STJD indefere pedido do Legião sobre anulação do Candanguinho

Buscando responsabilizar o Taguatinga sobre a suposta escalação irregular do meia Tomaz, o Legião foi até o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pedir a anulação do Campeonato Candango Sub-20. O STJD, no entanto, indeferiu o pedido.

Na decisão, o presidente do STJD, Otávio Noronha, reitera que os fatos ocorreram em campeonato local e não nacional. “É o que basta para encaminhar a decisão no sentido de indeferir” o pedido do Legião.

O presidente determinou ainda o envio de um ofício à Procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva do Distrito Federal (TJD-DF) e frisou que a entidade tem competência para adotar as providências que considerar cabíveis.

O Legião já havia acionado a Procuradoria, que optou por arquivar o pedido devido ao longo prazo entre a denúncia e as partidas em que o atleta Tomaz esteve em campo, em junho deste ano, antes de ser vendido para o exterior. O procurador Jhemerson Tiago Lima Andrade considerou ainda que faltam “elementos verossímeis da alegada fraude” e “legítimo interesse”, uma vez que Tomaz não enfrentou o Legião no torneio.

O Taguatinga bateu o Legião na semifinal do Candanguinho, vencendo o primeiro jogo por 1×0 e empatando o segundo por 1×1. O resultado levou o TEC à Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2022, grande objetivo do torneio. Na final, a Águia acabou caindo para o Real Brasília.

Willian Matos

Jornalista com experiência em redação, assessoria de imprensa, rádio e portais da web. Toca cavaco quando dá tempo. Tem a certeza que Rogério Ceni é melhor que Marcos. É editor-chefe do DF Sports+ desde maio de 2019

Willian Matos tem 225 posts e contando. Ver todos os posts de Willian Matos

Willian Matos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *