Reprodução/Instagram Ceilândia

Samambaia é dilacerado e volta para a Segundinha

O duelo no Abadião neste sábado (10) à tarde era de vida ou morte para a Cobra Cipó no Candangão. O Ceilândia, já classificado, se deu ao luxo de entrar com uma escalação bem mexida, mas, mesmo assim, não deu chances ao adversário, abriu 2×0 nos cinco primeiros minutos, dominou o jogo e rebaixou o Samambaia com uma vitória tranquila por 8×1.

Com a derrota da Cobra Cipó, o atual campeão da segunda divisão foi rebaixado, enquanto o vice Santa Maria, no grupo B, conseguiu se manter na primeira. Os outros rebaixados foram Formosa, Sobradinho e Real Brasília – que venceu o Formosa por 2×0, mas viu o Luziânia ganhar por 3×1 do Santa Maria e não conseguiu escapar da zona de degola.

Depois de fazer dois gols logo no início da partida, o Gato Preto seguiu impondo seu ritmo e, com isso, não demorou para fazer o terceiro e o quarto. Enquanto isso, o time verde, que lutava para não ser rebaixado, teve apenas uma chance, de falta, durante toda a etapa. Após desperdiçar oportunidades de ampliar ainda mais o placar, os alvinegros foram para o vestiário com um 4×0 parcial.

A segunda etapa foi recheada de gols, após um início melhor, o Samambaia sucumbiu e levou o quinto, o sexto, o sétimo e o oitavo – que foi um golaço de Felipe Goiano, do meio campo, por cobertura. A Cobra Cipó ainda teve um pênalti a favor e fez o de honra: 8×1 Ceilândia. O alvinegro segue para a segunda fase, onde as equipes de cada grupo se enfrentarão em novos grupos – C e D – sem a participação dos quatro rebaixados para determinar os semifinalistas.

Primeiro tempo

O jogo começou alucinado e, logo com dois minutos de bola rolando, o alvinegro teve uma falta pela direita, cruzada com perfeição na cabeça do Matheus Silva, que não desperdiçou e abriu o placar. Logo depois, Arthur cometeu pênalti, que foi bem cobrado por Willian, forte e baixo no canto direito do goleiro Stefan, para marcar o segundo do Ceilândia.

Aos 18′, o Gato Preto poderia ter feito o terceiro, mas Stefan fez uma bela defesa e o alvinegro perdeu o rebote. Porém, na sequência, João Victor não desperdiçou após bobeada da zaga e guardou: 3×0. E o Ceilândia continuou amassando os visitantes, 10 minutos depois saiu o quarto: Dênis desceu pela direita e cruzou para Gabriel Pedra cabecear para o fundo da rede.

O primeiro lance de perigo para o Samambaia, aos 31′, foi em uma cobrança de falta do Hurick, que saiu raspando a baliza do goleiro Michael. Seis minutos depois, Gabriel Pedra soltou uma bomba e Stefan espalmou para impedir o quinto do Gato Preto, que continuou pressionando: Willian cruzou, mas Higor tirou antes que alguém completasse para o gol, dessa forma, as equipes foram para o intervalo com o 4×0 no placar.

Segundo tempo

A partida voltou com os times se jogando para cima, indo com tudo no ataque para tentar marcar. A primeira grande chance da etapa complementar foi do Ceilândia, aos 6′, após o goleiro Stefan soltar uma bola tranquila nos pés do Matheus Silva, o volante Cleisson salvou a finalização em cima da linha.

O alvinegro continuou chegando com perigo, teve escanteio com cabeçada para fora, falta perigosa defendida pelo Stefan, chute que o Stefan não segurou, mas, até os 16 minutos, nada da rede balançar. Foi nesse momento que a porteira abriu e saiu o quinto gol do Gato Preto no duelo: em ataque pela esquerda, Fernandinho cruzou e João Victor subiu sozinho para cabecear, aumentando a goleada.

Apenas dois minutos depois, em outro ataque do Ceilândia, a defesa da Cobra Cipó tentou afastar, porém a bola sobrou para o Felipe Goiano, que dominou e chutou para fazer o sexto. Mais um: aos 22′, Igor Pato desceu pela direita e rolou para Clécio apenas empurrar para dentro da rede: 7×0.

O oitavo saiu aos 28′ e foi o gol mais bonito da partida – talvez do campeonato – com Felipe Goiano, o famoso “gol que o Pelé não fez”. O atacante viu o goleiro Stefan adiantado e chutou do meio campo, de cobertura, para marcar um golaço. Dois minutos depois, pênalti para o Samambaia e Jairo converteu para fazer o de honra da equipe verde.

Ceilândia comemora o “gol que Pelé não fez”. Foto: Alan Rones

Depois de algum tempo morno, quando o relógio marcava 38 minutos, João Victor quase guardou o terceiro dele, o nono do alvinegro, porém parou na trave após bela finalização. No último lance, Jairo quase fez o segundo, mas o goleiro Michael defendeu com segurança. Dessa forma, o Samambaia voltará para a segunda divisão em 2022 e o Ceilândia, que passou em terceiro no grupo B, deverá disputar a classificação às semifinais contra Brasiliense e Capital no grupo D.

Ficha Técnica

CEILÂNDIA 8 X 1 SAMAMBAIA

Campeonato Candango 2021 – Primeira Fase – Sexta Rodada
Estádio Abadião, Ceilândia, 10/04/2021, 15h30

Árbitro: Savio Pereira Sampaio.
Assistente 1: Daniel Henrique da Silva Andrade.
Assistente 2: Jose Reinaldo Nascimento Junior.
Quarto Árbitro: Maricleber Cardoso de Gois.
Inspetor: Marrubson Melo Freitas.
Delegado: Geufran Almeida De Oliveira.

Ceilândia

Michael; Dennys, Lucas Frank, Fernandinho e Mateus Bochecha (Jhonata Ceará); Werick e Clécio (China); Willian (Igor Pato), Gabriel Pedra (Felipe Goiano) e João Victor; Matheus Silva (Halliver).
Técnico: Adelson de Almeida.

Gols: Matheus Silva (2′), Willian (5′), João Victor (18′ e 61′), Gabriel Pedra (28′), Felipe Goiano (63′ e 73′), Clécio (67′).
Cartões amarelos: não houve.
Cartões vermelhos: não houve.

Samambaia

Stefan Djordjevic; Marcos (Gabriel), Higor, Alan e Arthur; Cleison, Wesley e Chistopher (Islan); Weberth (Andre Teixeira), Jairo e Hurick.
Técnico: Cláudio Pinduca.

Gol: Jairo (75′).
Cartões amarelos: Wesley e Gabriel.
Cartões vermelhos: não houve.

Lucas Bohrer

Jornalista esportivo formado em Comunicação Organizacional pela UnB. Viciado em acompanhar esportes e fascinado pela ideia de poder dar mais visibilidade a modalidades geralmente esquecidas.

Lucas Bohrer tem 104 posts e contando. Ver todos os posts de Lucas Bohrer

Lucas Bohrer

Um comentário em “Samambaia é dilacerado e volta para a Segundinha

  • Avatar
    10 de abril de 2021 em 18:10
    Permalink

    28’ 2.tempo, Felipe Goiano (Pelé) foi consagrado!
    Tá virando moda esse gol que o Rei Pelé perdeu!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *