Juniores – buscando reaver a identidade, Brasília foca na base

Um dos mais tradicionais clubes do Distrito Federal se prepara para mais um Campeonato Candango de Juniores. Apesar de ter sido o segundo time do Distrito Federal que mais foi longe na Taça São Paulo de Futebol Júnior, quando chegou nas oitavas de final da competição nacional, no ano de 2014, o Brasília Futebol Clube agora respira novos ares no futebol.

Com uma nova gestão, administrada pelo presidente Francisco Neto, o Colorado candango, que disputará a Segunda Divisão profissional neste ano, agora traça objetivos maiores, com a iniciativa de gerar atletas e voltar com a sua tradição no cenário local. O primeiro passo da montagem desse novo elenco é por intermédio das divisões da base.

União na comissão técnica

Eliminado na primeira fase do Candanguinho, em 2017, o Brasília montou o time para reverter a imagem negativa que gerou no último ano. Para isso, a diretoria da equipe apostou em três profissionais de gabarito na comissão técnica: Arimatéia, Alexandre e Bruno. Eles serão os responsáveis por coordenar o desempenho dos garotos durante as competições que o Brasília disputar.

Arimateia será um dos grandes responsáveis em comandar a garotada colorada. Foto: Lucas Bolzan/DF Sports

Apesar dos três terem praticamente a mesma função, Arimatéia será o maior responsável em ficar à beira do campo para comandar os garotos. Auxiliar técnico do Santa Maria nos últimos jogos da equipe no Candangão 2018, quando a Águia do Cerrado conseguiu sair da degola, Ari, com toda a experiência conquistada em diversos estados, principalmente no Nordeste, agora tem o objetivo de lapidar os jovens atletas e transformá-los em grandes profissionais, já pensando no futuro.

“Estamos fazendo um trabalho digno, porque é um sonho além dos jogadores, mas também da comissão. O trabalho está sendo feito com discernimento, sem iludir nenhum jogador, colocando a verdadeira filosofia do Brasília, que já foi um grande time. Então estamos fazendo um grande trabalho, para se Deus quiser, colocar o Brasília, aonde ele realmente deve estar, começando pelo Juniores e quem sabe, levando o trabalho até para o profissional”, afirmou Arimatéia.

Chances para a garotada

Com os trabalhos de preparação sendo realizados desde o dia 10 de abril, alguns testes foram realizados e em uma semana, 25 atletas nascidos entre 1999 e 2002 foram selecionados para estarem à disposição da equipe para o Candanguinho. Valorizando os meninos da capital federal, a comissão técnica formou a equipe só com jogadores locais, com visão também para as cidades do entorno.

Foto: Lucas Bolzan

Mesmo apostando no comprometimento dos atletas e visando a qualidade da equipe, muito dos garotos estão tendo pela primeira vez a oportunidade de jogar um torneio do nível do Candanguinho. Para fortalecer o trabalho, a equipe tem o apoio do CESNA – Área de Esporte, no Residencial Santos Dumont, em Santa Maria, que cedeu o Centro de Treinamento e a academia para os trabalhos serem executados da melhor maneira, em uma periodicidade de quatro dias por semana, durante a tarde.

O Brasília está no grupo C, ao lado de Formosa, Sobradinho, Santa Maria, Luziânia e CFZ. A estreia da equipe está marcada para o dia 19/05, contra o CFZ em horário e local a serem definidos.

Por Lucas Bolzan

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 2649 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Um comentário em “Juniores – buscando reaver a identidade, Brasília foca na base

  • Avatar
    9 de maio de 2018 em 16:29
    Permalink

    Vamos Brasília, Vamos ser campeão Brasília!!!!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *