Com gols no 2º tempo, Ceilândia confirma a vaga na semifinal

Dependendo de uma vitória em seu jogo e de uma vitória do Jacaré contra o Capital, o Gato Preto demorou, mas fez o dever de casa e garantiu a vaga na semifinal do Candangão.

Já o Santa Maria foi o único time que entrou em campo nesta rodada apenas para cumprir tabela, já que não tinha mais chances de classificação, e segurou o placar até a metade do segundo tempo.

Agora na semifinal, as equipes classificadas – Luziânia, Gama, Brasiliense e Ceilândia -, se enfrentam em jogos de ida e volta em um quadrangular, e os dois melhores vão para a final da competição.

Primeiro tempo

O jogo começou bom, e com apenas um minuto, Wisman recebeu a bola perfeita do Mirandinha e carimbou o travessão. Aos 7′, Gabriel roubou a bola no meio do campo e fez o cruzamento para o Mirandinha, mas o goleiro Alisson foi mais rápido para fazer a defesa.

Em seguida, em cobrança de falta frontal, Wisman tentou finalizar colocado, mas bateu em cima da barreira. No rebote, o goleiro Alisson quase foi surpreendido, mas a bola passou perto da trave e foi para fora.

Gabriel recebeu a bola sozinho na grande área e teve espaço para girar e ficar de frente para o gol, mas na hora da finalização, o bandeira assinalou a posição irregular.

Após a pausa para hidratação, o Santa Maria voltou melhor para o jogo. Wesley Brasília fez a inversão para Robinho, mas Denis recuperou a bola antes da finalização. Em seguida, mais uma boa investida do Santa Maria, e no rebote do goleiro Diego a defesa conseguiu se recompor para impedir uma nova finalização.

Precisando de gols, o Ceilândia fez a primeira mudança ainda no primeiro tempo, colocando Matheus Silva no lugar de Gabriel Pedra, e o camisa 9 teve a primeira chance logo que entrou, mas cabeceou fraco.

Aos 43′ saiu o melhor lance da primeira etapa. Matheus Silva recebeu de Wisman e bateu forte, mas o goleiro conseguiu mandar para escanteio. E no último lance antes do intervalo, Mirandinha entrou na área com a bola e optou por finalizar direto ao invés de cruzar, mas o chute foi fraco, direto para fora.

Segundo tempo

O Santa Maria voltou bem para a segunda etapa, e teve as primeiras chances de gol, mas que foram paradas no goleiro Diego.

Aos 7′, Klécio cobrou uma falta com força, mas sem direção. E nesse momento, o Brasiliense abria o placar no outro jogo, ajudando o Gato Preto, que ainda precisava marcar gols.

O Santa Maria, entretanto, não queria saber disso, e teve duas novas oportunidades de gol. Wesley Brasília, na pequena área, tentou a finalização de voleio, mas acabou furando. Logo depois, Igor poderia finalizar ou tocar para Paulinho que passava pela esquerda, mas exagerou na força e viu seu passe ir direto para fora.

Precisando de gols, o Ceilândia fez alterações que logo surtiram efeito na mudança de postura do time. Igor Pato, que a recém entrara, deixou a marcação no chão e cruzou à meia altura, facilitando o corte da defesa.

O Santa Maria respondeu com Wesley Brasília, que recebeu sozinho e teve uma grande chance desperdiçada. O jogo era lá e cá, e no contra-ataque, Igor Pato tentou a finalização rasteira, defendida por Alisson.

Aos 26′, a rede balançou. Igor Pato cruzou a bola pela direita e encontrou a cabeça de Klécio, sem chance para o goleiro do Santa Maria.

A equipe de Júnior Araújo voltou a assustar aos 37′. Paulinho passou para Naylan, que conseguiu finalizar mesmo com defensores na frente, para boa defesa do Diego.

Klécio recebeu na entrada da área e teve tempo de girar e escolher onde chutava, mas a bola passou rente ao travessão e o jogador levou as mãos à cabeça, sem acreditar.

No sufoco!

E com os minutos passando, o Ceilândia precisava de mais um gol para se classificar para a semifinal do Candangão pelo número de cartões amarelos recebidos – empatou em número de vitórias e saldo de gols com o Capital, mas foi menos advertido.

Já aos 43′, a bola chegou limpa para Matheus Silva finalizar na saída do goleiro e fazer o gol que colocava o Gato Preto na semifinal do Candangão!

No outro jogo, o Brasiliense confirmou a vitória, e o Gato Preto aguardava o apito final para poder respirar em paz, mas o árbitro havia dado seis minutos de acréscimo. Porém, antes disso, aos 49′, Andrezinho cruzou, Matheus Silva matou no peito e meteu a bomba pra dentro do gol para afastar qualquer perigo de não classificação! 3×0 Ceilândia.

Ficha técnica

CEILÂNDIA 3×0 SANTA MARIA

Campeonato Candango da Primeira Divisão 2021
Quartas de Final – Terceira rodada
Abadião, Ceilândia-DF, 21/04/2021, 15:30h

Árbitro: Leandro Almeida Damas de Oliveira
A1: José Reinaldo Nascimento Junior
A2: Marconi de Souza Gonçalo
Quarto Árbitro: Marcos Antônio Ferreira dos Santos

Ceilândia

Diego; Bochecha, Fernando, Lucas Frank e Denis; Dogão (Klécio), Werick e Mirandinha (Igor Pato); Willian, Wisman (Felipe Goiano) e Gabriel Pedra (Matheus Silva)
Técnico: Adelson de Almeida

Gols: Klécio (27′ 2T) e Matheus Silva (44′ 2T e 50′ 2T)
Cartões amarelos: Werick, Matheus Silva
Cartões vermelhos: não houve

Santa Maria

Alisson; Rendell (Lucas Rato), Martinelly, Léo Bahia e Éder; Gabriel, Wesley Brasília (Naylan) e Robinho; Rafinha, Thompson e Igor (Lucas Capixaba)
Técnico: Júnior Araújo

Cartões amarelos: Thompson, Rendell, Éder
Cartões vermelhos: não houve

Camila Bairros

Jornalista pós-graduada em jornalismo digital. Escrevo sobre o esporte candango e nas horas vagas assisto mais futebol

Camila Bairros tem 215 posts e contando. Ver todos os posts de Camila Bairros

Camila Bairros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *