Brasiliense supera desfalques, abelhas e calor para garantir vantagem na pré-série D

Estreando na Série D 2021, o Jacaré foi até Ariquemes, no interior de Rondônia, nesta quarta-feira (26), para enfrentar os donos da casa na primeira partida da fase preliminar da quarta divisão nacional. Ambas as equipes jogaram sem seus centroavantes titulares. Mas o reserva Bruno Nunes converteu um pênalti  e, no último lance, Luquinhas – que havia sofrido a falta da penalidade – definiu a vitória amarela: 2×0 no Valerião.

O duelo da volta será no domingo (30), às 16h, no Serejão e o Brasiliense pode até perder por um gol de diferença para garantir sua vaga no grupo 5 – junto com Gama,

Em um primeiro tempo marcado por uma invasão de abelhas e um calor enorme, o Jacaré se impôs desde o início e foi o único a ter chances claras de gols – duas impedidas por defesas sensacionais do goleiro do Furacão do Vale do Jamari, Evandrizio, e uma que faltou a conclusão.  No final da etapa, os rondonienses tentaram criar com mais afinco, porém sem efetividade e os times foram para o vestiário com o 0x0.

O tempo complementar começou com muita ação e as duas equipes tiveram chances de inaugurar o marcador nos 10 primeiros minutos. Alex Ricardo, camisa 10 do Real Ariquemes, bateu falta de longe e assustou o Edmar Sucuri ao acertar o seu travessão. Depois disso, as melhores chances foram dos candangos que, após desperdiçaram algumas, viram Luquinhas sofrer um pênalti, convertido por Bruno Nunes.

O gol tranquilizou os visitantes, que passaram a controlar o resultado favorável sem se expor muito na defesa. Dessa forma, os dois times até tiveram chances para marcar, porém nenhuma finalização foi no gol. Quando todos esperavam que a partida acabaria em 1×0, o estreante Goduxo arriscou de fora, acertou a trave e a bola sobrou para Luquinhas ampliar, definindo o placar final.

O jogo

Primeiro tempo

Apesar do duelo começar travado no meio campo, a primeira grande chance foi logo aos 5′, quando, em contra ataque rápido, Luquinhas recebeu dentro da área, cortou para a direita e chutou, mas Evandrizio fez uma excelente defesa para impedir o primeiro do Brasiliense. A partida seguiu picada, com muitas faltas e poucas oportunidades para os times.

Quem deu o ar da graça aos 15′ foi um enxame de abelhas, que obrigou todos a deitarem no gramado para não serem atacados. Sem ninguém ter sido picado, a bola voltou a rolar cinco minutos mais tarde e o Jacaré pressionou em busca do gol, porém sem sucesso – as finalizações não estavam acertando o alvo.

Com 25′ no relógio, Bruno Nunes cabeceou para o meio da área, a zaga rondoniense se embananou, a bola acabou batendo em Didira e foi na direção do gol, só que foi fraca e em cima de Evandrizio, que a segurou com tranquilidade. O forte calor fez uma parada ser necessária. Na volta, apesar do domínio, os candangos seguiram sem conseguir balançar a rede adversária.

Perto do final da etapa inicial, aos 38′, Diogo fez boa jogada pela direita, com direito a drible da vaca, e cruzou na entrada da área para Didira, o meia dominou e finalizou muito bem, mas viu Evandrizio fazer outra intervenção fundamental a favor do Real Ariquemes. Tentativas em vão – duas para cada lado – e as equipes foram zeradas para o intervalo.

Segundo tempo

O retorno a campo não teve mudança de panorama, com o Brasiliense dominando a posse de bola e, com calma, tentando abrir o placar. Logo aos 3′, o time amarelo perdeu outra chance e, sete minutos depois, ela quase cobrou caro. Alex Ricardo bateu falta de muito longe e carimbou o travessão de Edmar Sucuri, foi a melhor chance do Furacão no jogo.

A partida ganhou emoção e ficou mais aberta. Com 13′ no relógio, Diogo bateu cruzado, de trivela, e Evandrizio caiu no canto para defender. Três minutos mais tarde, Peninha aparou de cabeça para o Luquinhas, dentro da área, que cortou para a direita e chutou para outra intervenção da muralha do Vale do Jamari, Evandrizio. Aos 18′, foi o zagueiro Diego Rosa que bloqueou o chute do Jacaré.

Juninho teve uma chance para os rondonienses dois minutos após, porém sua finalização saiu alta, por cima do gol de Edmar Sucuri. Com 28′ no relógio, os candangos vieram pela direita com Luquinhas e a zaga anfitriã  o recebeu dentro da área com falta. Pênalti marcado. Bruno Nunes pegou a bola e cobrou no canto esquerdo de Evandrizio, que pulou demais e viu ela passando por baixo dele, abrindo o placar.

A curiosidade ficou por conta do banco do Brasiliense, que pediu para que Bruno Nunes não batesse e viu, logo após a conversão da penalidade, Michel Platini entrar no lugar do autor do gol. Apesar de continuar dominando o duelo e de buscar o segundo, o Jacaré não conseguiu ampliar – desperdiçando diversas oportunidades.

No último lance da partida, Goduxo – em sua estreia oficial – recebeu um passe de calcanhar, arriscou de longe e carimbou a trave rondoniense. O rebote voltou no pé do Luquinhas, a zaga anfitriã ficou apenas olhando – pensando que o atacante estava impedido – ele dominou e ampliou para os candangos: 2×0 e fim de papo no Valerião.

Ficha técnica

REAL ARIQUEMES 0 X 2 BRASILIENSE

Campeonato Brasileiro de Futebol – Série D – 2021 – Fase Preliminar – Jogo 1
Estádio Gentil Valério (Valerião), Ariquemes – RO, 25/05/2021, 16h

Árbitro: Salim Fende Chavez (SP).
Assistente 1: Anderson José de Moraes Coelho (SP).
Assistente 2: Daniel Luis Marques (SP).
Quarto Árbitro: Renato Aparecido dos Reis Oliveira (RO).
Inspetor: Almir Belarmino Caetano (RO).

Real Ariquemes

Evandrizio; Alex Rocha, Morosini, Diego Rosa e Guilherme (Zé Henrique); Douglas (Neto), Edson Amorim e Alex Ricardo; Dadai (Luan), Marcos Júnior e Liardo (Ronald).
Técnico: Odilon Júnior.

Gols: não houve.
Cartões amarelos: Morosini, Dadai, Ronald e Edson Amorim.
Cartões vermelhos: não houve.

Brasiliense

Edmar Sucuri; Diogo, Gustavo Henrique, Keynan (Milton Junior) e Mário Henrique (Goduxo); Lídio, Zotti (Sandy) e Peninha; Didira (Jefferson Maranhão), Luquinhas e Bruno Nunes (Michel Platini).
Técnico: Vilson Taddei.

Gols: Bruno Nunes (30′) e Luquinhas (90′ +3).
Cartão amarelo: Peninha.
Cartões vermelhos: não houve.

Lucas Bohrer

Jornalista esportivo formado em Comunicação Organizacional pela UnB. Viciado em acompanhar esportes e fascinado pela ideia de poder dar mais visibilidade a modalidades geralmente esquecidas.

Lucas Bohrer tem 99 posts e contando. Ver todos os posts de Lucas Bohrer

Lucas Bohrer

Um comentário em “Brasiliense supera desfalques, abelhas e calor para garantir vantagem na pré-série D

  • Avatar
    26 de maio de 2021 em 20:03
    Permalink

    Com imprevisto de chuvas de abelhas, não foi o suficiente para intimidar a vitoria do Brasiliense

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *