Foto: Orlando Bento/MTC

Em noite pouco inspirada, Brasília Vôlei perde para líder Minas

Nesta terça (22), Brasília Vôlei e Minas se enfrentaram na Arena Minas, em Belo Horizonte, em jogo válido pela 11ª rodada da Superliga Feminina, e as mandantes conseguiram mais uma vitória. A equipe do DF até tentou reagir em alguns momentos, mas não foi páreo para o adversário e perdeu por 3 sets a 0, com parciais 25/22, 25/16 e 25/20.

Com o resultado, as candangas seguem na penúltima posição, precisando de vitórias nos dois jogos atrasados e de tropeços das concorrentes diretas para sonhar com a última vaga da Copa Brasil, competição que reunirá as oito melhores equipes do turno. Caso consigam, enfrentarão o próprio Minas, que terminou a primeira fase da Superliga na liderança, em uma partida eliminatória.

O jogo desta terça (22) teve a levantadora Macris recebendo o troféu Viva Vôlei de melhor em quadra. Outros destaques da equipe mineira foram a oposto Dani, com 17 pontos, a central Thaisa, com 15 pontos – seis em bloqueios -, e a ponta Pri, com 14 pontos. Do lado candango, Edna foi a maior pontuadora – nove ao total, quatro de bloqueios.

O próximo duelo da equipe da capital será contra o Curitiba Vôlei, no Ginásio Colégio Positivo Júnior, no dia 29 (terça), válido pela sexta rodada da Superliga. O confronto será vital para as expectativas candangas na competição. O Minas encerrou sua participação no primeiro turno, com 10 vitórias em 11 jogos, e voltará a jogar apenas no dia 5 de janeiro, contra o lanterna São Caetano.

O jogo

Primeiro set

O Minas iniciou a primeira parcial com tudo, abrindo três pontos de vantagem (3/0 e 6/3), mas o Brasília Vôlei conseguiu buscar o 6/6 após erro de ataque de Carol Gattaz. As mineiras não se abalaram e continuaram melhores em quadra e, mesmo com dois tempos pedidos pelo técnico Rogério Portela, ampliaram a vantagem para 18/9 depois de um erro de ataque de Ariane.

Porém, as candangas conseguiram reagir novamente, e chegaram a diminuir a vantagem para 21/19, dessa vez foi o técnico adversário, Nicola Negro, que pediu dois tempos, que surtiram efeito após o Minas ampliar para 24/19 em erro de ataque de Paquiardi. Mesmo com uma última reação do Brasília Vôlei, as mineiras fecharam o primeiro set em 25/22, com um ataque de Carol Gattaz. Com seis pontos no total, a ponta Pri foi o grande destaque de um período marcado pelo grande número de erros: oito de cada lado.

Segundo set

A segunda etapa do duelo começou com as brasilienses melhores, chegando a abrir 7/5 no placar após ponto de Sara. A oposto, inclusive, entrou no lugar de Ariane ainda no primeiro set, pouco antes da melhora do time candango em quadra. Porém, o Minas reagiu e o jogo ficou igual no 10/10, e depois de trocas de pontos, o Brasília Vôlei voltou a cometer erros e as mineiras abriram 14/11 na parcial. A equipe visitante então pediu uma parada técnica, o que ocasionou outra reação na partida, que ficou empatada em 15/15 após erro de Carol Gattaz.

A partir desse momento, a equipe da casa deslanchou e abriu 22/15 após um bloqueio de Thaisa. Ingrid fez um ponto para as candangas ainda, mas o set acabou em 25/16 com um ataque de Pri. A central Thaisa e a oposto Dani foram os grandes destaques da parcial, com sete pontos cada. Pelo lado brasiliense, Sara foi a maior pontuadora do set com cinco.

Terceiro set

Na última parcial do jogo, o Minas seguiu ditando o rumo da partida, e chegou a abrir 7/2. Depois de algumas trocas de bolas, a partida seguiu com a mesma diferença até o 13/8, porém, a equipe de casa voltou a aumentar sua vantagem em 17/9 quando Ariane errou outro ataque.

O Brasília Vôlei reagiu outra vez e diminuiu seu prejuízo para 21/18 em um erro de saque de Macris. Mas Nicola Negro pediu o últio tempo técnico, e as mineiras voltaram a ditar o ritmo e fecharam o set – e o duelo – em 25/20 com um ataque de Dani. Novamente Dani, sete pontos, e Thaisa, seis, foram as maiores pontuadoras do Minas. As candangas tiveram Edna como destaque na parcial final do duelo – cinco pontos.

Fim de partida

Com o resultado, o Brasília Vôlei continua estacionado na 11ª posição, precisando de bons resultados nos jogos atrasados para começar o returno com aspirações maiores. O Minas segue líder, classificado em primeiro para a Copa Brasil, e voltará a jogar apenas em 2021.

Ficha técnica

ITAMBÉ/MINAS 3 X 0 BRASÍLIA VÔLEI
25/22, 25/16 e 25/20

Itambé/Minas Tênis Clube

Macris/Dani, Carol Gattaz/Thaisa, Pri/Megan. Líbero: Leia.
Entraram: Camila e Luaninha.
Técnico: Nicola Negro.

Brasília Vôlei

Ju Carrijo/Ariane, Aline/Edna, Neneca/Ingrid. Líbero: Vitória.
Entraram: Paquiardi, Sara, Paula Mohr e Vivian.
Técnico: Rogério Portela.

Lucas Bohrer

Jornalista esportivo formado em Comunicação Organizacional pela UnB. Viciado em acompanhar esportes e fascinado pela ideia de poder dar mais visibilidade a modalidades geralmente esquecidas.

Lucas Bohrer tem 20 posts e contando. Ver todos os posts de Lucas Bohrer

Lucas Bohrer

Um comentário em “Em noite pouco inspirada, Brasília Vôlei perde para líder Minas

  • Avatar
    23 de dezembro de 2020 em 09:24
    Permalink

    Torcer pelo Brasília Vôlei correr atrás destes pontos para ficar pelo menos entre as oito melhores equipes da Superliga Feminina🙂

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *