael Carrilho e Gabiga.
Cartões vermelhos: não houve.

Lucas Bohrer

Jornalista esportivo formado em Comunicação Organizacional pela UnB. Viciado em acompanhar esportes e fascinado pela ideia de poder dar mais visibilidade a modalidades geralmente esquecidas.

Lucas Bohrer tem 99 posts e contando. Ver todos os posts de Lucas Bohrer

Lucas Bohrer

2 comentários em “Gama leva virada relâmpago e perde para Goianésia

  • Avatar
    24 de julho de 2021 em 17:47
    Permalink

    Gama ainda tem chance no returno, depois de jogo com o líder, vai conseguir vaga no G4 🙏🏻.
    Tacalepau Gama😀

    Resposta
  • Avatar
    26 de julho de 2021 em 12:22
    Permalink

    O técnico substituiu mal no começo do segundo tempo, não era pra ter tirado o Ikaro, nem o Jeferson e nem o Mailson, o time sentiu muito essas substituições. Mas ainda temos seis jogos pela frente, dá para se classificar em os quatros. Acontece que o Gama pegou o líder do grupo nos dois últimos jogos, diferente de pegar o último colocado duas vezes seguida…Mas na sequência e, vendo a burrada que o técnico fez nas substituições, tenho certeza que coisas vão fluir pro nosso Gama. Não podemos perder a esperança…!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *