Cerrado joga bem mas São Paulo reage e vence no fim

Valendo a vice-liderança na Liga Ouro 2019, o Cerrado Basquete foi até a capital paulista para enfrentar o São Paulo na noite desta segunda-feira (01), no Ginásio Dr. Antônio L. Nunes Galvão. A partida foi dividida em dois atos. No primeiro teve a superioridade dos brasilienses e no segundo a equipe paulista mostrou sua soberania. Duelo foi vencido pelos mandantes por 81×69.

O armador Vieira foi destaque com 21 pontos e sete assistências. Além dele, Zabriski conseguiu oito rebotes. Já para o tricolor, os melhores da partida foram João Vitor com 22 pontos e 14 rebotes. O pivô Benjamin contribuiu com seis assistências.

Os minutos iniciais do jogo começou com superioridade do Cerrado Basquete, com bom aproveitamento nos chutes e mais volume de jogo. O São Paulo forçou a marcação e atacou com velocidade nos contra-ataques, no entanto não conseguiu converter os chutes (8×3).

Na metade da etapa inicial, a equipe paulista melhorou no sistema ofensivo, enquanto o time de Brasília não conseguiu encontrar espaço para finalizar. Todavia, em dois ataques, o verdão novamente ficou na dianteira, com vantagem de cinco pontos (12×17).

Os brasilienses aproveitaram que o São Paulo diminuiu seu ritmo de jogo e venceu o primeiro quarto por 14×20.

O Cerrado aumentou a vantagem logo no primeiro minuto do segundo período (14×25), isto fez que Claudio Mortari, técnico do tricolor, pedisse parada técnica. A conversa não teve o resultado esperado, e o tricolor continuou com baixo rendimento nos arremessos.

O Verdão mostrou mais movimentação no ataque, o que dificultou a marcação adversária. Porém, quando teve a bola sob seu domínio, o São Paulo atacou com velocidade, mas falhava no passe e na finalização (20×29).

Aos poucos o time paulista melhorou em quadra. A equipe aproveitou as falhas do rival e diminuiu a diferença para dois pontos (31×33). Contudo, nos segundos finais, o tricolor cometeu faltas que contribuíram com a vantagem dos brasilienses. O Cerrado ganhou o quarto por 31×38.

O São Paulo voltou do vestiário com ritmo mais intenso, enquanto o verdão estava desconcentrado. Esta mudança de postura fez com que os paulistas ficassem apenas um ponto de desvantagem (39×40). 

Os mandantes continuaram com volume intenso na metade do terceiro quarto. O Cerrado melhorou seu rendimento e a partida ficou equilibrada. Faltando quatro minutos para o termino da etapa, o tricolor ficou na dianteira pela diferença mínima (57×56).

Até o apito final, o jogo permaneceu movimentado, contudo com fraco aproveitamento nos chutes. Apesar das falhas, o time treinador Mortari venceu por 59×56.

No último quarto, a equipe brasiliense pecou nas finalizações e mostrou sinais de nervosismo. Já o tricolor continuou melhor e ampliou a placar em sete pontos (63×56). Quando a diferença estava em 12 pontos a favor dos donos da casa (68×56), o treinado do verdão, Ronaldo Pacheco, pediu parada técnica. 

A bronca do técnico não teve o resultado desejado. A equipe de Brasília desperdiçou os arremessos apesar da marcação mais frouxa do São Paulo. O Cerrado esboçou uma reação, mas a superioridade dos paulistas prevaleceu e o time ganhou a partida por 81×69.

Para buscar o caminho da vitória, o verdão receberá em seus domínios o Pato Basquete na terça-feira (09), no Ginásio Iesplan, às 20h. Antes de jogar contra os brasilienses, equipe do estado paranaense fará duas partidas: a primeira será contra o líder do campeonato Londrina, e em seguida enfrentará o UNIFACISA.  

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 2808 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *