Arte: Guilherme Martins/DFSports+

Pelo clássico de número 65, Gama e Brasiliense se enfrentam no Defelê

O Clássico Verde-Amarelo entre Gama e Brasiliense acontecerá nesta quarta-feira, às 15h30, em um palco inédito, o Defelê, na Vila Planalto. A partida seria realizada no Bezerrão, mas o GDF instalou um hospital de campanha no estádio que obrigou a alteração do local de jogo.

No quinto clássico seguido sem público devido a pandemia da covid-19, Gama e Brasiliense jogarão pelo sexto estádio da história do duelo. Os times já se enfrentaram no Serejão, Bezerrão, Mané Garrincha, Abadião e no Serra Dourada, em Goiânia.

As equipes voltam a se enfrentar quatro meses após se enfrentarem na Série D, quando o Brasiliense venceu por 3×0. Em 2020, as equipes se enfrentaram cinco vezes, com três vitórias do Gama e duas do Brasiliense.

A histórica rivalidade entre o time alviverde e o time amarelo completa 20 anos, com um equilíbrio no número de vitórias, são 22 vitórias do Brasiliense e 21 do Gama.

Gama

O Gama atuou pela última vez há 20 dias, quando foi eliminado pela Ponte Preta-SP na Copa do Brasil. Nesse meio tempo, anunciou o goleiro ex-Bragantino, Victor Hugo e os jovens do América-MG Ronaldo e João Gabriel. Matheus Lira e Jordan Kaique também foram anunciados antes da partida contra a equipe paulista e ainda não fizeram sua estreia. Todos eles foram relacionados para a partida.

Brasiliense

Invicto e com o melhor ataque do campeonato ao lado do Taguatinga, o Jacaré, que fez sua última partida há 18 dias, tem como novidade a chegada dos experientes Jorge Henrique e Didira, mas apenas o atacante ex-Corinthians foi relacionado e pode fazer sua estreia.

Ficha técnica

GAMA x BRASILIENSE

Candangão– Primeira Fase – Terceira rodada
Estádio Defelê, Vila Planalto, 31/03/2021, 15h30

Árbitro: Maguielson Lima Barbosa (DF)
Assistente 1: Lucas Modesto (DF)
Assistente 2: Milton Jerônimo Souza (DF)
Quarto árbitro: Adriano Neri (DF)

Gama

Matheus, Fernando , Vinicius, Igor, Júnior Alves, Filipe, João Victor, Gustavo Lila , Ueslei, Daniel e Caíque.

Técnico: Victor Santana

Brasiliense

Edmar Sucuri, Diogo, Gustavo Henrique, Badhuga e Balotelli; Sandy, Milton Júnior, Maicon Assis; Luquinhas, Jorge Henrique e Zé Love

Técnico: Vilson Tadei

João Paulo

Jornalista apaixonado em contar as histórias que o esporte proporciona. Boêmio e torcedor nas horas vagas.

João Paulo tem 133 posts e contando. Ver todos os posts de João Paulo

João Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *