Foto: Heber Gomes/Especial Metrópoles

Tobinha marca no final e Brasiliense ganha do Atlético Goianiense

Nesta quinta-feira (4), o Jacaré jogou a ida das quartas de final da Copa Verde contra o Dragão goiano. Tendo entrado em campo ontem pelo Brasileirão, o rubro-negro foi para a partida desta noite com um time alternativo, repleto de reservas. O Brasiliense aproveitou a chance de enfrentar um adversário desfigurado e venceu por 2×1.

A partida teve dois tempos distintos. No primeiro, o Jacaré comandou o duelo, mesmo jogando fora de casa, e conseguiu abrir vantagem no placar. Porém, no segundo a equipe amarela recuou e deixou o adversário crescer. Os goianos empataram, mas com Tobinha, Brasiliense achou um gol já no final e saiu vencedor na noite de hoje.

Com isso, o Jacaré jogará pelo empate no jogo da volta, que será disputado no domingo (7) às 15:30 no Serejão, qualquer vitória amarela também classifica o time de Taguatinga. Os rubro-negros terão que vencer por dois gols de diferença caso queiram se classificar sem a necessidade de pênaltis – em caso de vitória goiana por um gol (1×0, 2×1, 3×2, etc.) o classificado para a semifinal sairá da disputa na marca da cal.

Primeiro tempo

Com três volantes em campo, o Brasiliense começou cauteloso, dando a posse para seu adversário e mostrando respeito pela equipe da Série A. Aos 4′, Gabriel Baralhas exigiu a primeira intervenção de Sucuri em um cruzamento perigoso.

O Jacaré foi se animando aos poucos e conseguiu dois escanteios até que, aos 10′, Maicon Assis cruzou com perfeição e Keynan subiu lá no alto para cabecear pro fundo da rede. Mas o zagueiro estava impedido e o gol foi anulado. Logo depois, o Dragão contra atacou com perigo. Gabriel Baralhas roubou a bola de Maicon Assis e tocou para Ronald chutar raspando no travessão.

A partida estava agitada e, aos 14′, o Brasiliense quase inaugurou o marcador. Maicon Assis cobrou escanteio, Keynan desviou e a bola parou no segundo pau, mas Jefferson Maranhão errou o alvo na finalização. Cinco minutos depois foi o Atlético-GO que assustou, mas o cruzamento rasteiro de Pereira não foi alcançado.

O jogo ficou lá e cá até os 27′, quando Aldo avançou pela esquerda, tentou cruzar na área, mas a bola desviou e Maicon Assis, que de primeira pegou na veia para abrir o placar para o Jacaré – a bola ainda bateu na trave antes de entrar.

O duelo ficou morno depois do gol, com apenas uma chance para cada lado. Aos 36′ Pereira chutou de fora da área e Sucuri segurou firme. Na sequência, Jefferson Maranhão fez boa jogada pela direita para obrigar Gabriel Bernard a fazer excelente defesa e impedir o segundo. Depois disso, a partida ficou truncada até o intervalo.

Foto: Heber Gomes/Especial Metrópoles

Segundo tempo

O Atlético-GO voltou ao gramado com três substituições e um novo gás. A equipe goiana se impôs e comandou as ações do jogo, porém sem nenhuma chance até os 10′. Enquanto isso, o Brasiliense se limitava a defender e tentar contra atacar. A melhor chance do início de etapa complementar veio com 12′ no relógio, mas Keynan cortou o cruzamento do Dragão e o escanteio não deu em nada.

Porém, logo em sequência Nicolas cobrou escanteio na cabeça de Gilvan, que não perdoou e empatou o placar. Dedo do Eduardo Souza no gol do Atlético-GO, os dois atletas entraram em campo após o intervalo. Aos 16′ quase veio a virada goiana. Nicolas fez boa jogada pela esquerda e Kevin cabeceou, sozinho, para fora.

O Brasiliense finalmente voltou a jogar e equilibrou o duelo, voltando a utilizar mais o campo de ataque. Porém, a chance mais perigosa foi do seu adversário, em um escanteio fechado de Nicolas que forçou Sucuri a tirar a bola antes que chegasse no jogador do Dragão. Aos 40′, Tobinha tentou de longe, mas não chegou nem perto.

Mas, já aos 43′, o Jacaré conseguiu fazer o segundo. Diogo subiu pela direita, cruzou no meio da área, a zaga goiana se atrapalhou, tocou para trás, e a bola caiu no pé do Tobinha. Ele girou, a bola fugiu, mas, com muita raça, o atacante se jogou no carrinho para fazer o segundo do Brasiliense. Mesmo com cinco minutos de acréscimo, não houve mais tempo hábil e o time de Taguatinga saiu vencedor sobre o da Série A: 2×1.

Ao final da partida, pessoas ligadas ao Atlético Goianiense que estavam nas arquibancadas provocaram a comissão do Brasiliense, que estava no estádio trabalhando, mas nada atrapalhou a festa do Jacaré.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO 1×2 BRASILIENSE

Estádio Antônio Accioly – 04/02/21 -19h00
Copa Verde – Quartas de Final – Jogo de ida

Árbitro: Rudimar Goltara (ES)
Assistente 1: Leonardo Mendonça (ES)
Assistente 2: Ramires Santos Candido (ES)
4° Arbitro: Gabriel dos Santos Queiroz (GO)

ATLÉTICO-GO

Gabriel Bernard; Juninho (Arnaldo), Oliveira (Gilvan), Michel e Carlos Henrique (Nicolas); Pereira, Rithely (Rodrigues), Gabriel Baralhas e Rian Lopes (Vitor Leque); Ronald e Kevin.
Técnico: Eduardo Souza.

Gols: Gilvan (14′ 2º Tempo).
Cartões amarelos: Pereira e Nicolas.
Cartões vermelhos: não houve.

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Diogo, Badhuga, Keynan e Peu (Sandy); Aldo, Wagner Balotelli, Maicon Assis (Tobinha) e Zotti (Carlos Eduardo); Jefferson Maranhão (Peninha) e Zé Love (Rodrigo Fumaça).
Técnico: Vilson Tadei.

Gols: Maicon Assis (27′ 1º Tempo) e Tobinha (43′ 2º Tempo).
Cartões amarelos: Peu, Wagner Balotelli e Tobinha.
Cartões vermelhos: não houve.

Lucas Bohrer

Jornalista esportivo formado em Comunicação Organizacional pela UnB. Viciado em acompanhar esportes e fascinado pela ideia de poder dar mais visibilidade a modalidades geralmente esquecidas.

Lucas Bohrer tem 57 posts e contando. Ver todos os posts de Lucas Bohrer

Lucas Bohrer

Um comentário em “Tobinha marca no final e Brasiliense ganha do Atlético Goianiense

  • Avatar
    5 de fevereiro de 2021 em 11:44
    Permalink

    Torcer pela classificação do time de Brasília no dia 7 para festejar de verdade, parabéns 🎈

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *