Foto: Léo Sguaçabia

Minas é goleado pelo Corithians e vê gordura para o Z4 diminuir

Neste sábado (19), as Minas do Distrito Federal foram até a Fazendinha – ou Parque São Jorge – visitar as líderes alvinegras pela 14ª, e penúltima, rodada do Campeonato Brasileiro Feminino. As candangas buscavam um pouco para ficarem um pouco mais tranquilas na luta contra o rebaixamento, porém não conseguiram se segurar na defesa e saíram de campo derrotadas por 5×0.

Agora o time brasiliense voltará a campo para enfrentar o vice-líder Palmeiras no Abadião, às 15h da quinta-feira (24), buscando se manter na Série A1 e secando suas rivais diretas Botafogo, São José, Cruzeiro e Napoli, uma vez que só pode perder a posição para uma delas. Já o Timão garantiu a liderança da primeira fase e cumpre tabela contra o Avaí Kindermann em mesmo dia e horário, confronto que pode se repetir nas quartas de final.

As paulistas entraram em campo sem o seu quinteto olímpico, porém isso não impediu a equipe de iniciar o duelo com tudo: com 7′ no relógio, Gabi Nunes já tinha marcado duas vezes para as donas da casa – em falhas das visitantes. As Minas tentaram reagir com Nenê, não conseguiram e, 16 minutos depois, viram a artilheira fazer mais um.

O Corinthians seguiu dominando a etapa complementar e – apesar de uma chegada do Minas – ainda ampliou com Vic Albuquerque, que não comemorou em respeito ao seu antigo time, antes do intervalo. Na volta a campo, as visitantes melhoraram, conseguiram equilibrar um pouco a partida com suas substituições, porém faltou concluir a gol com mais assertividade.

Rodrigo Iglesias, que comandou as donas de casa no lugar de Arthur Elias nesta noite, também resolveu mexer na sua equipe e, ao promover as entradas de Tamires e Bianca Gomes, viu o Timão voltar a ameaçar. Foi neste momento que a estrela da Karen brilhou, com diversas defesas a goleira salvou o Minas de um placar mais elástico. O quinto e último gol saiu nos minutos finais, em bela cavadinha de Gabi Portilho.

O jogo

Primeiro tempo

O Corinthians começou a partida indo para cima e, logo aos 3′, já abriu o placar. Gabi Portilho aproveitou erro de Jéssica na esquerda, roubou a bola e fez o cruzamento perfeito na cabeça Gabi Nunes para abrir o placar. Apenas quatro minutos depois, Yasmim cobrou escanteio no primeiro pau, Pardal desviou, Karen falhou na disputa com Gabi Zanotti e a bola sobrou para a artilheira Gabi Nunes ampliar.

A primeira chegada do Minas foi aos 10′, quando Nenê tentou de cobertura, mas acabou mandando para fora. Três minutos após, o Timão desceu com Katiusca e a lateral chutou forte em direção ao gol, só que Karen salvou na ponta dos dedos, mandando para escanteio. Na sequência do lance, Diany bateu de primeira e mandou pra fora – a bola saiu raspando o gol do Minas.

Com 23′ no relógio, Vic Albuquerque recebeu em profundidade e tocou para Gabi Nunes – sozinha – que dominou, tirou da Karen e fez o terceiro. Depois de 13 minutos sem grandes emoções, as Minas voltaram a atacar: primeiro exigiram a intervenção – tranquila – inaugural da Natascha na partida, na sequência Nenê recebeu em profundidade da Karla, ganhou na corrida, arriscou uma finalização e viu Natascha fazer boa defesa.

As paulistas voltaram a atacar e – diferentemente das candangas – não desperdiçaram seu ataque. Já nos acréscimos da etapa inicial, Karla errou o passe depois de uma sequência de dribles, a bola sobrou na Yasmin, ela tocou na Gabi Nunes, que, por sua vez, abriu para a Gabi Portilho, ela tentou cruzar e foi interceptada, porém a bola sobrou para Vic Albuquerque bater de canhota e fazer valer a lei da ex.

Foto: Léo Sguaçabia

Segundo tempo

O Minas voltou do intervalo com uma substituição: saiu a zagueira Bia para a entrada da meia atacante Manu. A alteração do Davih Rodrigues foi feita para colocar o time mais a frente em busca de uma diminuição do prejuízo no placar. Yasmin teve um chance para ampliar logo no início da etapa final, mas isolou. Aos 5′, Robinha roubou a bola de Gabi Zanotti e abriu na Jéssica, que chutou fraco para defesa de Natascha.

As Minas melhoraram em campo e conseguiram equilibrar a posse da bola, porém faltava maior poder de definição na frente. Oito minutos depois, Karen fez boa intervenção para impedir o quinto do Timão, no lance seguinte foi a Jéssica quem desarmou o ataque paulista. Com 17′ no relógio, Nenê recebeu em profundida, só que Natascha saiu rápido do gol para impedir a conclusão da adversária.

Após seis minutos, Gabi Portilho finalizou com perigo e viu Karen fazer excelente defesa para salvar as brasilienses mais uma vez. Na sequência, a arqueira candanga protegeu novamente sua meta, em chute de Tamires, com uma intervenção milagrosa. Aos 34′, Nenê recebeu em profundidade, dominou driblando a Juliete, chutou com muito perigo e viu a bola sair rente à trave da Natascha.

Foi neste momento que valeu outra lei máxima do futebol: quem não faz, leva – no lance posterior, o Corinthians ampliou. Vic Albuquerque lançou Gabi Portilho e ela deu um toque por cima, de cobertura, para ampliar a goleada alvinegra. Com 42′ no relógio, as candangas tentaram fazer o de honra em jogada pela direita de Robinha, só que o bate rebate na área não deu em nada. Depois, ela e Manu tentaram de fora da área, erraram e o jogo acabou.

Ficha técnica

CORINTHIANS 5 X 0 MINAS BRASÍLIA

Campeonato Brasileiro Feminino A1 – 14ª rodada
Estádio Parque São Jorge, São Paulo (SP), 19/06/2021, 20h

Árbitro: Flávio Roberto Mineiro Ribeiro (SP).
Assistente 1: Leonardo Tadeu Pedro (SP).
Assistente 2: Ítalo Magno de Paula Andrade (SP).
Quarto Árbitro: Pietro Dimitrof Stefanelli (SP).
Analista: Celso Barbosa de Oliveira (SP).

Corinthians

Natascha; Katiuscia, Giovanna Campiolo, Pardal e Yasmim (Juliete); Diany (Andressinha), Gabi Zanotti (Ingryd) e Gabi Portilho; Cacau (Tamires), Vic Albuquerque e Gabi Nunes (Bianca Gomes).
Técnica: Rodrigo Iglesias.

Gols: Gabi Portilho (3′, 7′ e 23′), Vic Albuquerque (45’+1) e Gabi Portilho (80′).
Cartão amarelo: Katiuscia.
Cartões vermelhos: não houve.

Minas Brasília

Karen; Suzana, Dih (Isa), Bia (Manu), Kaká (Bruna) e Jéssica; Karla Alves (Monse), Robinha e Pelé; Luana (Kati) e Nenê.
Técnico: Davih Rodrigues.

Gols: não houve.
Cartões amarelos: não houve.
Cartões vermelhos: não houve.

Lucas Bohrer

Jornalista esportivo formado em Comunicação Organizacional pela UnB. Viciado em acompanhar esportes e fascinado pela ideia de poder dar mais visibilidade a modalidades geralmente esquecidas.

Lucas Bohrer tem 99 posts e contando. Ver todos os posts de Lucas Bohrer

Lucas Bohrer

Um comentário em “Minas é goleado pelo Corithians e vê gordura para o Z4 diminuir

  • Avatar
    20 de junho de 2021 em 06:21
    Permalink

    Mais difícil a permanência na elite do futebol feminino, é seguir torcendo pelas Minas😉

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *