Brasiliense atropela Gama e segue 100% no Candangão

Após o empate ontem (24) entre Ceilândia e Luziânia, o clássico candango poderia definir o líder ao fim desta primeira rodada. O duelo deste domingo (25) ocorreu no Defelê e acabou conforme o esperado, com vitória do Jacaré – a terceira seguida no duelo verde e amarelo. O time de Taguatinga foi o único a criar chances efetivas na partida, soube aproveitá-las e goleou por 3×0, gols de Zé Love e Maicon Assis – duas vezes.

O Periquito sofreu para chegar com perigo no gol do Edmar Sucuri e precisa se reinventar para a sequência do quadrangular semifinal, na próxima rodada o time enfrenta o Luziânia no Serra do Lago. Já o Brasiliense enfrentará o Ceilândia, no Serejão. Ambos os jogos ocorrerão na quarta-feira (28), às 15h30, e o Jacaré buscará superar a lesão do seu artilheiro, Zé Love, para disparar logo no início desta terceira fase.

A primeira etapa do jogo foi bem equilibrada, com os rivais intercalando períodos de domínio. Enquanto o Gama não conseguiu criar chances perigosas, o Brasiliense ameaçou bastante o gol do Matheus e, de tanto martelar, conseguiu abrir o placar: Zé Love se posicionou bem para completar um cruzamento para o fundo do gol alviverde. O segundo saiu no último lance do tempo, com Maicon Assis após falha de Matheus.

O alviverde voltou com modificações para tentar reverter a derrota. Porém, mesmo controlando a posse de bola, a equipe não conseguiu assustar o goleiro Sucuri e viu o rival contra atacar: em bela jogada individual de Zé Love, Matheus deu rebote e Maicon Assis fez o terceiro. Após sentir a coxa esquerda, o artilheiro Zé Love precisou ser substituído e, sem mais grandes emoções, o jogo acabou com a vitória tranquila da equipe amarela.

Foto: Júlio César Silva

Primeiro tempo

O clássico começou com bastante disputa pela posse de bola e as equipes correndo bastante, porém nenhuma chance clara foi criada nos primeiros oito minutos. Foi nessa altura que Peninha assustou o goleiro Matheus, que estava adiantado, só que sua finalização não encontrou o alvo. Dois minutos depois, foi o Igor que salvou o Periquito, ao interceptar um cruzamento que ia chegar no Zé Love.

Aos 15′, o Jacaré ficou pedindo pênalti em um lance de desarme, mas Marcelo Rudá disse que não foi nada e o jogo seguiu. Segundos depois, Luquinhas se lesionou e precisou ser substituído por Maicon Assis. O Gama cresceu na partida e passou a ter mais o domínio da bola, porém não conseguia ameaçar o goleiro Edmar Sucuri.

Mesmo assim, as melhores chances eram do Brasiliense, aos 25′, Tobinha chutou no canto direito do Matheus, que pulou para salvar o alviverde. A partida esfriou, com escassez de finalizações e diversas faltas em sequência. Mas, com 42′ no relógio, Zé Love não perdoou: aproveitou cruzamento rasteiro do Tobinha, se antecipou e estufou a rede do Matheus.

No último lance da primeira etapa, Tobinha veio novamente pela direita e cruzou buscando Zé Love, Matheus bateu roupa na pequena área, soltou a bola no pé de Maicon Assis, o ponta não perdoou e ampliou para o Jacaré. E assim o clássico foi para o intervalo, com vitória parcial de 2×0 da equipe de Taguatinga.

Foto: Rafaela Felicciano Metrópoles

Segundo tempo

Após levar dois gols no fim da primeira etapa, o Periquito voltou com duas mudanças: Gustavo e Daniel Alagoano nos lugares de Filipe Werley e Mirray. O domínio da bola era alviverde, porém o time continuava sem conseguir criar boas oportunidades. Aos 11′, Marcão se complicou e Zé Love iria fazer o terceiro, se tivesse conseguido finalizar.

Quatro minutos depois, o Jacaré contra atacou rapidamente e a zaga verde conseguiu se fechar para impedir a conclusão da jogada. Foi apenas questão de tempo para o time amarelo fazer o terceiro: aos 19′, Zé Love recebeu lançamento de Aldo pela esquerda, driblou o Fernandinho, chutou, Matheus defendeu, só que deu rebote para Maicon Assis – livre, leve e solto – empurrar pro fundo do gol.

O Gama seguia tentando, só que continuava sem assustar o Sucuri, que fazia um jogo tranquilo embaixo da trave do Brasiliense. Com 26′ no relógio, Zé Love sentiu a posterior da coxa esquerda e o Jacaré teve que substituir o artilheiro, mais uma preocupação para a sequência da temporada. Depois da lesão, o clássico esfriou – o Gama quase diminuiu com Igor Paim, parado por uma ótima defesa do Sucuri aos 43′ – e o jogo terminou em 3×0 para o Brasiliense.

Ficha técnica

GAMA 0x3 BRASILIENSE

Campeonato Candango 2021 – Terceira Fase – Primeira Rodada
Estádio Defelê, Vila Planalto, 24/04/2021, 15h30

Árbitro: Marcello Rudá Neves Ramos da Costa.
Assistente 1: Jose Reinaldo Nascimento Junior.
Assistente 2: Lucas Costa Modesto.
Quarto Árbitro: Gildevan Lacerda Gonçalves.
Inspetor: Marrubson Melo Freitas.
Delegado: Geufran Almeida De Oliveira.

Gama

Matheus; Fernandinho, Marcão, Igor e João Gabriel; Kasado (João Victor), Filipe Werley (Gustavo), Matheus Lira (Gaminha) e Mirray (Daniel Alagoano); Ueslei e Caíque (Igor Paim).
Técnico: Victor Santana.

Gols: não houve.
Cartões amarelos: Daniel Alagoano e Victor Santana (técnico).
Cartões vermelhos: não houve.

Brasiliense

Edmar Sucuri; Aldo, Badhuga, Keynan e Mário Henrique; Lídio (Balotelli), Milton Júnior e Peninha (Didira); Luquinhas (Maicon Assis), Tobinha (Jorge Henrique) e Zé Love (Bruno Nunes).
Técnico: Vilson Tadei.

Gols: Zé Love (42′) e Maicon Assis (45’+2 e 64′).
Cartão amarelo: Tobinha.
Cartões vermelhos: não houve.

Lucas Bohrer

Jornalista esportivo formado em Comunicação Organizacional pela UnB. Viciado em acompanhar esportes e fascinado pela ideia de poder dar mais visibilidade a modalidades geralmente esquecidas.

Lucas Bohrer tem 101 posts e contando. Ver todos os posts de Lucas Bohrer

Lucas Bohrer

Um comentário em “Brasiliense atropela Gama e segue 100% no Candangão

  • Avatar
    25 de abril de 2021 em 18:03
    Permalink

    Zé Love, machucado, é preocupação agora no quadrangular. Torcia para o Gama, mas o parabéns é para o Brasiliense.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *