Foto: Ascom Real Brasília

Real Brasília vence e é bicampeão do Candangão Feminino

Neste sábado (19), chegou ao fim o Candangão Feminino 2020. Real Brasília e Minas Brasília se enfrentaram no Bezerrão, e após um jogo duro, decidido com gols de Dani Silva e da capitã Luciana, e grande partida de Camila Pini, as Leoas do Planalto sagraram-se campeãs do torneio. Katrine diminuiu para as Minas.

O Real Brasília vinha de uma semifinal apertada contra o Cresspom, que endureceu muito a disputa, principalmente no final da partida. Já as Minas chegaram à final após uma goleada de nove gols contra o Ceilândia, que havia se classificado na última vaga da primeira fase, em quarto lugar na tabela.  

Além das melhores equipes do campeonato, estavam presentes na final as três artilheiras: Hulk, do Minas Brasília, com 13 gols, e Ronaldinha e Amanda, do Real Brasília, com 11 e 10 gols, respectivamente.

Primeiro tempo

O Minas Brasília, melhor equipe da primeira fase, estava com dificuldade de segurar a bola. Do outro lado, o Real Brasília avançou suas linhas de marcação.

Ainda no começo da partida, as melhores oportunidades vieram na bola parada, mas a bola seguia sem balançar as redes. O Minas conseguiu crescer no jogo após sua primeira oportunidade criada, e teve uma bela chance de abrir o placar, e a finalização desviou na mão da defesa do Real Brasília. Flávia defendeu a cobrança de pênalti da artilheira Hulk.

Após o pênalti, Robinha tentou finalizar de fora, e a bola passou longe. Poucos minutos depois, Katrine fez grande jogada para o Minas Brasília, partindo da ponta direita para a entrada da grande área, mas a finalização foi rebatida pela defesa do Real.

Aos 25′, o Real Brasília abriu o placar. Luciana recebeu pelo cruzamento da camisa 10, Camila Pini, e cabeceou para o fundo das redes, fazendo 1×0 para as Leoas do Planalto.

A equipe de Rodrigo Campos teve maior posse de bola até o final da primeira etapa, mas não conseguia passar da linha de defesa adversária, que optou pelas jogadas de contra-ataque. Camila Pini ainda teve a oportunidade de ampliar o placar ao final do primeiro tempo, mas a cobrança de falta foi direto para fora.

Segundo tempo

No intervalo, o técnico Rodrigo Campos promoveu algumas mudanças no time. Isa e Hulk deixaram o campo para a entrada de Pelé e Luiza Farinon.

Com 11 minutos de jogo, depois de algumas tentativas desperdiçadas do Minas Brasília em cobranças de falta, Dani Silva foi acionada por Camila Pini, pela direita, partiu sozinha para dentro da área e finalizou rasteiro. A goleira Thalya ainda encostou na bola antes dela entrar devagar no gol. As Leoas do Planalto abriram 2×0 na decisão do Candangão Feminio.

Katrine fez boa jogada pela direita, mas acabou acabou parada na falta. A defesa conseguiu afastar a bola da área após a cobrança. No lance seguinte, mais uma vez em escapada pela direita, o cruzamento sobrou para Pelé, que finalizou de voleio, perto da trave.

Poucos minutos depois, em uma falta frontal quase na linha da grande área, Pelé conseguiu mais uma vez a finalização, e novamente foi para fora. O gol do Minas Brasília saiu em nova cobrança de pênalti. Após uma dividida na área, o árbitro da partida mandou seguir, mas o bandeirinha marcou a penalidade, que foi convertida por Katrine. Após o gol, o jogo voltou a ter grandes emoções.

Em uma saida de gol bisonha da goleira Thalya, o Real Brasília quase conseguiu fazer o terceiro gol, que só não saiu pela boa noção de posicionamento da defesa do Minas no lance. 

Precisando pelo menos empatar, as Minas se lançaram completamente ao ataque, e passou a ser um pouco mais difícil reconhecer o esquema de três zagueiros do técnico Rodrigo. Apesar das tentativas finais, o placar não mudou mais.

Final de jogo

Na reedição da final do Candangão 2019, o Real Brasília mais uma vez levou a melhor, e levantou a taça de bicampeão da competição. Camila Pini, com duas assistências, foi um dos destaques da partida, e falou com a equipe do DFSports+ ao final do jogo.

Entrevista com Camila Pini, campeã pelo Real Brasília

Ficha técnica

MINAS BRASÍLIA 1×2 REAL BRASÍLIA

Estádio Bezerrão, Gama-DF, 19/12/2020, 14h30
Final do Candangão Feminino

Árbitro: Emanoel da Silva Ramos
Assistente 1: Lehi Sousa Silva
Assistente 2: Cassia França de Souza
Quarto Árbitro: Allysson de Souza Zilse

Minas Brasília

Thalya; Lay (Steff), Kaka (Ana Keyla) e Jéssica; Suzana, Robinha, Isa (Pelé) e Lia; Hulk (Luiza Farinon), Katrine e Gabi Arcanjo (Laíssa)
Técnico: Rodrigo Campos

Gol: Katrine (28′ 2T)

Cartões amarelos: Kaka e Lia

Cartão vermelho: não houve

Real Brasília

Flávia; Isabela, Rafa Soares, Lana e Eliane; Luciana, Camila Pini (Jaqueline) e Maiara; Dani Silva, Amanda (Rhaízza) e Marcela Guedes (Sassá)
Técnico: Evilásio Almeida

Gols: Luciana (25′ 1T) e Dani Silva (10′ 2T)

Cartões amarelos: Lana, Rafa Soares, Marcela, Osmair Gonzaga (treinador de goleiros), Evilásio de Almeida (técnico) e José Gerson (auxiliar técnico)

Cartão vermelho: Pedro Augusto (massagista)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *