Foto: Reprodução/Youtube

FFDF anuncia os melhores do Candangão com predominância do campeão Brasiliense

A Federação de Futebol do Distrito Federal (FFDF) realizou uma cerimônia nesta manhã para anunciar os melhores do Candangão. Foram premiados além de jogadores e técnico, também um juiz e dois assistentes. O Brasiliense roubou a cena na seleção levando cinco dos 12 prêmios distribuídos.

Critérios

Na escolha dos melhores jogadores foi usado o critério dos técnicos das equipes, que toda partida escolhiam três jogadores da equipe adversária. Ao final, foram premiados os mais citados.

Já no critério para a escolha da arbitragem, foram usados critérios técnicos da CEDAF (Comissão de Arbitragem do DF), que avaliaram por pontuação cada árbitro e cada assistente.

Seleção do campeonato

Sucuri (Brasiliense), Denilson (Taguatinga) , Liel (Ceilândia), Badhuga (Brasiliense) e Mateus Bochecha (Ceilândia); Leandro Bulhões (Capital), Dadinho (Luziânia), Hywri (Unaí), Luquinhas (Brasiliense), Weberthi (Luziânia) e Zé Love (Brasiliense).

Técnico: Vilson Tadei (Brasiliense)

Revelação: Lucas Diniz (Taguatinga)

A seleção foi predominantemente preenchida pelo campeão Brasiliense, que teve quatro jogadores, além de seu técnico Vilson Tadei. Outras equipes também tiveram mais de um jogador, como o vice-campeão Ceilândia e o quarto colocado Luziânia, ambos com dois jogadores presentes na equipe.

O Taguatinga, além do premiado Denílson na seleção teve a revelação do campeonato, o goleiro Lucas Diniz. O Unaí também teve seu representante, o meia Hywri. Das equipes classificadas para o quadrangular da segunda fase, a única equipe que não contou com nenhum nome foi o Gama.

Melhores árbitros

Com escolha técnica da CEDAF, o árbitro central que teve a melhor pontuação foi Gildevan Lacerda, de 44 anos, que encerrou a sua carreira na arbitragem na final atuando como quarto árbitro.

Os assistentes premiados foram Leila Cruz, 33 anos, que foi a primeira árbitra do DF a integrar o quadro da FIFA e é integrada a entidade máxima do futebol desde 2019. O assistente 2 premiado foi Lucas Modesto, 31 anos, que também é assistente da CBF.

João Paulo

Jornalista apaixonado em contar as histórias que o esporte proporciona. Boêmio e torcedor nas horas vagas.

João Paulo tem 131 posts e contando. Ver todos os posts de João Paulo

João Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *