Foto: Renato Alves/Agência Brasília

Clubes e profissionais se manifestam após declaração do governador

Na última terça-feira (21), veio à tona uma declaração do governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), a respeito do esporte local. Perguntado sobre o que está sendo feito para que os campeonatos voltem a ser realizados em meio à pandemia do novo coronavírus, Ibaneis afirmou que “Brasília não tem grandes clubes” e que o esporte no país passará por “uma crise muito grande por um bom tempo”.

O posicionamento do governador desagradou clubes e profissionais do futebol local. O Cruzeiro-DF se manifestou, entendendo a fala como “rasa e pouco fundamentada”. “O tom de desprezo de Ibaneis com os clubes da capital preocupa. Um clube se torna grande não só pelas conquistas esportivas nacionais, mas também pelo que representa no contexto em que está inserido”, afirma o Carcará.

O Unaí também repudiou a declaração. Demonstrando tristeza pelas falas de Ibaneis, o time mineiro cita o papel social exercido pelo futebol. “O futebol norteia uma grande parcela da juventude ociosa e que muitas vezes se perde na violência, nas drogas.”

“Talvez o senhor não saiba que o futebol candango conta com um grande número de jovens disputando competições oficiais, e, sobretudo, que também somos um grande meio de sustento de muitas famílias. Geramos renda familiar para profissionais que sobrevivem direta e indiretamente do futebol.”

Unaí Futebol Clube

Celeiro de craques

Presidente do clube de futebol amador Estrelinha do Sul, do Gama, Luiz Carlos Silva é mais um a demonstrar insatisfação com a fala do chefe do Executivo local. Luiz lembra que muitos atletas conhecidos nacional e internacionalmente surgiram para o futebol em campos e quadras locais.

“Ibaneis, como um líder de Estado, pode nos apoiar para que revelemos muito mais atletas, assim como aconteceu com Reinier, Marcos Júnior, Kaká, Lúcio, Felipe Anderson…”, declara Luís Carlos, que também atua revelando talentos no futebol local.

“Isso aqui é coletivo, não é pra engrandecimento próprio. É para Brasília.”

Luiz Carlos Silva, presidente do Estrelinha do Sul e descobridor de atletas

Por fim, a opinião do governador também atingiu treinadores de escolinhas de futebol. Como aponta uma nota divulgada em um grupo de Facebook, a classe está se preparando e colhendo arquivos para mostrar a Ibaneis a importância do esporte na capital federal. “Precisamos do apoio do seu governo, já que acha que não temos nada”.

O DF Sports+ deixará o espaço aberto a todos esportistas e pessoas envolvidas com o esporte da capital federal para que sejam feitas sugestões, reclamações e afins acerca das medidas do GDF voltadas à categoria.

Willian Matos

Jornalista com experiência em redação, assessoria de imprensa, rádio e portais da web. Toca cavaco quando dá tempo. Tem a certeza que Rogério Ceni é melhor que Marcos. É editor-chefe do DF Sports+ desde maio de 2019

Willian Matos tem 111 posts e contando. Ver todos os posts de Willian Matos

Willian Matos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *