Atletas do DF estreiam com vitória na São Paulo Football League

Com os brasilienses Aloysio (8) e Wellington (5) como titulares, a equipe de futebol americano Rio Preto Weilers estreou em casa, em São José do Rio Preto, na manhã de domingo (13), vencendo o Jundiaí Ocelots. A partida aconteceu após dois anos fora de campo devido à pandemia da covid-19.

Aloysio Moura, defensive back, e Wellington do Carmo, running back, cumpriram bem a função de suas posições, brilhando em momentos individuais e contribuindo para o placar do jogo.

Segundo Heitor Medeiros, treinador de ataque e do time especial, o camisa 5 foi uma peça-chave na lateral e contribuiu muito para o ataque. Mesmo que não esteja muito ligado na defesa, afinal em futebol americano há um treinador específico para esta área, Heitor acredita que Aloysio fechou muito bem a defesa.

Aloysio Moura joga como defensive back

Wilmer Martinez, presidente e wide reciver do Rio Preto Weilers, não economizou nos elogios para os atletas de Brasília. Sobre Wellington, o presidente conta que o running back, além de um excelente e inteligente atleta, é “gente boa e humilde”, e ressaltou características como velocidade e saltos altos.

Ainda afirmou que o camisa 5 tem versatilidade, sendo bom na corrida, recebendo e lançando a bola, ou seja, uma peça coringa. Sobre Aloysio, Wilmer o define como forte e explosivo. “É um cara que soma muito na defesa”. Também diz acreditar que os dois jogadores serão essenciais para o resto da temporada.

Wellington do Carmo joga como running back

O jogo

Apesar de o jogo ter sido marcado por graves erros de arbitragem, os Weilers venceram a partida de 28 a 3. Foram quatro touchdowns e todos os extra points convertidos.

O primeiro dos quatro quartos do jogo foi equilibrado. As duas equipes estavam se segurando bem, e o 0 a 0 se manteve por um tempo. Contudo, antes de zerar o cronometro, o wide receiver Mendes marcou o primeiro touchdown da temporada.

Já o segundo quarto foi mais rápido, logo o quarteback da equipe, Cody Lamoreaux, lançou uma bola perfeita para Leonardo (tight end), e mais um touchdown para a equipe dona da casa.

Os Ocelots ameaçaram uma reação com um field goal, mas ainda assim foram para o intervalo com o placar desfavorável, 14-0. Na volta do intervalo, o quarterback arriscou uma corrida pela direita, mais de 20 jardas, e conquistou mais seis pontos para a equipe.

A defesa do Weilers conseguiu parar todos os ataques do Ocelots, e no terceiro quarto já demonstravam cansaço em campo. A equipe rio-pretense com mais sede de pontos, conseguiu mais um touchdowns e finalizou o jogo com 28 a 3.

Glossário de Futebol Americano

Jarda: O jogo é sobre conquistar território. O campo é medido em jardas, que equivale a 0,9144 metro.

Endzone: Área de 10 jardas nas extremidades do campo

Touchdown: É quando equipe chega à endzone com a posse da bola. Vale 6 pontos e uma tentativa de extra point.

Extra point: Depois do touchdown, a equipe tem direito a tentar um chute entre as duas traves em formato de Y. Se acertar, é mais 1 ponto.

Field Goal: Quando o time que está no ataque não consegue chegar na endzone nas 4 decidas, pode arriscar um chute na trave em formato de Y. Se acertar, mais 3 pontos.

Down ou decida: São as chances de avançar 10 jardas em direção da endozne.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *