Foto: Thiago Parmalat/CBDU

Após Tóquio, atletas de alto rendimento viram exemplos para universitários

Os Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) de 2018 já mostravam que o futuro de Paulo André Camilo de Oliveira seria de uma estrela do atletismo mundial. Ao fazer os 100m livre em 10s07, Paulo André não só marcou o recorde da competição, como deixou uma interrogação no ar: seria ele o primeiro brasileiro a correr a prova em menos de 10s?

No ano seguinte, outro recado ao mundo. Em Nápoles, na Universíade, Paulo André ganhou medalha de ouro nos 100m e 200m. No Pan-Americano, prata na prova que é especialista e ouro no revezamento 4x100m. “Eu comecei como atleta pensando no alto rendimento. Meu pai foi atleta e plantou essa semente em mim. Nunca foi hobby, eu sempre soube do meu potencial”, conta o velocista.

Três anos depois, Paulo André volta aos JUBs como atleta consolidado e ídolo dos atletas universitários. “É muito motivador ser um exemplo para eles, pois me força a ter mais responsabilidade e compromisso com o esporte”, afirma, sem esquecer que está aqui para competir. “Estou no mesmo clima de 2018, que foi quando eu marquei um dos meus melhores tempos. Eu entro na pista para ganhar, sempre”, conclui.

Sensação nova

Se Paulo André já estava acostumado aos holofotes, Alexsandro Melo e Thiago Julio convivem com uma nova sensação. Ambos estiveram em Tóquio, também disputando provas de atletismo e, hoje, estão em Brasília para disputar os JUBs.

Alexsandro descobriu o atletismo em 2008, quando se apaixonou pela modalidade. Ele assistia aos Jogos Olímpicos de Pequim quando deu o estalo de querer ser atleta. Os primeiros passos foram na corrida, mas logo o salto em distância o conquistou. “Eu cheguei na pista e fiz alguns testes. De primeira, eu me destaquei nas provas de velocidade. Comecei a disputar provas de velocidade e fazia algumas provas de salto. Quando eu tive que escolher, eu preferi o salto”, lembra.

É a segunda vez que ele disputa os JUBs e sobram fãs para Bolt – apelido de Alex. “Todas as vezes que alguém me pára e me fala que se inspira em mim e que quer chegar onde eu cheguei, eu sempre tento dar o maior exemplo possível porque é isso que vai fazer o nosso esporte crescer”, diz o atleta.

Thiago Julio representou o Brasil em Tóquio no salto em altura. Ele divide os treinos com a pós-graduação em Docência no Ensino Superior, pela Uninassau. E, apesar de ser grato aos novos fãs, ele não está aqui de passeio. “A preparação é um pouco diferente, porque os JUBs são fora do nosso calendário. Eu vim para o JUBs com treinos muito fortes acumulados, mas eu vim para procurar meu melhor desempenho”, finaliza.

Atletas olímpicos em Brasília

Além de Paulo André, Alexsandro e Thiago Julio, outros seis atletas olímpicos estão em Brasília para disputar os jogos universitários. São eles Yasmin Lima (judô), André Humberto (judô), Milena Ribeiro (judô), Ana Carolina Vieira (natação) e Brandon Almeida (natação), Guilherme Basseto (natação).

DF Sports+

Mais Esporte, Mais Informação

DF Sports+ tem 467 posts e contando. Ver todos os posts de DF Sports+

DF Sports+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *