Gol de Tobinha garante vitória sofrida do Brasiliense

Para fechar a terceira rodada do quadrangular semifinal, o Brasiliense recebeu o Luziânia no Mané Garrincha neste domingo. Tendo vencido o rival no início do campeonato, dessa o Jacaré teve um duelo mais duro contra o Igrejinha goiano e, dessa vez, ganhou por 2×1 – além de Tobinha, Zé Love também marcou e Romário diminuiu para os visitantes.

Com o resultado, o Jacaré do Papo Amarelo segue 100% e alcançou sua 12ª vitória consecutiva, abrindo seis pontos para o terceiro colocado e podem selar a vaga na final na próxima rodada, que reserva outro encontro entre as equipes, dessa vez no Serra do Lago, em Luziânia, na quarta-feira (5), às 15h30. O Igrejinha segue em quarto e precisará fazer pontos nesta partida para manter vivo o sonho da decisão.

O Brasiliense iniciou o duelo indo para cima e controlando as ações em campo, porém o Luziânia conseguiu equilibrar a partida, que ficou sem grande emoções até os 28′. Foi nessa altura que Zé Love abriu o placar em uma cobrança de escanteio, o Jacaré poderia ter ampliado, não conseguiu e, já no final da etapa, Romário – também de cabeça – deixou tudo igual antes de ir para o vestiário.

O Jacaré voltou querendo garantir a vitória, mas viu os goianos equilibrarem o confronto. Depois de dois duvidosos pênaltis não marcados a seu favor, o azulino teve um momento de descontração e viu Tobinha achar um gol aos 22′ da etapa. A parte final foi de pressão goiana, que não foi efetiva, e a equipe amarela conseguiu garantir mais uma vitória.

Primeiro tempo

O jogo começou com o Jacaré ditando o ritmo do duelo e se jogando ao ataque, com menos de três minutos, Romarinho tentou duas vezes – a segunda um meia bicicleta para fora – e não conseguiu marcar. O Igrejinha conseguiu chegar na área adversária, porém a zaga amarela estava bem postada e não deixou o perigo chegar até o goleiro Sucuri.

A primeira grande chance da partida foi em uma bomba de longe de Balotelli, que viu Matheus Lorenzo pular para fazer grande defesa e impedir o primeiro do Brasiliense. O Luziânia conseguiu equilibrar as ações do confronto, mas seguia sem ameaçar Edmar Sucuri, uma vez que falhava na hora de finalizar as jogadas.

Aos 17′, o artilheiro Zé Love deu seu primeiro chute, encaixado pelo arqueiro Matheus Lorenzo. Na sequência, Peninha fez uma linda virada de jogo para Zé Love, só que o zagueiro Gustavo foi esperto e afastou o perigo. A partida estava truncada e, como Jacaré também errava no terço final do campo, a rede não balançava.

Mas, aos 28′, não teve jeito. O Brasiliense teve um escanteio pela direita, Peninha cobrou no segundo pau e o faro de gol chamou o artilheiro – livre, leve e solto – Zé Love subiu para cabecear no fundo da rede do Luziânia, marcando seu 10º gol no Candangão. Seis minutos depois, Mário Henrique ficou cara a cara com Matheus Lorenzo e chutou para fora.

Com 38′ no relógio, apagão da zaga amarela, Titico virou o jogo na esquerda para Leo Torres, o meia cruzou na cabeça do Romário, que se abaixou e cabeceou  tirando a bola do alcance do Sucuri, que nada pôde fazer, para empatar o placar. Sem mais oportunidades para nenhum dos times, Jacaré e Igrejinha foram para o intervalo com o 1×1 parcial.

Foto: Gustavo Moreno/ Esp Metrópoles

Segundo tempo

O Brasiliense voltou a campo com duas mexidas para reagir, buscar a 12ª vitória seguida e seguir 100% no campeonato – Zotti e Maicon Assis nos lugares de Lídio e Romarinho. Com 2′ no relógio, Peninha quis repetir o gol da primeira etapa, porém Matheus Lorenzo saiu bem e afastou o perigo da área azulina.

Depois disso, ambos os times tiveram chances, mas sem conseguir concluir com sucesso, o placar permaneceu inalterado – teve defesa do Sucuri, chute fora do alvo do Jacaré e ataque desperdiçado do Luziânia. Aos 10′, em um ataque azulino, o clima esquentou, com muitas reclamações dos goianos, primeiro pedindo pênalti e depois uma suposta agressão de Keynan.

Após três minutos – com direito a expulsão do goleiro reserva do Igrejinha, Bismarck – a bola voltou a rolar no Mané Garrincha. Pouco depois, o Luziânia teve uma boa chance em falta na entrada da área, Wilson Junior bateu cruzado e Keynan deu um chutão para salvar o Brasiliense. O jogo ficou franco, aberto, com chances para os dois lados.

Aos 18′ foi a vez da equipe amarela assustar: em outro escanteio cobrado por Peninha, Badhuga desviou, Matheus Lorenzo fez um milagre e depois a bola sobrou para Keynan, o zagueiro conseguiu balançar a rede, mas seu impedimento estava marcado. Na sequência, novamente os goianos ficaram na bronca pedindo pênalti e nada foi marcado.

O Jacaré aproveitou e contra atacou. Tobinha recebeu na direita, cortou para a canhota e fuzilou no canto de Matheus Lorenzo para colocar o Jacaré de novo na frente. Com 30′ no relógio, Wilson Junior tentou um cruzamento pela direita, Keynan desviou e a bola iria entrar no ângulo quando Edmar Sucuri voou para salvar a equipe amarela com uma bela defesa.

Na parte final do confronto, os goianos se lançaram ao ataque, buscando o empate, principalmente em jogadas aéreas, que não conseguiram ser efetivas. Já aos 46′, o azulino teve uma boa falta na entrada da área e Wilson Junior exigiu boa intervenção de Sucuri em cobrança direta para o gol. Esta foi a última chance clara do Igrejinha, que não conseguiu marcar e saiu derrotado de campo.

Ficha técnica

BRASILIENSE 2 X 1 LUZIÂNIA

Campeonato Candango 2021 – Terceira Fase – Terceira Rodada
Estádio Mané Garrincha, Brasília, 02/05/2021, 15h

Árbitro: Leandro Almeida Damas de Oliveira.
Assistente 1: Renato Gomes Tolentino.
Assistente 2: Marconi de Souza Gonçalo.
Quarto Árbitro: Francisco Diego Gomes Bezerra.
Inspetor: Raimundo Nonato Lopo De Abreu.

Brasiliense

Edmar Sucuri; Coquinho, Badhuga, Keynan e Mário Henrique; Lídio (Zotti), Balotelli e Peninha (Rodrigo Fumaça); Romarinho (Maicon Assis), Tobinha (Didira) e Zé Love (Bruno Nunes).
Técnico: Vilson Taddei.

Gols: Zé Love (28′) e Tobinha (67′).
Cartões amarelos: Peninha, Zé Love, Keynan e Rodrigo Fumaça.
Cartões vermelhos: não houve.

Luziânia

Matheus Lorenzo; Marcos Douglas, Gustavo, Perivaldo e Weverton; Dadinho, Robinho (Kelvin), Jonathan (Wilson Junior) e Leo Torres (Ferrugem); Weberthi e Romário (Índio).
Técnico: Ricardo Antônio.

Gol: Romário (38′).
Cartões amarelos: Robinho, Weberthi, Romário, Marcos Douglas e Ricardo Antônio (técnico).
Cartão vermelho: Bismarck.

Lucas Bohrer

Jornalista esportivo formado em Comunicação Organizacional pela UnB. Viciado em acompanhar esportes e fascinado pela ideia de poder dar mais visibilidade a modalidades geralmente esquecidas.

Lucas Bohrer tem 104 posts e contando. Ver todos os posts de Lucas Bohrer

Lucas Bohrer

Um comentário em “Gol de Tobinha garante vitória sofrida do Brasiliense

  • Avatar
    2 de maio de 2021 em 20:18
    Permalink

    Jogo suado dos candangos, vitória apertada e invencível também no jogo de volta fora de casa contra os goianos?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *