3º Etapa do Brasiliense de kart atrai as principais equipes do DF e do Centro-Oeste

No último sábado (27), foi realizada a terceira etapa do Campeonato Brasiliense de Kart. O evento reuniu as principais equipes do Distrito Federal e do centro-oeste. O destaque do dia foi a grande competitividade.

Ao todo, foram cinco categorias competindo durante a manhã e a tarde do sábado. O campeonato foi sediado no Kartódromo Ayrton Senna, no Cave, Guará, que completa 43 anos no próximo dia 1º de maio.

O piloto Daniel Moura, promessa do automobilismo brasiliense, lidera o campeonato da categoria Júnior 125cc. Neste sábado, ele teve uma corrida acirrada na primeira bateria e ficou em 2º.

”Sou o líder do campeonato e quero fazer o melhor dentro do que eu posso”, disse Daniel, antes da corrida. Foto: Philippe Henrique/DF Sports

Na segunda bateria, Daniel teve uma corrida com fortes disputas e diversas tentativas de ultrapassagem, terminando em terceiro e subindo ao pódio pela segunda vez no dia.

Luís Miranda, empresário e deputado federal (DEM-DF), compareceu ao evento para prestigiar o campeonato e acompanhar o filho Davi, que retorna ao automobilismo após oito anos. “No período em que a gente esteve nos Estados Unidos, inclusive por motivos escolares, a aula dele ia até às 15h, então ficou inviável correr lá. A gente observa que ele tem um estilo de piloto, mas falta um bom tempo para recuperar a técnica que ele deixou nos últimos anos”, explicou o empresário.

Davi recebendo a bandeirada quadriculada das mãos do pai, o deputado Luís Miranda. Foto: Philippe Henrique/ DF Sports

Os pilotos Pedro Fortes e Armínio Arns competiram pela categoria F4. Foram três baterias, sendo que a somatória das três corridas forma o resultado final. Os pilotos enfrentaram problemas mecânicos e não tiveram um bom final de semana, como nos conta o chefe de equipe. ”Faz tempo que não acontece uma prova com tanta movimentação, isso mostra que o kart está começando a se refazer. A expectativa com relação a próxima prova é gente trabalhar para tudo isso acontecer novamente’’.

Armínio Arns e Pedro Fontes no aguardo da largada da categoria F4. Foto: Philippe Henrique/ DF Sports

“Em termos de equipe, a gente não teve um bom fim de semana, mas estivemos na pista e participamos de cinco categorias. Apesar dos resultados, valeu mais como experiência”, disse Armínio Arns, chefe da Gurgel Team.

O brasiliense Raimundo Gurgel foi campeão em 1979 e nos conta a importância do kartódromo do Cave. ”O kartódromo revelou grandes nomes para o automobilismo nacional e é considerado uma das pistas mais técnicas. Quem ultrapassa aqui, ultrapassa em qualquer pista do Brasil. Na minha opinião, já deveria ter sido tombada”, opinou Gurgel.

A próxima etapa será no dia 25 de maio, também no kartódromo do Cave.

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 2843 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *