Arte: André Gomes

Presidente do Ceilândia nega desistência do Candangão 2020

O presidente do Ceilândia, Ari de Almeida, desmentiu uma possível desistência da equipe do Campeonato Candango de 2020. Reportagem veiculada por um site local indicava uma especulação sobre a não participação da equipe. Porém, o presidente procurou o DF Sports+ e apresentou sua versão.

“Algumas respostas foram tiradas do contexto na outra matéria. Eu apenas disse que no momento certo a gente se manifestaria através de uma nota oficial, em nenhum momento disse que iria ou não participar e muito menos informamos isso à Federação de Futebol (FFDF)”, afirmou. “Também não houve nenhuma fala nossa para nenhum empresário dizendo que sofreríamos WO nas partidas”, prosseguiu.

Ainda segundo Ari, o time ainda estuda maneiras de como participar da competição. “Fomos procurados por vários empresários, e até alguns que se diziam empresários, mas só apresentavam facilidade, e aqui não tem nenhum bobo. Houve agenciador que fechou com outro time de Brasília e queria fechar com a gente também. Isso não é o correto”, explicou o presidente.

“Tudo que tem sido falado até agora é especulação. Sobre parcerias, posso garantir que o intuito do Ceilândia de fazer parcerias é quase zero.”

Ari de Almeida, presidente do Ceilândia

Sobre o Candangão 2020, o mandatário do Gato Preto afirmou que está definindo nos bastidores. “Estamos vendo a melhor maneira sobre o que fazer pra 2020. Não há como estipular um prazo limite pra definir o que vai acontecer, mas acredito que até dia 20 de janeiro já tenhamos alguma definição” finaliza.

Rômulo Maia

Jornalista e goleiro de futebol. Apaixonado por todos os tipos de esportes e pelo Jornalismo. Defende que as mulheres tenham as mesmas oportunidades que os homens, e que os mais carentes tenham incentivo à prática do desporto. "O esporte é a ferramenta de inserção social mais eficaz, pois o resultado é imediato e as transformações são surpreendentes."

Rômulo Maia tem 466 posts e contando. Ver todos os posts de Rômulo Maia

Rômulo Maia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *