Foto: Reprodução/LNB

Cerrado faz bom jogo, mas perde para o São Paulo

Na noite desta terça (15), o duelo entre os extremos da tabela do NBB aconteceu no Ginásio Henrique Villaboim, na capital paulista. O time brasiliense foi muito bem durante a partida, porém, no último quarto, não conseguiu segurar o, agora, líder do campeonato, que venceu por 91×83 (21×25 / 23×18 / 21×24 / 26×16).

Com o resultado, a equipe da capital federal se manteve na 15ª posição, enquanto os paulistas assumiram a liderança do torneio. O técnico brasiliense, Bruno Lopes, iniciou o jogo com Coelho, Paulo, JC Fuller, Douglas Nunes e Sérgio. Seu adversário, Claudio Mortari, escalou Georginho, Bennett, Shamell, Renan e Lucas Mariano.

A grande atuação da noite foi do armador paulista Georginho, que fez 22 pontos (15 no último quarto), nove rebotes e 11 assistências. O pivô Lucas Mariano, 19 pontos, e o ala Shamell, 18 pontos, também se destacaram no São Paulo.

Do lado candango, o ala armador JC Fuller, que fez 17 pontos, quatro rebotes e oito assistências, o ala Paulo, 16 pontos e nove rebotes, e o armador Coelho, 16 pontos, foram os melhores em quadra.

O jogo

Primeiro quarto

A primeira parte do jogo começou com erros, um para cada lado. Mas, logo depois, JC Fuller acertou uma cesta de três para inaugurar o marcador para o Cerrado. Após algumas trocas de pontos, o duelo estava empatado em 11×11, porém, o time candango se empolgou e, depois de duas de três seguidas, abriu 10 pontos de vantagem com uma bandeja de JC Fuller, 23×13. O São Paulo não se abalou e conseguiu cortar a vantagem para apenas quatro pontos após cesta de três de Shammel, e o primeiro quarto foi 25×21 para o Cerrado.

Pelo lado paulista, o ala Shamell e o ala pivô Renan marcaram nove pontos cada, já os brasilienses tiveram o ala armador JC Fuller e o ala pivô D. Nunes com sete pontos cada, sendo que o primeiro também contribuiu com quatro assistências. A primeira parcial da partida foi marcada pelo contraste em bolas de dois das equipes: oito da equipe verde do DF contra apenas duas dos tricolores.

Segundo quarto

O duelo voltou com o São Paulo indo atrás do prejuízo em uma bola de três de Bennett, mas o Cerrado não se abalou e trocou pontos com o adversário, chegando a abrir cinco pontos de frente, 40×35, após bandeja de JC Fuller. O jogo esfriou e os times passaram algum tempo sem acertar nenhuma cesta, quem se achou primeiro foram os paulistas, que enterraram duas bolas quase em sequência e viraram o marcador para 44×43 após a cravada de Lucas Mariano, assumindo a liderança pela primeira vez na partida.

Mesmo com pedidos de tempos de ambos os técnicos, o placar não se alterou no final da parcial. O armador Georginho, com sete pontos e quatro assistências, foi o destaque tricolor nesta etapa, enquanto o pivô B. Fiorotto, seis pontos e 100% de aproveitamento, foi o melhor dos candangos. A melhora dos arremessos de dentro do garrafão fez a diferença a favor do São Paulo ao fim do segundo quarto.

Na saída para o intervalo, B. Fiorotto falou sobre o bom começo de jogo do Cerrado. “Viemos com uma proposta de defesa diferente, encaixou no início, mas o São Paulo conseguiu se ajustar. Precisamos manter a intensidade para conseguir manter as chances de ganhar o jogo até os últimos minutos”.

Renan, ala pivô do São Paulo, reforçou a fala do jogador do Cerrado. “Eles fizeram o que quiseram com a gente no início da partida, nós não tivemos inteligência e intensidade para segurar o ataque deles. No segundo quarto conseguimos ajustar, a diferença final será se conseguirmos manter esses ajustes até o fim da partida”.

Foto: Reprodução/LNB
Terceiro quarto

O Cerrado voltou tentando reassumir a liderança do marcador, mas JC Fuller errou e Shamell inaugurou o placar da parcial com uma bela cesta de três. Novamente a equipe brasiliense não se abalou e, com duas bolas de três e uma de dois, virou o jogo para 51×47. Os times continuaram trocando pontos, e com direito a tocos de Georginho e B. Fiorotto, o Cerrado chegou a abrir cinco de vantagem, fechando a parcial em 67×65 para os candangos, após Renan diminuir para os paulistas em dois lances livres.

Mesmo em um quarto impecável do pivô Lucas Mariano, com 10 pontos, o São Paulo foi para o quarto tempo do duelo perdendo. O armador Coelho foi essencial para a vantagem da equipe da capital, com sete pontos no período, e mais uma vez, as bolas de dois fizeram a diferença a favor do Cerrado.

Último quarto

Com apenas 10 minutos para buscar a vitória e assumir a liderança do NBB, o São Paulo iniciou a etapa final pressionando a marcação do Cerrado, que violou o cronômetro e desperdiçou o primeiro ataque da parcial. Após algumas trocas de pontos, os paulistas reassumiram o comando do placar em dois lances livres de Georginho, 72×70.

Os brasilienses até tentaram, mas erraram em lances capitais, como uma cesta de três de D. Nunes que empataria o jogo, e, mesmo após dois tempos técnicos, não conseguiram reagir. Vitória tricolor, com placar final de 91×83 após um lance livre de Shamell. O brilho do armador Georginho, MVP do NBB na última temporada, fez a diferença a favor do São Paulo, foram 15 pontos e cinco rebotes somente no último quarto do jogo.

Fim de jogo

Após mais uma derrota na competição, o Cerrado enfrentará o Flamengo no próximo domingo (20), às 14 horas, no ginásio da ASCEB. Paulo, ala da equipe candanga, comentou sobre as perspectivas futuras do seu time. “A nossa evolução é muito importante para a continuidade do campeonato, nosso ataque está fluido e entrosado, então, se seguirmos atacando dessa forma, nós continuaremos crescendo”.

Os jogadores do São Paulo, que terão como adversário o Minas no próximo sábado (19), novamente no Ginásio Henrique Villaboim, enalteceram a atuação do adversário brasiliense na noite desta terça. “O time do Cerrado tem apenas uma vitória, mas vendeu todas as derrotas muito caro. Nós sabíamos que o equipe tinha muita qualidade e viemos preparados para isso, sem achar que seria fácil por causa das posições na tabela”, afirmou o craque da noite Georginho.

Lucas Mariano, pivô dos paulistas, também elogiou o Cerrado, além de falar sobre os objetivos da equipe no campeonato, o próximo jogo será um duelo direto pela parte de cima da classificação. “Começamos errando bastante, o adversário teve bom aproveitamento na linha de três. Mas conversamos no intervalo, estávamos unidos e conseguimos o mais importante: a vitória. Nosso objetivo é estar na ponta da tabela”.

Lucas Bohrer

Jornalista esportivo formado em Comunicação Organizacional pela UnB. Viciado em acompanhar esportes e fascinado pela ideia de poder dar mais visibilidade a modalidades geralmente esquecidas.

Lucas Bohrer tem 100 posts e contando. Ver todos os posts de Lucas Bohrer

Lucas Bohrer

Um comentário em “Cerrado faz bom jogo, mas perde para o São Paulo

  • Avatar
    16 de dezembro de 2020 em 08:45
    Permalink

    Não deu Cerrado, uma pena para o time de Brasilia que valorizou bem o seu jogo de basquete. Será que jogará melhor e com vitória no próximo jogo contra o Fla?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *