Foto: Igo Estrela/Metrópoles

Copa Verde: Brasiliense vence e está a um empate do título 

Neste domingo (21), o Brasiliense recebeu o Remo no estádio Mané Garrincha, para a disputa da primeira partida da finalíssima da Copa Verde. De virada, o Jacaré venceu por 2×1, com grande destaque para Sandy, que marcou um belo gol no primeiro tempo.

O Remo, que já havia disputado uma final de Copa Verde em 2015, contra o Cuiabá, veio para o jogo embalado após uma grande vitória na semifinal. Após um jogo duro na primeira partida, fez 6×2 no Manaus no jogo da volta, com grande destaque para o meia Hélio, com dois gols.

Já o Brasiliense nunca havia disputado  uma final de copa verde antes, o mais longe que a equipe havia chegado foi uma semifinal, em 2014, sendo eliminado pelo Brasília, depois de um 3×0 dentro da Boca do Jacaré.

Apesar dessa ser a primeira vez em que as equipes decidem a Copa Verde, elas já se conhecem de outros carnavais.

Em 2014, ambas se enfrentaram pelas oitavas, e quem levou a melhor naquela ocasião foi o Jacaré, que venceu o primeiro jogo em Belém, por 2×1, e se classificou jogando em casa, com o empate por 1×1.

Primeiro tempo

O jogo começou com o Jacaré agredindo, mas quem criou a primeira chance de gol foi o Remo, com Augusto, que finalizou muito mal.

Mas o Brasiliense também estava sendo perigoso, Zotti, de primeira após bate e rebate na área paraense, chutou na rede lateral.

Aos 12 minutos, o lateral esquerdo Marlon, do Remo, cruzou e o volante Lucas Siqueira cabeceou rente à trave, dentro da pequena área do Jacaré. Falha de marcação da defesa amarela, por pouco o capitão Lucas não abriu o placar para os azulinos.

Apesar dos vacilos por parte da defesa, o Brasiliense conseguiu criar na parte ofensiva, Zé Love por pouco não marcou de calcanhar após cruzamento de Peu.

Aos 21 minutos, Gedoz recebeu aberto pela esquerda, segurou a bola e passou a bola por debaixo das pernas de Diogo para Wallace, sozinho dentro da pequena área, nas costas do zagueiro Keynan. 1×0 para o Remo.

Depois do gol, o Brasiliense apertou. Zé Love ensaiou uma bicicleta, que não pegou tão bem, depois, o zagueiro Rafael Jansen e o goleiro Vinícius salvaram a equipe paraense do empate depois de jogada de Diogo, e finalização de Aldo dentro da área após bate e rebate.

Aos 34’, Sandy recebeu de fora, lá do meio da rua, e acertou uma linda finalização, após uma boa roubada de bola do volante, mostrando muita raça e qualidade na finalização. Tudo igual no placar.

Nos últimos lances do primeiro tempo, Maicon Assis recebeu pela direita e tentou o cruzamento, que foi claramente cortado com o braço pela defesa do Remo, mas que não foi marcado pelo árbitro, e nem pelo VAR.

Segundo tempo

O Brasiliense veio para o segundo tempo com mudanças em seu time titular, Zotti deu lugar à Jefferson Maranhão.

No primeiro minuto da segunda etapa, Wellington Silva escapou pela direita e acionou Gedoz, que finalizou por cima do gol do goleiro Sucuri.

Após arremesso lateral de Aldo pela esquerdo – quase que um escanteio diga-se de passagem -, a bola sobrou para luquinhas pela direita, que cruzou para Ze Love que não conseguiu chegar no Lance. Passe interceptado pelo goleiro Vinícius.

Aos 10’, em escanteio batido pelo Pau, Keynan quase conseguiu a virada, vencendo a disputa pelo alto da zaga Remista, que asfatou para mais um escanteio. Novamente, quase o Jacaré virou, dessa vez com Zé love no segundo pau.

Com 23 minutos de jogo, Dioguinho faz boa tabela com Wellignton, do Remo, que conseguiu infiltrar pelo direito mas foi travado pela defesa candanga.

Poucos segundos depois, Lailson recebeu de longe e bateu forte na trave, Sucuri não tinha onque fazer, por pouco não foi o empate do Remo.

Aos 34’, em mais um escanteio, o Brasíliense conseguiu a virada. Aldo, no primeiro pau, após mais uma excelente cobrança de Peu, o Jacaré estava na frente do placar.

Depois disso, o Remo veio pra cima. Aos 40’, Tiago partiu para cima pela esquerda, passou de Diogo, e finalizou para fora. Quatro minutos depois, Gedoz recebeu, cortou para a direira e finalizou rasteiro, direto pra linha de fundo do goleiro Sucuri.

50 minutos, último lance de jogo, Wellington Silva recebeu lançamento e chutou cruzado. A linha de impedimento do Brasiliense funcionou, o bandeira marcou impedimento e o VAR confirmou.

Fim de jogo

Ao final dos primeiros 90 minutos, o Brasiliense saiu com a vitória. O jogo de volta acontecerá em Belém, no estádio Mangueirão na próxima quarta-feira (24), às 16h.

Um comentário em “Copa Verde: Brasiliense vence e está a um empate do título 

  • Avatar
    22 de fevereiro de 2021 em 14:36
    Permalink

    Show…. excelentes comentários. Parabéns Vinicius de Paula.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *