Foto: NBB

Cerrado é derrotado pelo líder Flamengo

No Ginásio da Asceb, o Cerrado Basquete enfrentou o Flamengo pela sexta rodada do NBB. O time brasiliense é o penúltimo colocado e vinha de cinco derrotas seguidas, e neste domingo (20), tinha a dura tarefa de bater o líder. Apesar de fazer um bom jogo, acabou derrotado por 87×67 (17×29/18×14/14×22).

O Cerrado foi com seu elenco completo, sem desfalques por lesão ou covid-19. Já o clube carioca não pode contar com o ala Juan, que estava no departamento médico.

Apesar de esperar um jogo difícil, a equipe candanga fez uma grande partida, que em grande parte do tempo foi bem equilibrada.

Primeiro quarto

O Cerrado começou bem, acertando duas bolas de três – uma com o norte-americano Fuller e outra com Paulo. Coelho também foi outro destaque, já que conseguiu uma enterrada de bola que deixou a equipe em vantagem no placar nos quatro minutos iniciais.

Mesmo com uma marcação forte, a equipe candanga não conseguia parar o experiente Olivinha, que no primeiro quarto fez sete pontos e deu uma assistência. Faltando menos de 15 segundos para acabar o tempo, o Cerrado, que perdia por oito pontos, desperdiçou duas bolas no ataque, e o Flamengo fechou o período em 29×17. Destaque para Fuller, com oito pontos.

Segundo quarto

O Cerrado seguia com ótimo aproveitamento nas bolas de 3 – quatro em sete tentativas -, mais de 50% dos pontos da equipe brasiliense tinham sido de fora do garrafão no começo do quarto, mas o time vinha tendo dificuldades na bola de dois pontos e Fiorotto pouco aparecia. Além disso, a equipe perdeu muitas bolas nas transições ofensivas, e o Flamengo contra atacava com muita velocidade.

A vantagem do Rubro-Negro carioca chegou a ser de 16 pontos, mas o Cerrado reagiu e, após linda bola de três de Douglas Nunes, o time conseguiu diminuir a vantagem para oito pontos conduzidos por Fuller e Coelho, que seguiam sendo os destaques da equipe.

Apesar de estar atrás no placar, o Cerrado seguia fazendo um bom jogo e se mantendo centrado, com uma defesa forte e organização ofensiva. Além disso, faltas cometidas pelo Flamengo levaram a equipe à linha de lances livres.

Foto: Gabriel Costa

Terceiro quarto

O Cerrado começou fazendo 5x, diminuindo a vantagem dos cariocas para cinco pontos. Mas após erros defensivos, a equipe Rubro-Negra aproveitou para voltar a pontuar, e com nove pontos seguidos, alargou a vantagem.

Quando a equipe mandante se recuperou na partida e ficou apenas oito pontos atrás no placar, Coelho teve a chance de contra-ataque, driblou passando a bola por baixo das pernas de Olivinha, mas acabou simulando e cometeu falta técnica. Com isso, o Flamengo aproveitou para fazer cinco pontos nos lances livres e na posse.

O Cerrado novamente diminuiu a vantagem do Flamengo e o banco de reservas vibrou muito com um esboço de reação após dois ataques seguidos pontuando, além de um bloqueio feito no ataque, mas Hettsheimer fez uma cesta de três e fechou penúltimo quarto por 65×53.

Último quarto

O Cerrado foi para o tudo ou nada, imprimindo um ritmo ainda mais forte adiantando a marcação até a quadra do Flamengo em alguns momentos. Mesmo com alguns erros bobos, o placar seguia com uma diferença entre 10 e 11 pontos, o que ainda dava esperanças para o time brasiliense de conseguir a vitória, restando ainda metade do quarto.

Crescenzi assumiu protagonismo no período, e estava sendo importante para cravar a bola de dois pontos, que até então, não estava sendo bem aproveitada pelo time.

Em momento decisivo, Fiorotto perdeu dois lances livres e apagou um pouco a chama da esperança que o Cerrado tinha. Em seguida, o argentino Balbi converteu dois lances e mais uma bola de três, aumentando a vantagem para 17 pontos.

Fim de jogo

Assim como em outros jogos, o Cerrado novamente fez um jogo bom, mas no último quarto voltou a cometer erros e, para a infelicidade do time, do outro lado estava o líder do campeonato, que venceu mais uma.

A falta de eficiência no garrafão, além de alguns apagões durante momentos da partida, foram essenciais para a derrota,. Porém, o time sabe o caminho certo para conseguir vencer, já que conseguiu apresentar um bom basquete no panorama geral da partida contra o melhor time do campeonato até o momento.

Balbi foi o destaque, cestinha com 20 pontos e líder com cinco assistências. Fuller foi o segundo maior pontuador, com 16 pontos, e Coelho o segundo maior assistente, com 4. Olivinha foi o líder de rebotes e Fiorotto foi o vice-líder da partida no quesito.

O time segue na penúltima colocação, enquanto o Flamengo segue mais líder do que nunca. O Cerrado volta a enfrentar o Pato Basquete pela última partida do ano na terça-feira (22), às 14h, novamente no Ginásio da Asceb.

João Paulo

Jornalista apaixonado em contar as histórias que o esporte proporciona. Boêmio e torcedor nas horas vagas.

João Paulo tem 87 posts e contando. Ver todos os posts de João Paulo

João Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *