Foto: TV Globo/Reprodução

Ibaneis comenta com General Heleno que está trazendo o Flamengo para o Mané

Embora não tenha projeções para o futebol do Distrito Federal, do qual é governador, Ibaneis Rocha estaria planejando com entusiasmo a vinda do futebol carioca — especialmente do Flamengo — para Brasília. Entenda:

Há alguns dias, espalhou-se a informação de que o presidente Jair Bolsonaro pediu a Ibaneis para que viabilizasse o Estádio Nacional Mané Garrincha para receber o Campeonato Carioca 2020. Embora o Mané seja de responsabilidade do consórcio Arena BSB, o governador teria colocado o estádio à disposição e disse que estava em conversas.

Estas conversas parecem ser positivas para que o Cariocão seja realizado no Mané. Isso porque, segundo o site O Antagonista, Ibaneis teria dito ao ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), General Augusto Heleno, o seguinte:

“General, estou trazendo o Flamengo para jogar aqui no Mané Garrincha, sem público. Só nós dois vamos ver de camarote.”

Ibaneis Rocha, governador do Distrito Federal

A declaração foi dada no dia 22 de abril. Como a aspa mostra, Ibaneis não fala em futebol carioca, mas sim em Flamengo, time do qual é torcedor.

Contraste com o DF

Como dito no início do texto, Ibaneis não tem projeções para a retomada do futebol do Distrito Federal. No dia 21 de abril, o governador disse que a situação era difícil porque “Brasília não tem grandes clubes”.

“A gente tem uma dificuldade muito grande porque Brasília não tem grandes clubes. Através da Secretaria de Esporte, a gente vem discutindo algumas maneiras para subsidiá-los, mas é muito difícil porque não há garantia nenhuma. São setores que não têm sequer público posterior e nem sabem se vão voltar a funcionar esse ano”, declarou o governador.

Hospital de campanha

O tema se torna ainda mais polêmico por conta do hospital de campanha que está sendo construído no Mané Garrincha para receber vítimas de infecção pelo novo coronavírus. Os 200 leitos previstos devem ficar prontos em meados de maio, segundo a Secretaria de Saúde. Recentemente, 253 profissionais de saúde já foram contratados para trabalhar na unidade assim que ela ficar pronta.

Vai haver futebol em meio a infectados pela covid-19? Esta dúvida não foi comentada pelo Governo do Distrito Federal, tampouco pelo presidente Jair Bolsonaro. A Arena BSB, empresa que administra o Mané Garrincha, assegura que as duas atividades podem ser realizadas no estádio.

“A Arena BSB informa que o Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha está apto a receber eventos esportivos, tão logo sejam autorizados pelas autoridades competentes, uma vez que a área do hospital de campanha de combate à epidemia da Covid 19 não tem contato direto com as áreas de campo, arquibancadas e camarotes”, disse, em nota.

O que falta para o Flamengo vir jogar no DF?

Para que o Flamengo, como cita Ibaneis, e o futebol carioca venham disputar as últimas partidas do estadual no Distrito Federal, é necessário que o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, vete a realização dos jogos no Estádio Maracanã.

O bloqueio do Maraca é temido pelos esportistas, uma vez que os casos de covid-19 na Cidade Maravilhosa têm crescido desenfreadamente. Witzel tem considerado a possibilidade de realizar lockdown (fechamento das fronteiras e dos serviços não essenciais) no estado. O Rio tinha, até o meio-dia deste sábado (2), 9.453 infectados e 854 mortos pela doença.

Também é necessário o aval das duas federações: do Rio de Janeiro e do Distrito Federal. O presidente da Ferj, Rubens Lopes Filho, se pronunciou na sexta (1) afirmando que não recebeu nenhum comunicado sobre uma possível transferência dos jogos para Brasília. Filho afirmou que, caso venha a receber contato, tratará o assunto de forma ampla, sem abrir mão da proteção dos envolvidos e “sem nenhum viés político”.

Para o diretor-técnico da Federação de Futebol do DF, Márcio Coutinho, as prioridades do GDF neste momento têm que ser outras. “A prioridade agora é cuidar da saúde. Depois, vamos ao lado esportivo: de 11 estádios administrados pelo governo, a gente só usa quatro. Por que não melhora os estádios agora? Vamos aproveitar que o esporte está parado e consertar. Senão vamos esbarrar em problemas de alvará, laudos…”

“Invés dele [Ibaneis Rocha] se preocupar com o Flamengo e com o campeonato carioca, se preocupa com a gente um pouquinho. Vamos dar condições de trabalho para torcedores, atletas, Polícia Militar (PMDF) e Corpo de Bombeiros (CBMDF)!”

Márcio Coutinho, diretor-técnico da FFDF

Willian Matos

Jornalista com experiência em redação, assessoria de imprensa, rádio e portais da web. Toca cavaco quando dá tempo. Tem a certeza que Rogério Ceni é melhor que Marcos. É editor-chefe do DF Sports+ desde maio de 2019

Willian Matos tem 111 posts e contando. Ver todos os posts de Willian Matos

Willian Matos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *