Brasília bate Paranoá e acirra briga pelo G4

Reeditando a final da Segundinha 2021, Brasília e Paranoá duelaram no Mané Garrincha nesta quarta-feira, em partida válida pela sexta rodada do Candangão. O Paranoá antes da partida era o terceiro colocado e o Brasília era o quinto, uma vitória da Sucuri poderia praticamente encaminhar a classificação e deixar o Colorado mais distante do G4, mas não foi isso que aconteceu.

O Brasília venceu a partida por 1×0 com gol de Titico, e acirrou ainda mais a briga entre os quatro primeiros que avançam para o semifinal quadrangular. Com a vitória, o Brasília subiu para a quarta colocação e empata em número de pontos com o Paranoá. A vitória do Colorado deixa também o Brasiliense, o elenco mais caro do campeonato, na quinta posição.

Primeiro tempo

Com apenas dois minutos, Vinicius perdeu a bola na defesa para Samuel, que tocou para Daniel que ajeitou para Clécio, na entrada da área, chutar ao lado direito do gol colorado. A marcação do Paranoa estava sendo efetiva, e após roubar a bola de Johnson, Clécio deu mais um chute perigoso que saiu para escanteio.

A primeira parte da partida foi marcada por domínio da posse de bola do Paranoá, entretanto, aos 15′, Clécio acabou perdendo a bola dentro da área e Titico teve boa chance de marcar, mas acabou tocando para trás, para ninguém. O Paranoá foi obrigado a mexer no time com 17 minutos devido a lesão de Marquinhos, que saiu para a entrada de Norton.

Ikaro fez linda jogada pela esquerda e cruzou para Willian, que chutou para Matheus defender com os pés. Lucas Vitor fez lindo cruzamento para Titico, que infiltrou na área e bateu de primeira para abrir o placar quando o relógio marcava 19 minutos.

Aos 25′, novamente vindo da direita, Lucas Vitor arriscou chute de fora da área que acabou saindo fraco e facilitou a defesa do Matheus. Já com 38 minutos, Santiago acabou perdendo a bola para Daniel Guerreiro, mas Vinicius Machado deu belo carrinho crucial para evitar que o atacante saísse cara a cara com Luan Carlos.

No último minuto da primeira etapa, Samuel recebeu passe de Clécio e teve a melhor chance da equipe de conseguir o empate, mas o goleiro Luan Carlos, que fazia sua estreia no Candangão, fez uma grande defesa e espalmou para o escanteio, assegurando a vantagem da equipe colorada até o intervalo.

Segundo tempo

Após o pontapé da etapa final, as duas equipes voltaram com muita intensidade e alçando muitas bolas na área. Aos seis minutos, Daniel Guerreiro recebeu passe de Magal e deu um bom chute que desviou e passou raspando ao lado da trave. Cinco minutos depois, o artilheiro do Paranoá apareceu mais uma vez e cabeceou para fora.

O Paranoá errava muitos passes e lançamentos, enquanto o Brasília administrava o resultado. Aos 22′, Norton e Daniel Guerreiro tiveram grande chance na entrada da área, mas os dois jogadores acabaram chutando ao mesmo tempo e a bola saiu mascada ao lado do gol. Dois minutos depois, Daniel arriscou mais uma vez para defesa de Luan.

Com quase 30 minutos jogados, Norton deu bom chute de fora da área e o goleiro Luan Carlos praticou uma grande defesa para evitar que o Paranoá chegasse ao empate. O Paranoá tentava ensaiar uma pressão alçando várias bolas na área, mas sem levar perigo ao Colorado.

Aos 44′, Lucas Dantas aproveitou cobrança de falta e cabeceou com perigo para defesa do goleiro Luan Carlos. Logo depois, no escanteio, Gustavo cabeceou para o chão para grande defesa do arqueiro colorado e, no rebote com o gol livre, Cocada acabou cabeceando para fora.

Já nos acréscimos, com 48 minutos, Matheus Rocha fez grande jogada, mas a bola acabou correndo demais e sobrando para Erick, que dividiu a bola com o goleiro Matheus Damasceno.

Ficha técnica

Brasília 1×0 Paranoá

Campeonato Candango 2022 – primeira fase – sexta rodada
Estádio Mané Garrincha – 09/02/2022, 15h30

Árbitro: Felipe Barbosa
A1: Daniel Henrique da Silva Andrade
A2: Jose Reinaldo Nascimento Junior
Quarto árbitro: Joao Henrique Barbosa Medeiros de Brito
Analista de campo: Rodrigo Paulino de Souza

Brasília

Luan Carlos; Adilson, Santiago, Vinicius Machado e Ikaro; Dadinho (Obina), Johnson e Willian; Leandro Aguiar (Erick), Titico (Ian Carlos) e Lucas Vitor (Matheus Rocha).
Técnico: Luis Carlos Souza (Carioca)

Gols: Titico
Cartões amarelos: Adilson, Ian Carlos, Obina, Santiago e Willian.
Cartões vermelhos: Não houve

Paranoá

Matheus Damasceno; David (Vitinho), Gustavo, Wilian e Vandinho; João Carlos, Paulinho (Lucas Dantas), Clécio (Cocada) e Marquinhos (Norton); Daniel Guerreiro e Samuel (Magal)
Técnico: Clésio Moraes

Gols: Nenhum.
Cartões amarelos: Daniel Guerreiro, João Carlos, Samuel
Cartões vermelhos: Dailton (Auxiliar técnico)

João Paulo

Jornalista apaixonado em contar as histórias que o esporte proporciona. Boêmio e torcedor nas horas vagas.

João Paulo tem 141 posts e contando. Ver todos os posts de João Paulo

João Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *