Em duelo emocionante, Ceilândia arranca empate heroico contra o Capital

Em partida emocionante, Capital e Ceilândia empataram em 2×2 na tarde deste domingo (18), no estádio Mané Garrincha, pela 2ª rodada da segunda fase do Candangão 2021. Com gol heroico de Lucas Frank nos acréscimos, o Gato Preto conseguiu manter vivas as chances de classificação à próxima etapa da competição. 

Jogando em casa, o Capital dominou todo o primeiro tempo, construindo as melhores chances e chegando ao gol em cobrança de pênalti. Com um jogador expulso para cada lado, os times protagonizaram um segundo tempo elétrico, com três gols, e com recuperação épica do Ceilândia.

No entanto, a situação do Gato Preto ainda é complicada. Na última rodada, o alvinegro precisará golear o Santa Maria, lanterna do grupo D, além de torcer por uma derrota do Capital, que enfrentará o líder Brasiliense. Para a Coruja, basta empatar com o Jacaré para garantir vaga na próxima fase.

Primeiro tempo

O Capital começou o jogo pressionando, mas apenas com 16 minutos no relógio, o atacante Roberto Pítio chutou de muito longe e levou perigo ao goleiro Diego, que rebateu ao tentar encaixar a bola. Na sequência, aos 21’, o lateral direito Wester arriscou novamente de fora da área e o guarda redes do Gato Preto precisou se esticar para desviar para fora.

A primeira chance do Ceilândia ocorreu aos 26’, após um contra ataque fulminante que terminou com finalização pra fora do lateral Dennis. O Capital respondeu no minuto seguinte com o zagueiro Victor Carvalho, que arriscou pouco depois do meio de campo e quase surpreendeu Diego, que se recuperou e evitou o gol.

A pressão do time da Coruja continuou, e após lindo corta luz de Roberto Pítio, aos 38’, o atacante David Souza desperdiçou a chance de abrir o placar chutando em cima do goleiro do Gato Preto. Minutos depois, o Capital voltou a ficar perto do primeiro gol, mas Diego mostrou reflexo para defender a cabeçada de Victor Carvalho.

Após tentativa de tabela na grande área, Roberto Pítio foi derrubado por Liel e o árbitro assinalou pênalti para o Capital. Na batida, Romarinho deslocou o goleiro do Ceilândia para abrir o placar do jogo aos 45’.

Segundo tempo

Nos primeiros minutos da segunda etapa, o zagueiro Liel colocou a mão na bola, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo. Aproveitando a vantagem numérica, a Coruja bombardeou o Ceilândia durante 15 minutos, exigindo defesas milagrosas de Diego, além de colocar duas bolas no travessão.

Depois de tanto pressionar, o Capital conseguiu ampliar o placar. Aos 18’, Douglas Candango, que entrou no lugar de Roberto Pítio, recebeu passe em profundidade de Cabralzinho e, mesmo sem ângulo, finalizou para vencer o goleiro alvinegro e fazer Coruja 2×0.

Foto: reprodução/Capital

Aos 28’, após colocar a mão na bola, o zagueiro do Capital Victor Souza também foi expulso de campo. Na cobrança da falta, o zagueiro Lucas Frank cabeceou a bola no travessão. No lance, o goleiro Léo Rodrigues se lesionou e teve que ser substituído por Luan.

Com igualdade numérica em campo, o Ceilândia melhorou na partida e passou a pressionar a Coruja. Aos 38’, Wisman, que entrou no lugar de Klécio, finalizou na grande área e a bola bateu no braço de Islan, resultando em pênalti para o Gato Preto. O próprio Wisman efetuou a cobrança finalizando no contrapé do goleiro Luan para diminuir o marcador.

Para ter chances de classificação à próxima fase do Candangão, o time alvinegro precisava ao menos empatar. Depois de muita persistência, aos 50’, Wisman aproveitou a sobra da zaga e cruzou para Lucas Frank cabecear para o fundo das redes do Capital, devolvendo as esperanças ao Ceilândia e frustrando o adversário, que, com o resultado, não garantiu vaga antecipada às semifinais.

FICHA TÉCNICA

CAPITAL 2×2 CEILÂNDIA

Campeonato Candango 2021 – Segunda Fase – Segunda Rodada
Estádio Mané Garrincha, 18/04/2021, 15h

Árbitro central: Luiz Paulo da Silva Aniceto
A1: Leila Naiara Moreira da Cruz
A2: Lucas Costa Modesto
Quarto árbitro: Adriano Luiz do Nascimento Neri

Escalação Capital

Léo Rodrigues (Luan); Wester, Islan, Vitor Carvalho e Victor Sousa; Leandro Bulhões (Miguel), Geovane e Cabralzinho (Felipe Cirne); Romarinho, David Sousa e Roberto Pítio (Douglas Candango);
Técnico: Rogério Mancini

Gols: Romarinho e Douglas Candango
Cartões amarelos: Roberto Pitío, Victor Souza, Leandro Bulhões, Felipe Cirne, Islan e Douglas Candango
Cartões vermelhos: Victor Souza

Escalação Ceilândia

Diego; Dennis, Lucas Frank, Liel e Mateus Bochecha; Werick, Clécio (Wisman) e Giovani (Igor Pato); Willian (Dogão), Candin (Mirandinha) e Matheus Silva (Fernandinho).
Técnico: Adelson de Almeida.

Gols: Wisman e Lucas Frank
Cartões amarelos: Liel, Clécio, Werick e Leonardo da Silva Roquete (Auxiliar técnico)
Cartões vermelhos: Liel

Braian Bernardo

Estudante de jornalismo, apaixonado por futebol e torcedor do esporte candango.

Braian Bernardo tem 30 posts e contando. Ver todos os posts de Braian Bernardo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *