Arte: André Gomes/DF Sports+

Jacaré perde de virada para o Goianésia em amistoso

O Brasiliense foi até Goianésia enfrentar o time da casa, e acabou saindo derrotado por 2 a 1 de virada, Após um grande início de jogo, a equipe acabou diminuindo o ritmo e viu o time goiano virar,.

Foi o quarto amistoso da equipe, que contou com a estreia de dois principais reforços pra temporada: Zé Love e Marcos Aúrelio, que acabou sendo o melhor jogador da equipe na partida.

O Jogo

Mesmo jogando fora o Brasiliense começou o jogo se impondo, e chegou com perigo já no primeiro ataque, Romário deu bom passe pra Marcos Aurélio, que recebeu e chutou no ângulo, obrigando o goleiro Thiago Santos a fazer grande defesa. Após o escanteio a bola acabou sobrando pra Badhuga que sozinho e quase embaixo das traves, não conseguiu fazer o gol e cabeceou pra fora. Aos cinco minutos Marcos Aurélio viu o goleiro adiantado e cobrou falta direto pro gol, a bola acertou o travessão e saiu.

O Goianésia não resistiu a pressão e sofreu o primeiro gol aos dez minutos. Marcos Aurélio fez grande jogada e abriu o jogo pra Carlinhos. O lateral cruzou na área e o zagueiro Waldson acabou desviando pro próprio gol. Aos 13 minutos mais Brasiliense: Romarinho pegou a sobra na direita, driblou o lateral e chutou forte, parando em boa defesa de Thiago Santos.

O Goianésia só conseguiu chegar aos 15 minutos, quando o meia Elias chutou de muito longe, sem nenhum perigo para a equipe candanga. Na sequência, a bola sobrou novamente com Romarinho, após tentativa de domínio de Carlinhos. Ele chutou no cantinho, mas novamente parou no goleiro Thiago Santos. Na cobrança de escanteio, Rafael Donato subiu mais que todo mundo e conseguiu a cabeçada, mas a bola foi pra fora.

O Brasiliense voltou a assustar aos 20, novamente após jogada de Marcos Aurélio. O meia cruzou na área e Zé Love, sozinho, cabeceou pra fora. Após a jogada, o time perdeu a intensidade que vinha impondo desde o começo do jogo, e acabou deixando a equipe goiana empatar. Depois de boa troca de passes, o lateral Cleidson recebeu na esquerda e cruzou na medida para Elias, que sozinho, cabeceou para o fundo das redes, empatando a partida.

O Goianésia se animou com o gol e pressionou a equipe do Brasiliense. Aos 31 minutos Iran veio carregando e finalizou pro gol, o goleiro Sucuri espalmou pro meio da área mas contou com a presença do zagueiro Badhuga, que tirou de qualquer jeito, evitando a virada. Aos 35′ mais uma vez Marcos Aurélio deu trabalho pro Goianésia. O meia pegou a bola pingando e acertou um grande chute, parando em ótima defesa de Thiago Santos.

O time do Goianésia virou o jogo no final do primeiro tempo, com o lateral Cleidson. Após trocas de passes, Lucas Newilton cruzou na área, o goleiro Sucuri não saiu e nenhum zagueiro conseguiu tirar a bola, que acabou sobrando pro lateral Cleidson finalizar no canto esquerdo virando a partida.

O segundo tempo começou novamente com o Brasiliense pressionando e buscando o gol. Aos três minutos, após cruzamento na área, Zé Love cabeceou e quase empatou, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora.

Aos dez minutos Peninha quase fez um golaço por cobertura, mas o goleiro Thiago Santos estava atento e espalmou pra escanteio. Após essas chances, o jogo acabou ficando mais morno e cadenciado, principalmente pelo forte calor da cidade.

O Brasiliense voltou a chegar aos 34′. Após jogada de Manoel a bola sobrou quicando pra Neto Baiano que acabou não conseguindo finalizar pela marcação que chegou e conseguiu afastar a bola. O Goianésia chegou bem aos 39′ e só não ampliou devido a grande defesa de Sucuri, após um chutaço de Almir.

No último lance do jogo, Neto Baiano cobrou falta com força, mas ela desviou e ficou fácil para o goleiro. Fim de jogo, Goianésia 2 a 1. O próximo compromisso da equipe amarela será diante do Vila Nova-GO no dia 16.

FICHA TÉCNICA

Goianésia 2×1 Brasiliense
Amistoso realizado no estádio Valdeir José de Oliveira, em Goianésia- 11/01/2020

GOIANÉSIA
Thiago Santos; Lucas Newilton (Mizael), Waldson (Rodolfo), Márcio e Cleidson; Everton Luiz, Elias (Júnior Capixaba) e Iran (Renato); Édipo (João Pedro), William Kozlowski e Rodriguinho.

Técnico: Ito Roque
Cartões Amarelos: Cleidson
Gols: Elias e Cleidson

BRASILIENSE
Edmar Sucuri; Carlinhos, Rafael Donato, Badhuga e Charles (Gleissinho); Romário (Esquerdinha), Fernando Pires (Sandy), Marcos Aurélio (Neto Baiano) e Romarinho (Manoel); Zé Love (Lorran) e Edno (Peninha).

Técnico: Mauro Fernandes
Cartões Amarelos: Romarinho, Zé Love, Carlinhos
Gols: Waldson (Contra)

Rômulo Maia

Jornalista e goleiro de futebol. Apaixonado por todos os tipos de esportes e pelo Jornalismo. Defende que as mulheres tenham as mesmas oportunidades que os homens, e que os mais carentes tenham incentivo à prática do desporto. "O esporte é a ferramenta de inserção social mais eficaz, pois o resultado é imediato e as transformações são surpreendentes."

Rômulo Maia tem 385 posts e contando. Ver todos os posts de Rômulo Maia

Rômulo Maia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *