LUTO – Morre Joãozinho, maior artilheiro do DF

O Futebol de Brasília amanheceu de luto nesta terça-feira (13). Faleceu João Jerônimo de Moura – mais conhecido como Joãozinho (foto acima) – aos 59 anos, por complicações de dengue hemorrágica agravada pela covid-19.

Natural de Padre Bernardo-GO, Joãozinho era figura carimbada nas peladas de campo de terra na cidade do entorno. Seu primeiro clube foi o Barão FC da própria cidade, onde foi indicado pelo irmão Antônio. Quando completou dezoito anos, Joãozinho se mudou para Brazlândia com a família e jogou por clubes amadores da cidade como Auto Esporte, Atlético e Brazlândia EC.

Foi num amistoso entre seleções de Gama e Brazlândia que Joãozinho despertou interesse dos cartolas candangos. Foi levado pelo irmão para fazer testes nas categorias de base do Ceilândia e não demorou para subir para o time de profissionais. Seu primeiro gol como profissional foi no dia 15 de maio de 1983, quando marcou o gol de empate contra o Gama pelo Campeonato Metropolitano.

Atacante Joãozinho em 1990 quando defendia o Taguatinga EC. Foto: Almanaque do Futebol Brasiliense.

Mas foi no Taguatinga que Joãozinho viveu o auge de seu futebol. Contratado em 1985, virou artilheiro do campeonato no ano seguinte marcando 16 gols. Seu desempenho o levou a ser convocado pelo técnico Jair Pereira para a Seleção Brasileira de Novos, um feito inédito para um atleta da região do DF. O jogador atuou em amistosos, Sul-Americano do Chile e Pan Americano de Indianápolis-EUA.

Depois de rodar por Confiança-SE e PAOK da Grécia, Joãozinho conquistou seu primeiro título candango com a camisa do Taguatinga em 1989, e foi bicampeão pela equipe em 1991 e tri em 1992 onde atingiu o recorde até hoje jamais batido: 25 gols marcados em uma única edição do Campeonato Brasiliense.

Joãozinho ainda jogaria na Alemanha em 1994 antes de voltar para Brasília para defender o Brazlândia. Tornou-se presidente da Garça em 1998 e seguiu jogando para ser artilheiro com 11 gols. O goleador jogou até os 43 anos, quando pendurou as chuteiras, mas nunca largou o futebol, e seguiu com empreendimentos esportivos na cidade. Sua última aparição pública foi justamente nesta foto em que posou com a bola no estádio Mané Garrincha.

Fonte de pesquisa: Almanaque do Futebol Candango (http://historiafutebolbrasiliense.blogspot.com/)

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 3027 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *