Foto: Patricy Albuquerque

Brasília repete a dose e bate o Fluminense pela segunda vez na temporada

Com a derrota no tie-break da última rodada engasgada na garganta, o Brasília Vôlei, sétimo colocado com 17 pontos, entrou no ginásio Sesi de Taguatinga na noite desta sexta-feira (12), disposto a retomar a sequência de vitórias e entrar em uma situação mais confortável na busca por uma vaga no playoff.

Na ocasião, válido pela sétima rodada do returno da Superliga 2020/21, o adversário em questão foi a equipe do Fluminense, penúltimo colocado e que vive uma situação totalmente oposta ao lutar contra o rebaixamento.

Mesmo com jogo duro das cariocas, as comandadas de Rogério Portela venceram por 3×1 e chegaram a quinta vitória em sete jogos disputados no ano. No retrospecto, o triunfo marcou a quarta vitória nos setes confrontos contra o Fluminense na história.

O jogo

O Brasília Vôlei foi para quadra com dois desfalques, a capitã Ingrid, lesionada, e a levantadora Ju Carrijo, infectada pelo novo coronavírus, não puderam atuar.

No entanto, a equipe não se abalou e iniciou com ótimo ritmo de jogo, estando à frente do placar durante todo o set vencido por 25×18. Destaque para o bom jogo coletivo, da equipe candanga, que distribuiu boa parte dos pontos entre os ataques de Paula, Paquiardi, Edna e Ariane, maior pontuadora da liga.

Foto: Patricy Albuquerque

No segundo set, o Fluminense trouxe equilíbrio ao confronto e alternou pontos do primeiro ao último lance. O Brasília chegou a abrir 13×8, mas as visitantes buscaram o placar e viraram para 13×14. As donas da casa colocaram novamente quatro pontos na frente e, mais uma vez, as cariocas reverteram a desvantagem para um 19×20. Entretanto, no final, melhor para Brasília – 26×24.  

O bom ritmo do período anterior permaneceu ao lado das cariocas que deram trabalho nos sete minutos inicias, chegando a abrir cinco pontos de frente – 7×2. As comandadas de Rogério Portala conseguiram reverter o placar para 15×14.

Mas, novamente, o Fluminense não se abateu e chegou perto de fechar o set com 21×15 ao seu favor. Algo que aconteceu somente minutos depois, ao vencer as mandantes por 18×25, não perdoando os erros de ataque e levantamento do Brasília no período.

Para o quarto set, a bronca do treinador surtiu efeito e o time recobrou o ritmo dos minutos iniciais de jogo. Com a equipe errando menos, Aline, Letícia e Paquiardi conduziram a vitória por 25×19.

Ariane fechou a partida com 23 pontos, acompanhada de Paquiardi com 14 e Aline com 12. A central ainda foi premiada com o Viva Vôlei da noite.

Aline ao lado do treinador Rogério Portela
Foto: Patricy Albuquerque

Agora com 20 pontos na competição, na próxima rodada, no domingo (14), o Brasília Vôlei volta a atuar em casa, em duelo direto contra o Curitiba, atualmente oitavo colocado com a mesma pontuação.

Marcus Rodrigues

Estudante de jornalismo da Universidade Paulista (Unip). Repórter do portal Metrópoles. Comentarista esportivo. Idealizador da página @capitaldabola_ no Instagram. Integra a equipe do DF Sports+ desde julho de 2019

Marcus Rodrigues tem 129 posts e contando. Ver todos os posts de Marcus Rodrigues

Marcus Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *