De virada, Real Brasília perde para o Corinthians

Neste domingo (23), as Leoas do Planalto foram a São Paulo visitar o Timão, no fechamento da nova rodada do Campeonato Brasileiro Feminino A1, dentro do Parque São Jorge. Vindas de três tropeços, as candangas enfrentaram as líderes do torneio em um jogo duro, contra as atuais campeãs – o primeiro duelo entre os times na história – e saíram derrotadas por 5×2.

Apesar de perderem por um placar elástico, as brasilienses tiveram boa atuação, principalmente na etapa inicial, e saíram fortalecidas para receber o Grêmio na próxima quinta-feira (27), às 15h, em busca do retorno das vitórias e da manutenção do seu lugar no G8 – com o resultado o time caiu para a 8ª posição. Já as paulistas seguem na liderança e enfrentarão o Flamengo, no Rio de Janeiro, nos mesmos dias e horários.

O primeiro tempo do confronto foi eletrizante. No começo, o Corinthians começou tentando dominar as ações e sair na frente – sem efetividade. Mas o Real Brasília cresceu, após uma bola na trave de Camila Pini em cobrança de falta, e conseguiu abrir o placar com Marcela Guedes. O gol sofrido reacendeu o Timão, que empatou quase na sequência com Vic Albuquerque.

Depois disso, as paulistas reassumiram de vez o controle do duelo e viraram com Gabi Nunes – que também teve a chance de ampliar, porém a desperdiçou antes de ir para o vestiário. A volta para campo foi de domínio total das alvinegras que, após desperdiçarem algumas chances, fizeram o terceiro com Andressinha, de falta, para depois controlar o jogo e a vantagem.

Mas, o que ninguém esperava, foi a chuva de gols que veio nos últimos minutos do duelo. Faltando apenas oito minutos para os acréscimos, Camila Pini fez um golaço da entrada da área. Só que o ânimo das Leoas não durou muito, uma vez que o Timão fez o quarto com Tamires e ainda teve tempo de fechar o placar, 5×2, com Ingryd.

Primeiro tempo

O Corinthians iniciou a partida dominando as ações ofensivas, enquanto o Real Brasília se fechava defensivamente. Apesar disso, a primeira chance do jogo foi das brasilienses, aos 8′, em falta batida por Camila Pini que acertou o travessão de Kemelli. Dois minutos depois, as paulistas ameaçaram em um escanteio, mas a cabeçada de Gabi Nunes saiu raspando o poste esquerdo da Flávia.

Com 11′ no relógio, a goleira Kemelli mostrou calma e habilidade, para sair jogando, dentro da área, com um drible para cima da Gadu. Seis minutos depois, Gadu conseguiu roubar a bola da Poliana, entrou na área adversária, cortou para a esquerda e chutou, porém saiu fraco para defesa tranquila da Kemelli.

O Timão não conseguia jogar e as Leoas do Planalto cresceram em campo, assumindo o controle do duelo. Aos 23′, Marcela Guedes dominou no meio e fez a tabelinha com Dani Silva, que deu um belo passe em profundidade para a companheira e, sozinha com Kemelli, Marcela não desperdiçou para abrir o placar para o Real Brasília, com um chute colocando no canto esquerdo da goleira adversária.

O gol acordou as alvinegras: apenas três minutos depois, Vic Albuquerque arriscou uma finalização cruzada de longe e conseguiu igualar o placar. Com o empate, o Corinthians reassumiu o controle da partida e, aos 38′, Tamires cruzou na cabeça de Ingryd, que acertou o travessão da Flávia e o rebote sobrou para Gabi Nunes, também pelo alto, fazer seu gol de número 50 na história do Brasileirão Feminino, virando o jogo para o Timão.

Na saída de bola, Dani Silva quase empatou novamente, porém seu chute foi bloqueado, a bola bateu nela de volta e, caprichosamente, saiu rente à trave. No último lance antes do intervalo, Gabi Nunes ficou com sobra após vacilo da zaga candanga e poderia ter feito o terceiro, só que sobrou preciosismo: após driblar a Flávia, ela preferiu rolar para o meio da área, as Leoas do Planalto afastaram o perigo e o árbitro Lucas Canetto encerrou a primeira etapa.

Foto: Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

Segundo tempo

As alvinegras voltaram do vestiário com três substituições e indo com tudo para cima das brasilienses. Logo aos 6′, Vic Albuquerque cruzou na área das visitantes, Andressa Anjos tentou tirar, acabou desviando contra o próprio patrimônio e Isabela Melo tirou em cima da linha, com Flávia segurando a sobra. Na sequência, Gabi Portilho recebeu dentro da área, chutou e viu a bola raspar a trave do Real Brasília.

Com 14′ no relógio, o Corinthians chegou com perigo novamente, porém Gabi Nunes demorou para definir e a zaga das Leoas afastou. Seis minutos depois, Tamires cruzou para Gabi Nunes dentro da área, ela dominou, cortou para a esquerda e chutou para fora. Aos 23′, não teve jeito. Em falta na entrada da área, Andressinha – que havia acabado de entrar – bateu colocado, sem chances para Flávia, e ampliou a vantagem alvinegra.

A primeira finalização das visitantes foi apenas com 27′ da segunda etapa, em um chute torto de Marcela Guedes. Pouco após, Taciana, mais conhecida como Sam, fez sua estreia pelo Real Brasília ao substituir Gadu. Com o jogo morno, parecia que nada mais ocorreria. Mas Camila Pini tratou de surpreender aos 37′: pela esquerda, na entrada da área, ela chutou colocado, acertou o ângulo e fez um golaço para as Leoas do Planalto.

Apesar da possibilidade de conseguir o empate, quem fez outro gol foi o Timão. Três minutos depois, as alvinegras desceram pela direita, Gabi Portilho cruzou rasteiro e achou a Tamires livre na ponta esquerda da área e ela chutou cruzado para marcar o quarto. Já aos 44′, Andressinha bateu falta cruzada, a defesa candanga bateu cabeça e a bola sobrou para Ingryd ampliar a vantagem corintiana.

Nos acréscimos, o Real Brasília tentou fazer mais um com Marcela Guedes, só que Kemilli foi muito bem para fazer a defesa e impedir o terceiro das visitantes. Sem mais chances, a partida acabou com o 5×2 para o Corinthians.

Apesar do placar dilatado e da grande exibição alvinegra na etapa final, as Leoas do Planalto fizeram uma boa partida, que deve dar um gás a equipe nessa reta final da primeira fase.

Ficha técnica

CORINTHIANS 5×2 REAL BRASÍLIA

Campeonato Brasileiro Feminino A1 – 9ª rodada
Parque São Jorge, São Paulo, 23/05/2021, 20h

Árbitro: Lucas Canetto Bellote (SP).
Assistente 1: Alberto Poletto Masseira (SP).
Assistente 2: Leandra Aires Cossette (SP).
Quarto Árbitro: Adeli Mara Monteiro (SP).
Analista: Celso Barbosa de Oliveira (SP).

Corinthians

Kemelli; Paulinha, Poliana (Erika), Pardal (Yasmim) e Tamires; Ingryd, Grazi (Andressinha), Juliete e Giovanna Crivelari (Gabi Portilho); Vic Albuquerque e Gabi Nunes.
Técnico: Arthur Elias

Gols: Vic Albuquerque (26′), Gabi Nunes (38′), Andressinha (68′), Tamires (85′) e Ingryd (89′).
Cartão amarelo: Grazi.
Cartões vermelhos: não houve.

Real Brasília

Flávia; Raquel, Isabela Melo, Petra (Jamille) e Bruna Natiele; Margareth (Eliane), Andressa Anjos e Camila Pini; Dani Silva, Marcela Guedes e Gadu (Sam).
Técnico: Adilson Galdino.

Gols: Marcela Guedes (23′) e Camila Pini (82′).
Cartões amarelos: Andressa Anjos, Isabela Melo e Jamille.
Cartões vermelhos: não houve.

Lucas Bohrer

Jornalista esportivo formado em Comunicação Organizacional pela UnB. Viciado em acompanhar esportes e fascinado pela ideia de poder dar mais visibilidade a modalidades geralmente esquecidas.

Lucas Bohrer tem 101 posts e contando. Ver todos os posts de Lucas Bohrer

Lucas Bohrer

Um comentário em “De virada, Real Brasília perde para o Corinthians

  • Avatar
    24 de maio de 2021 em 08:02
    Permalink

    😞Força para meninas do Real conseguirem a vitória em casa no próximo jogo contra o Grêmio 👍🏻

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *