Foto: Patricy Albuquerque

Minas Brasília é superado pelo Cruzeiro e amplia jejum de vitórias

Em busca de reverter o pior início de Brasileirão desde que foi promovido para a elite do futebol feminino, o Minas Brasília recebeu o Cruzeiro na tarde deste domingo (2), no estádio Defelê, em confronto direto da segunda página da tabela, válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro Feminino A1.

Com muitas finalizações, mas pouca efetividade, as representantes do Distrito Federal foram superadas pelas mineiras, que se aproveitaram dos erros defensivos para construir um 3×1 – gols de Mariana Santos e Duda, duas vezes.

O jogo

As comandadas do treinador Antônio Carlos Bona foram para o campo com modificações no time titular. Robinha foi sacada e deu espaço a Bruna Pelé. Já Lay, entrou na vaga de Suzana, suspensa devido ao cartão vermelho na última partida.

Com a entrada de mais uma atacante, o intuito era ter em campo um volume maior no terço final do campo. No entanto, o que se observou na prática durante os primeiros lances foi a equipe mineira pressionando a saída de bola adversária.

Aos sete minutos, as visitantes foram premiadas. Da zona central, Carol lançou para Mariana Santos, a camisa 25, artilheira da equipe, ganhou da defensora e deu um toque de classe para encobrir a goleira Karen – 1×0 Cruzeiro.

No lance seguinte, as mineiras chegaram novamente em uma finalização que terminou na rede pelo lado de fora. Com 19’, Nenê roubou a bola de Duda, conduziu, e arriscou o arremate de longa distância. A bola passou rente à trave da goleira Mary Camilo.

Após a pausa para hidratação, a equipe do Distrito Federal empilhou lances de perigo. Aos 34’, Bruna Pelé encarou a marcação, foi ao fundo e cruzou no segundo poste, a bola passou em frente a defesa a espera de um toque, mas acabou morrendo na linha de fundo. No lance seguinte, novamente Pelé buscou a jogada individual e cruzou na área. Katielle chegou finalizando, mas a bola passou por cima.

Aos 50’, veio o balde de água fria. Após pênalti assinalado pelo árbitro Lucas Diniz, por conta de um toque de mão, a camisa 10 Duda foi para a marca da cal e não perdoou – bola para um lado e goleira no outro – 2×0 Cruzeiro.

Foto: Patricy Albuquerque

Segundo tempo

Na volta do vestiário, Gabi Arcanjo e Robinha foram chamadas. Correndo contra o tempo e contra o placar, as mandantes buscaram pressionar as visitantes. Porém, o primeiro lance de perigo veio dos pés do Cruzeiro. Após troca de passes, Mariana Santos saiu cara a cara com Karen, a goleira do Minas Brasília foi melhor no lance a abafou a finalização.

Três minutos depois, Robinha tabelou com Karla, a posse de bola voltou para a camisa 10 que arriscou de longe e assustou a goleira Mary Camilo. Aos 15’, Karla, em cobrança de falta, obrigou a goleira cruzeirense a evitar o gol em bela defesa de mão trocada.

No escanteio, Dih subiu mais alto que as defensoras e cabeceou para nova intervenção de Mary Camilo. No bate rebate a bola ficou viva na pequena área mas a defesa conseguiu efetuar o corte.

Aos 23’, Vanessinha roubou a bola na zona central, abriu para Mariana Santos que devolveu na camisa 7. Já dentro da área, Vanessinha rolou para Duda, livre, de frente para meta, fazer o terceiro gol das Cabulosas.

Na reta final da partida, aos 41’ minutos, o Minas Brasília diminuiu o prejuízo. Em cobrança de escanteio, a bola sobrou para Gabi Arcanjo, a camisa 20 devolveu para a pequena área, onde encontrou Nenê que se esticou para escorar e estufar o fundo do barbante.

Com o resultado, a equipe de Brasília estaciona na décima primeira colocação com apenas dois pontos e, no decorrer da rodada, pode acabar na zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, no domingo (9), às 15h, um novo confronto direto aguarda o Minas Brasília, quando irá até Santa Catarina encarar o Napoli, em Caçador.

Apesar da má fase da equipe, Karen é destaque da temporada
Foto: Patricy Albuquerque

Ficha técnica

MINAS BRASÍLIA 1 x 3 CRUZEIRO

Campeonato Brasileiro Feminino A1 – 5ª rodada
Estádio Defelê – Brasilia (DF), 02/05/2021, 15h

Árbitro: Rafael Diniz (DF)
Assistente 1: Leila Cruz (DF)
Assistente 2: Lucas Torquato (DF)
Quarto Árbitro: Maguielson Lima Barbosa (DF)
Analista: Jamir Carlos Garcez (DF)

Minas Brasília
Karen; Lay (Gabi Arcanjo), Kaká, Dih e Jéh; Karla, Pelé e Kati; Nenê, Isa (Monse Ayala) e Farinon (Robinha)
Técnico: Carlos Bona 

Gols: Nenê (42′ – 2°T)
Cartão amarelo: Karen, Dih, Jéh, Carlos Bona
Cartão vermelho: não houve

Cruzeiro
Mary Camilo; Thamirys, Capelinha, Rebeca e Eskerdinha (Marília Cruz); Mayara Vaz, Carol (Carol Shimo) e Vanessinha; Lucero, Duda e Mariana Santos
Técnico: Marcelo Frigério

Gols: Mariana Santos (7′ – 1°T) e Duda (50′ – 1°T e 23′ – 2°T)
Cartão amarelo: Eskerdinha e Mariana Santos
Cartão vermelho: não houve

Marcus Rodrigues

Estudante de jornalismo da Universidade Paulista (Unip). Repórter do portal Metrópoles. Comentarista esportivo. Integra a equipe do DF Sports+ desde julho de 2019

Marcus Rodrigues tem 187 posts e contando. Ver todos os posts de Marcus Rodrigues

Marcus Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *