Foto: Hugo Barreto/Metrópoles

Costa Rica bate Brasiliense e quebra invencibilidade amarela

O estádio Defelê recebeu a partida entre Brasiliense x Costa Rica, válida pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro Série D 2022. Ambas as equipes vinham embaladas por vitória em confrontos anteriores, e o Jacaré, até então, ostentava uma campanha invicta e o primeiro lugar geral na classificação.

No entanto, o Costa Rica foi um visitante indigesto. O time sul-matogrossense se sentiu em casa, dominou as ações e venceu o Brasiliense pelo placar de 2×0. Apesar da derrota, o Jacaré segue na ponta do grupo A5 com 16 pontos, seguido pelo agora vice-líder Costa Rica, com 13. O Anápolis-GO caiu para terceiro, mas pode beliscar a liderança em caso de uma boa vitória sobre o Gato Preto, em jogo marcado para a próxima segunda-feira (30).

O jogo

O recado da Cobra do Sul veio com apenas três minutos de bola rolando. O meia Bruninho arriscou um chute da intermediária e Badhuga defendeu. Porém, apenas quatro minutos depois o Costa Rica abriu o placar: após cobrança de escanteio, o zagueiro Diego Bispo escorou de cabeça e colocou a bola no fundo da rede.

O Brasiliense poderia ter empatado aos 12′, quando Keynan ajeitou cruzamento de cabeça na área e Tarta, no segundo pau, cabeceou, mas Rodolfo fez uma defesa milagrosa. Aos 19′, foi a vez de Andrezinho cruzar bola na área e Hernane Brocador cabecear pra fora. A resposta da Cobra veio no minuto seguinte. Após jogada de contra-ataque, Rafael cruz chutou da linha da grande área, Sucuri deu rebote e Firmino dividiu com o goleiro, e a bola respingou para a linha de fundo.

O Brasiliense seguiu tentando o gol de empate, e ele quase viria aos 23′. Tarta cobrou escanteio fechado quase marcou gol olímpico, mas Rodolfo espalmou por cima da trave. E aos 34 minutos, após boa troca de passes, Daniel Alagoano tocou para Zotti na pequena área que chutou rasteiro, para defesa de Rodolfo.

No segundo tempo, o Costa Rica entrou em campo pressionando o Jacaré em busca do segundo gol. Logo no primeiro minuto de jogo, Ikson arriscou de longe com liberdade e Sucuri defendeu. Mas no minuto seguinte, Bruninho fez linda jogada individual, passou por dois marcadores e tocou na medida para Firmino, livre de marcação, escolher o canto e ampliar o placar.

O Brasiliense sentiu o gol e não teve mais forças para virar o jogo. O técnico Celso Teixeira promoveu diversas substituições que não resultaram na prática em um maior poder de reação. O Jacaré só ameaçou aos 17 minutos com o zagueiro Gustavo Henrique aproveitando rebote do goleiro após chute de fora da área.

O Costa Rica, entretanto, teve a chance de marcar o terceiro gol. Aos 38’, Igor Vilela costurou a defesa pela direita e cruzou para Ikson na pequena área que, marcado por Keynan, não conseguiu concluir para o gol. Na sequência, foi a vez de Goduxo responder pela esquerda, cruzando na área e Rafael Cruz antecipar a conclusão de Marcão.

A situação ficou ainda pior para o Jacaré quando restando poucos minutos para acabar a partida o centroavante Marcão se lesionou, e como o técnico já havia processado todas as substituições, o time amarelo ficou com 10 atletas em campo. Aos 46 minutos, na última chance do jogo, o atacante Mansur recebeu passe na entrada da área e chutou firme, mas Sucuri em dois tempos praticou a defesa.

Ambas as equipes voltam a se enfrentar pela série D no próximo domingo (5), desta vez no estádio Laertão localizado em Costa Rica-MS.

Ficha técnica

BRASILIENSE 0×2 COSTA RICA-MS

Brasileirão Série D 2022 – Primeira Fase – 7ª rodada
Estádio Ciro Machado (Defelê), Vila Planalto-DF, 28/05/2022, 15:30h

Árbitro: Elvio Legnani-PR
Assistente 1: Renato Gomes
Assistente 2: Cássia França
Quarto Árbitro: Leandro Almeida

Brasiliense
Edmar Sucuri; Andrezinho, Gustavo Henrique, Keynan e Peu (Goduxo); Wallace (Cabralzinho), Tarta e Zotti (Matheus Barbosa); Luquinhas (Romarinho), Daniel Alagoano (Marcão) e Hernane Brocador
Técnico: Celso Teixeira

Gols: Não houve
Cartões amarelos: Goduxo e Tarta
Cartões vermelhos: Não houve

Costa Rica-MS
Rodolfo; Léo Jr., Diego Bispo, Rafael e Ian Prado; Alemão (Leandro Bulhões), João Vitor, Rafael Cruz (Ikson) e Igor (Edson Carvalho); Firmino (Everton Tiziu) e Bruninho (Nestor Mansur)
Técnico: Edson Júnior

Gols: Diego Bispo (7′ – 1ºT) e Firmino (2′ – 2ºT)
Cartões amarelos: Bruninho, Ian e Everton Tiziu
Cartões vermelhos: Não houve

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 3028 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *