Foto: Reprodução/O Popular

Gama é derrotado no Bezerrão e se despede da Série D

Hoje (13), o Gama foi derrotado pelo Goianésia e se despediu da Série D do Brasileirão. Após terminar a primeira fase como dono da segunda melhor campanha, o time candango sofreu com a perda de jogadores e de sua comissão técnica, devido aos vários meses de salários atrasados.

Com o empate fora de casa na primeira partida contra o Goianésia, o Periquito recebeu o time goiano no Bezerrão precisando de uma vitória para se classificar, mas acabou derrotado por 2×1, resultado que acabou com o sonho do acesso da apaixonada torcida gamense.

Primeiro tempo

Logo aos 10′, o Goianésia chegou ao primeiro gol. Júlio Lima, apertado pela marcação do time goiano, saiu jogando errado e acabou dando a bola nos pés de Franklin. O camisa 7 colocou Vanílson na cara do gol, e o artilheiro não perdoou.

Em seguida, aos 14′, Franklin fez outra boa interceptação e lançou Vanílson em velocidade. O camisa 9 carregou livre até a grande área, tentou driblar Roger, mas o goleiro do Gama saiu bem e fechou o ângulo. Após perder o ângulo para a finalização, o camisa 9 do Goianésia tocou para o meio da área e encontrou Dudu Itapajé, que perdeu uma chance inacreditável sem goleiro.

Aos 23′, Gabriel fez belo desarme e acionou Platini. O camisa 9 deu ótimo passe entre as pernas do zagueiro do Goianésia e encontrou David Souza, cara a cara com o goleiro, que finalizou e exigiu ótima defesa de Artur.

O Gama continuou buscando o resultado e, aos 28′, criou mais uma grande chance. Esquerdinha fez boa jogada individual pelo meio e encontrou Ueslei no lado direito. O camisa 7 deu um belo passe para o meio da área e encontrou Michel Platini. O artilheiro gamense finalizou rasteiro, e o goleiro Artur fez outra ótima defesa.

Aos 39′, o Goianésia chegou ao segundo gol. Artur tentou ligação direta para o ataque e Júlio Lima não conseguiu afastar de cabeça. Franklin, melhor jogador em campo no primeiro tempo, ficou com a bola no lado direito do ataque e conseguiu achar um bom cruzamento na esburacada defesa do Gama. Dudu Itapajé subiu sozinho para o cabeceio e colocou para dentro.

E nos minutos finais, aos 42′, Gabriel cobrou escanteio para área, a defesa do Goianésia afastou e a bola sobrou pra Esquerdinha. O camisa 10 chegou finalizando de voleio e a bola tocou na mão de Luciano. O árbitro assinalou o pênalti que Michel Platini cobrou com perfeição, deslocando o arqueiro para deixar o placar em 2×1.

Segundo tempo

O segundo tempo foi bem diferente do primeiro. Enquanto a primeira etapa foi muito movimentada e com vários lances perigosos, a segunda foi bastante truncada, com muitos erros de passe por parte do time candango.

Aos 4′, o Goianésia teve boa oportunidade em cobrança de falta. Anderson Sobral bateu muito bem na bola e carimbou a trave do goleiro Roger.

Até a primeira metade da segunda etapa, o Goianésia se defendia muito bem, impedindo o time candango de criar chances para empatar o jogo. O time muito bem treinado por Luan Carlos, treinador mais jovem das competições nacionais em 2020, se mostrava forte também na hora de atacar, com muitas triangulações bem feitas e algumas chegadas perigosas no gol gamense.

Aos 39′, Robinho recebeu pela direita, cortou pra dentro e finalizou de esquerda por cima do gol. Em seguida, David Souza recebeu boa bola de Esquerdinha, em ótima posição para criar uma jogada perigosa. O camisa 11 caregou para área, mas acabou segurando a bola demais e foi desarmado por Anderson Sobral.

Que venha o ano que vem…

Em um segundo tempo com poucas chances criadas, o Gama foi eliminado da competição nacional. O alviverde não conseguiu furar a defesa do Goianésia e se despede da competição de forma melancólica. Uma administração mal feita, aliada à falta de torcida nos estádios e consequentemente a falta de dinheiro vindo da bilheteria, resultou em uma eliminação precoce de um time que mostrou totais condições de subir pra Série C ao longo do ano.

Ficha técnica

GOIANÉSIA 2×1 GAMA

Campeonato Brasileiro Série D – segunda fase, 16 avos de final
Estádio Bezerrão, Gama-DF – 13/12/2020, 16h

Árbitro: João Ennio Sobral (RJ)
Assistentes 1 e 2: Lilian da Silva (RJ) e Carlos Henrique Cardoso (RJ)
Quarto árbitro: Marcello Rudá (DF)
Analista de campo: Geufran Almeida (DF)

Gama
Roger; Gabriel (Da Silva), Rambo, Gustavo Henrique, Júlio Lima (Paulo Henrique); Wallace (Felipe), Romário (Norton), Esquerdinha; Ueslei (Robinho), David Souza e Platini
Técnico: Victor Santana

Gols: Platini
Cartão amarelo: Rambo
Cartão vermelho: não houve

Goianésia
Artur; Bruno Leite, Caio, Marcio, Luciano; Anderson Sobral, Mateusinho (Lucas Alexandre), Leo; Franklin (Bosco), Dudu Itapajé (Ayrton) e Vanílson (Lucão)
Técnico: Luan Carlos

Gols: Vanílson e Dudu Itapajé
Cartão amarelo: Luciano
Cartão vermelho: não houve

Eduardo Blatt

Estudante de Jornalismo, apaixonado por esportes e amante do futebol local. Sempre foi aquele que, quando começa a resenhar com os amigos sobre futebol, não tem quem o faça parar. Agora, busca fazer isso como profissão.

Eduardo Blatt tem 25 posts e contando. Ver todos os posts de Eduardo Blatt

Eduardo Blatt

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *