Imagem: André Gomes/DF Sports+

Ceilandense e Paranoá fazem jogo dos desesperados

O Ceilandense vai receber o Paranoá neste sábado (14), às 15h30, no estádio Abadião pela décima rodada do Campeonato Candango de 2020. O confronto define o primeiro time que disputará a segundinha em 2021. O empate decreta o rebaixamento das duas equipes.

No momento, a Cobra Sucuri está em último colocado, com um ponto, e o rubro-negro apenas uma posição à frente, com um ponto a mais. Caso o Unaí empate, o Paranoá estará rebaixado independentemente de qual resultado conquistar hoje. Caso os mineiros vençam, o Ceilandense também cai.

Ainda sobre o Ceilandense, caso o time vença e Ceilândia, Luziânia e Unaí percam, os rubro-negros podem alcançar as três equipes na última rodada. Já no caso do Paranoá, apenas o Unaí pode ser alcançado.

Ceilandense

O rubro-negro da Ceilândia não conseguiu corresponder às expectativas criadas depois da boa campanha em 2019 com o acesso para a elite do futebol candango. Os problemas extra-campo no início da temporada foram fundamentais para que a equipe não desempenhasse um bom futebol dentro do campeonato.

O pouco tempo de preparação e a reestruturação do time com o campeonato já em andamento foram os fatores que mais contaram para a má campanha. O elenco que tem a missão de realizar praticamente um milagre e salvar o Ceilandense da degola é bem diferente do que iniciou a campanha em 2020.

Paranoá

Do lado do Paranoá não é diferente. Após o título invicto da Segundinha o time chegou com a esperança de fazer um bom campeonato e tentar pelo menos se manter na primeira divisão, o que é praticamente impossível neste momento. Além de vencer as duas partidas restantes e torcer para o Unaí perder as duas, a Cobra Sucuri tem que tirar uma diferença de 13 gols de saldo.

A equipe ainda tentou buscar reforços no mercado para ajudar o time nessa missão, mas a falta de recursos restringiram as contratações, e as peças que chegaram no meio da temporada também não corresponderam como o planejado. Tudo isso deixa o clube à beira de mais um rebaixamento.

CAPITAL X CEILANDENSE
Campeonato Brasiliense de 2020 – décima rodada
Estádio Abadião – DF – 14/03/2020, às 15h30

Árbitro: Gildevan Lacerda
A1: Lehi Sousa Silva
A2: Robson Barbosa
Quarto árbitro: Pedro Alves de Oliveira
Inspetor: Marrubson Melo Freitas

Ceilandense
Johnathan; Fernando Elias, Índio, Marcos e Michael; Bruno Peixoto, Anderson e Henrique; Lucas, Tonton e André Alves
Técnico: Edson de Souza (Mazolinha)

Paranoá
Cesinha; Vitinho, Fábio Guedes, André Luís e Kaká; Helinho, Ismar e Ivan; Douglas Silva, Gardiel e Vinícius
Técnico: Vandinho Silva

Luiz Fernando Santos

Engenheiro eletrônico de formação, decidiu seguir a carreira jornalística por amor ao esporte. Está na área como repórter e comentarista desde 2018.

Luiz Fernando Santos tem 62 posts e contando. Ver todos os posts de Luiz Fernando Santos

Luiz Fernando Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *