Foto: Reprodução/NBB

Cerrado vence e segue com chances remotas de ir para os playoffs

Na reta final do 2° turno do NBB, nesta quarta-feira (13), o Cerrado visitou o Basquete Cearense, também conhecido como Fortaleza, e acabou vitorioso por 75×77. Com o resultado, a equipe candanga segue com chances remotas de classificação para os playoffs.

Mãozinha e Eugeniusz tiveram destaque na temporada, e nesse duelo não foi diferente. Já no time da capital federal, Ruan, 2° lugar em tocos com média de 1,3 tocos por partida, e Von, com grande atuação em cestas de três, também não decepcionaram.  

Primeiro tempo

Depois de muitos erros de arremessos, o jogo começou com uma cesta do Cerrado. Quem deu a primeira cesta de três foi ele, Pierotti, aos 2’ do tempo. No minuto seguinte, Mãozinha, atleta que teve um alto desempenho nesta temporada, começou o pilar do Fortaleza aos 4’. Davi apresentou, notoriamente, erros que levaram os cearenses a ficarem para trás. Em média, o jogador costuma apresentar apenas dois erros por partida, e somente em 5 minutos dessa disputa apresentou três, exibindo a sua falta de foco no início.

O jogo começou equilibrado até nos erros. Kenny Dawkins, que até então teve uma ótima temporada, entrou na metade do quarto, mas ainda assim, sem muitas mudanças. Dessa maneira, o combate seguiu disputado, e o Fortaleza (última em aproveitamento da bola de três com 28,53%), seguiu com um aproveitamento baixo.

Além disso, Rômulo fez falta, Holloway empatou o jogo faltando menos de 3 minutos, e Mãozinha passou o placar em pontos. O Cerrado estava errando muito as cestas, principalmente Rafa Moreira. O quarto acabou com a cesta de meio de quarta de Von, que conseguiu a vitória parcial para o Cerrado por 17 a 16. Além de Von, Mãozinha também foi o maior pontuador do quarto com oito pontos.

No segundo quarto, ambos os times se revezavam para ficar à frente no placar. Von voltou ainda mais eficiente, com 86% de aproveitando e três bolas certeiras de três pontos. Ansaloni chegou a empatar a partida com tiro de longa distância, mas Pierotti retomou a ponta, 24×25.

A partir de contra-ataques, o Fortaleza tomou a vantagem por um ponto, e os candangos, com um festival de tocos, tentavam atrapalhar a festa dos mandantes. Mas o Cerrado, com uma grande atuação de Ruan, voltou a atacar bem, e chegou a abrir oito pontos de vantagem. Ao final, mais uma vitória parcial, dessa vez, por 37×42. Ansaloni e Pedro, com seis, e Ruan, com sete, foram os cestinhas do período.

Segundo tempo

Não demorou muito para o jogo ficar disputado novamente, às vezes cesta dos mandantes, às vezes dos visitantes. Por um tempo, a partida ficou sem defesa no meio da quadra, com os dois times correndo de um lado pro outro e tentando fazer cestas.

No final do quarto, o placar começou a apertar, e o Fortaleza conseguiu chegar perto do empate. Kenny, 7º jogador que mais deu assistências na temporada, até então pouco tinha aparecido. Portanto, o quarto acabou em 57 a 52.

Dawkins, como de costume, foi aparecer no último período, mas a conexão entre o time não estava boa, e o Cerrado não teve a desenvoltura que poderia ter. O quarto começou a se desenhar com o trio Serjão, Ruan e Dawkins, e a diferença começou a aparecer de novo. Com isso, a conexão começou a surgir, e Thornton entrou no meio. O jogo seguiu com passes entre uns e outros e uma cesta certeira no final.

O Cerrado abriu vantagem de 12 pontos, mas com tempos técnicos pedidos, o Fortaleza começou a crescer no final com roubadas de bola e pontos de oportunismo de Mãozinha (68% de aproveitamento e 36 de eficiência). No time verde, Ruan mostrou desperdícios de lances livres, e a vantagem chegou a ficar de apenas três pontos faltando 2′.

O final do jogo foi resumido em Fortaleza brigando pelos rebotes entre Ruan e Mãozinha, e a tentativa em sequência de empatar o jogo. Com toda a ansiedade, Ruan acabou fazendo uma falta em Davi, e a vitória estava mais perto para os nordestinos, com o placar em 75 a 74. Porém, Von, nas bolas de três, não decepcionou, e colocou o seu time na liderança novamente.

O técnico do Fortaleza ainda tentou pedir mais dois tempos técnicos, mas não adiantou, e o Cerrado se recuperou após a derrota no clássico vencendo fora de casa por 77 a 75.

A vitória é deles. – (Foto: Monique Del Rosso)

Monique Del Rosso

Cursa publicidade e Jornalismo. Está no DF SPORTS + desde fevereiro de 2022, é estagiária no Correio Braziliense, repórter da Agência de notícias UniCEUB, agora, sendo editora de Política e Economia. Além de escrever para o Jornal de Brasília também.

Monique Del Rosso tem 22 posts e contando. Ver todos os posts de Monique Del Rosso

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *