Foto: Reprodução Instagram/ BrasíliaVôlei

Avassalador, Brasília vence o Vôlei Futuro e garante vaga na semifinal da Superliga B

Em uma ótima atuação coletiva, o time masculino do Brasília venceu o Vôlei Futuro por 3 sets a 0 na tarde deste sábado (3) e conquistou a classificação para  semifinal da Superliga B. Jogando no ginásio Sesi Taguatinga, o time da capital federal fez 2×1 na série “melhor de três”.

Avassalador nas duas etapas iniciais, o time candango não deu chances aos paulistas, que só esboçaram reação no terceiro e último set, chegando a ter chance setpoint por duas vezes. No entanto, o time do DF teve garra para reverter o placar.

O Brasília superou o Vôlei Futuro com parciais de 25×17 no primeiro set, 25×14 no segundo e 29×27 no terceiro. O destaque do jogo foi o líbero Matheus, que recebeu o troféu Viva Vôlei de melhor jogador da tarde.

Primeiro set

O jogo começou com muito equilíbrio, com os times intercalando a pontuação até o placar de 4×4. A partir daí, o Brasília encaixou uma série de bloqueios e, contando com erros de recepção do Vôlei Futuro, abriu 14×8 em curto espaço de tempo.

Superior, o time da capital federal continuou ampliando a vantagem, que chegou a 24×17. Para confirmar a vitória na primeira etapa, o central Dutra colocou a bola no chão do adversário e fez 25×17.

Segundo set

Embalado na partida, o Brasília vôlei voltou para o segundo set ainda melhor. Ditando o ritmo do jogo, com bloqueio preciso Dutra e Rubbo, saques venenosos de Kevin e Paulo, ótimas recepções de Matheus e eficiência ofensiva de Alex, a equipe candanga construiu nova vantagem, desta vez ainda mais larga: 20×10.

No decorrer da segunda etapa, o Vôlei Futuro cometeu muitos erros, que resultaram em pontos para o time brasiliense. Numa bomba cruzada de Alex, a equipe paulista recepcionou mal e o Brasília pontuou para vencer a segunda etapa por 25×14.

Terceiro set

Precisando vencer, o time de Araçatuba foi para o “tudo ou nada” no terceiro set. Começou pontuando, mas em contrapartida, não teve moleza por parte do Brasília, que não deixou o Vôlei Futuro construir vasta vantagem e se manteve sempre na cola, no placar.

A etapa foi muito equilibrada, com os dois times brigando ponto a ponto para estar à frente na contagem. Sempre que o Vôlei Futuro abria vantagem, o time candango se recuperava e empatava a disputa, que seguiu nesse enredo até o placar de 19×19, quando o Brasília virou em dois ataques precisos para 21×19.

A vantagem do clube da capital federal ainda foi ampliada para 24×22, mas um erro de saque e um bloqueio adversário custou a chance de matar a partida. Determinado, o Vôlei futuro conseguiu virar o resultado e teve oportunidade de vencer a etapa com dois setpoints quando o placar marcava 25×24 e 26×25, mas a tarde não era paulista.

Sob o comando de Alex e Matheus, o Brasília passou novamente a pontuação adversária na partida e esteve por duas vezes com chances de setpoint. A última delas, fatal. Em erro de recepção do ponteiro Bruno, do Vôlei Futuro, o time da capital federal concretizou a vitória por 29×27.

O triunfo levou o Brasília às semifinais da competição, e agora resta esperar o resultado dos jogos entre Anápolis e Vila Nova para conhecer o adversário da semi-final.

BRASÍLIA VÔLEI/UPIS 3×0 VÔLEI FUTURO ASSAÍ
Parciais: 25/17, 25/14 e 29/27

Brasília Vôlei

Time: Paulo L./Alex, Dutra, Kelvin/Lucaian. Líbero: Matheus S.
Entraram: Rubbo, Lucena e Thiaguinho
Técnico: Marcelo Thiessen.

Vôlei Futuro

Time: Christiano/João Ricardo, Bruno/Lucas Henrique/Kaio. Líbero: William.
Entraram: Léo Rocha, Arthur e Mateus
Técnico: Angelo Vercesi.

Braian Bernardo

Estudante de jornalismo, apaixonado por futebol e torcedor do esporte candango.

Braian Bernardo tem 13 posts e contando. Ver todos os posts de Braian Bernardo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *