Arte: André Gomes/DF Sports+

Candangão 2020: confira a atual situação das equipes pós-paralisação

O Campeonato Candango 2020 está parado devido à pandemia do Covid-19, o novo coronavírus. Com um jogo da fase inicial a se realizar antes das fases finais, o torneio ainda não tem data para voltar.

A paralisação atingiu em cheio as equipes, que em sua maioria estavam com compromissos contratuais feitos com os atletas até abril. Confira abaixo a situação de cada um dos classificados para as quartas de final, em ordem de colocação na tabela:

Gama

O presidente Weber Magalhães falou sobre a situação do salário dos atletas com a paralisação. “Temos pendências com os jogadores que estamos tentando cumprir. Conseguimos recursos que viriam da Espanha, mas como o coronavírus começou bem cedo lá, não conseguimos receber aqui”, declarou, em entrevista ao Jornal de Brasília.

Weber também falou sobre a parada do campeonato. “Foi uma das poucas decisões acertadas do governador Ibaneis. A economia conseguimos resolver depois, a saúde não”, declarou. “Espero que o campeonato volte pelo bem do futebol do Distrito Federal.”

Brasiliense

Um dos dois únicos times que têm calendário para o restante do ano, o Brasiliense deve manter o pagamento de salários normalmente. O clube torce pra que a pandemia se resolva o quanto antes.

DF Sports+: Qual a expectativa para o restante do Candangão 2020? Acreditam que o torneio volte ainda este ano?

Brasiliense: O clube tem a esperança que o Candangão volte o mais rápido possível, tanto pela saúde (com uma melhora da situação envolvendo coronavírus) quanto pelo futebol de Brasília.

DFS+: O que vocês pensam sobre uma possível volta do campeonato? Acham que seria viável?

Brasiliense: Acreditamos que sim, mas a pausa será longa, o quanto for necessário para melhorar a pandemia. O problema é que não depende só do DF, dos clubes e da federação, mas de decisões sobre os campeonatos estaduais e nacionais como um todo, uma vez que um influencia o outro.

DFS+: Vocês têm alguma informação, mesmo que extraoficial, do que pode ocorrer?

Brasiliense: Não. No momento, todos nos encontramos numa incerteza sobre o futuro.

DFS+: Em relação à manutenção da folha salarial, como irão fazer até a retomada do campeonato? Existe algum plano específico pra isso?

Brasiliense: No momento o clube não têm planos para modificar a folha salarial

Real Brasília

A equipe do Real Brasília espera a volta do campeonato, principalmente devido ao investimento feito para buscar o título. Confira mais detalhes na entrevista abaixo com o presidente do clube, Luís Felipe Belmonte.

DF Sports+: Qual a expectativa para o restante do Candangão 2020? Acreditam que o torneio volte ainda este ano?

Real Brasília: Sim. O campeonato precisa terminar, até porque depende disso para definição de quem participará do calendário no próximo ano. Foram e estão sendo feitos investimentos altos e isso precisa ter o retorno devido, pois existem objetivos almejados.

DFS+: O que vocês pensam sobre uma possível volta do campeonato? Acham que seria viável?

Real Brasília: Será plenamente viável, pois as atividades do país precisam continuar. Mas concordo que algumas cutelas precisam ser tomadas para se encontrar um ponto de equilíbrio e segurança mínima. Primeiramente temos que aguardar mais um tempo, para melhor avaliar o controle da pandemia e conhecer a real capacidade de contágio e de risco. Afinal, preservar vidas é o primeiro cuidado.

DFS+: Vocês têm alguma informação, mesmo que extraoficial, do que pode ocorrer?

Real Brasília: Não, mas com toda certeza é preciso se encontrar o ponto de equilíbrio para manter relativo isolamento e permitir que algumas atividades voltem gradativamente, com regras de segurança. Defendo, por exemplo, quando se julgar conveniente, manter os jogos com portões fechados, em um primeiro momento, podendo ser feitos testes rápidos (com resultados em 15 minutos) para constatar as condições de cada atleta e evitar contágio entre eles.

Além disso, a CBF pode pensar em algumas regras de segurança. Nessa situação atual cada setor precisa buscar suas soluções, visto que a quase totalidade dos clubes pequenos não tem como sustentar essa situação (e os contratos) por muito tempo.

DFS+: Em relação à manutenção da folha salarial, como irão fazer até a retomada do campeonato? Existe algum plano específico pra isso?

Real Brasília: Não está havendo redução nenhuma. Se for haver uma indefinição muito grande, o assunto será tratado com os jogadores. Estamos em contato permanente e pagando em dia o salário de todos nossos 30 jogadores.

Formosa

O presidente do clube, Henrique Botelho, informou que acredita na volta do campeonato e que espera que os jogos voltem logo. Confira:

DF Sports+: Qual a expectativa para o restante do Candangão 2020? Acreditam que o torneio volte ainda este ano?

Formosa: Acreditamos na retomada do campeonato e estamos ansiosos pela definição.

DFS+: O que vocês pensam sobre uma possível volta do campeonato? Acham que seria viável?

Formosa: Acreditamos ser perfeitamente viável a retomada da competição, haja vista que estaremos na fase final, com bons duelos nas quartas de final.

DFS+: Vocês têm alguma informação, mesmo que extraoficial, do que pode ocorrer?

Formosa: Ainda não temos informações oficiais nem extraoficiais.

DFS+: Em relação à manutenção da folha salarial, como irão fazer até a retomada do campeonato? Existe algum plano específico pra isso?

Formosa: Os atletas irão receber o salário integral de março. No dia 1º de abril, terão os contratos rescindidos com as baixas das respectivas carteiras de trabalho. Quando houver a definição da data de retorno, novos contratos serão gerados.

Taguatinga

A equipe não respondeu às perguntas da reportagem, mas o presidente Edmilson Marçal comentou sobre a situação: “Não sabemos o que vai acontecer, e nem se vai voltar. Nossos contratos estarão encerrados na volta, por que só temos contratos até o dia 25 de abril, e com certeza o prazo deve passar disso. Vamos esperar o que for decidido e avaliar o que sera feito.”

Capital

A equipe do Capital acredita ser possível o retorno. As informações foram passadas pela assessoria de imprensa e pelo diretor de futebol, Patu.

DF Sports+: Qual a expectativa para o restante do Candangão 2020? Acreditam que o torneio volte ainda este ano?

Capital: Sim. Acreditamos que seja viável o retorno do campeonato, e as expectativas são de avançar sempre.

DFS+: O que vocês pensam sobre uma possível volta do campeonato? Acham que seria viável?

Capital: Nada até o momento.

DFS+: Vocês têm alguma informação, mesmo que extraoficial, do que pode ocorrer?

Capital: Os nossos jogadores estão de ferias até o retorno do campeonato ou alguma divulgação sobre os rumos do mesmo

DFS+: Em relação à manutenção da folha salarial, como irão fazer até a retomada do campeonato? Existe algum plano específico pra isso?

Capital: Fizemos uma suspensão dos contratos dos atletas registrados e marcamos a volta deles para o começo de abril. A ideia é manter todo o elenco, mas isso será definido assim que a competição retornar.

Luziânia

Conversamos com o gestor de futebol do Luziânia, Bruno Mesquita, que falou sobre a expectativa da volta e da situação do clube.

DF Sports+: Qual a expectativa para o restante do Candangão 2020? Acreditam que o torneio volte ainda este ano?

Luziânia: Nossas expectativas são de que o Candangão volte o mais rápido possível. Esperamos que ainda neste mês de abril.

DFS+: O que vocês pensam sobre uma possível volta do campeonato? Acham que seria viável?

Luziânia: Acho que seria, sim. Sabemos que os favoritos ao título são Gama e Brasiliense, porém todos nós temos chance, estamos confiantes.

DFS+: Vocês têm alguma informação, mesmo que extraoficial, do que pode ocorrer?

Luziânia: Até o momento não temos nem uma informação. Estamos aguardando o pronunciamento da Federação de Futebol do Distrito Federal.

DFS+: Em relação à manutenção da folha salarial, como irão fazer até a retomada do campeonato? Existe algum plano específico pra isso?

Luziânia: Muito complicado. Tínhamos programado os contratos até dia 25 de abril. Vamos aguardar o pronunciamento da Federação para que possamos tomar uma decisão em relação ao nosso elenco.

Sobradinho

O Leão da Serra vive uma incógnita. Conversamos com o diretor Homero de Carvalho e o treinador Luis dos Reis, e eles explicaram a situação. Confira:

DF Sports+: Qual a expectativa para o restante do Candangão 2020? Acreditam que o torneio volte ainda este ano?

Sobradinho: Nesse momento é difícil saber, pois não depende de nós diretamente, mas esperamos que volte.

DFS+: O que vocês pensam sobre uma possível volta do campeonato? Acham que seria viável?

É importante que o campeonato volte porque todas as equipes tiveram seus investimentos realizados e essa é uma fase que poderiam aumentar a sua arrecadação.

DFS+: Vocês têm alguma informação, mesmo que extraoficial, do que pode ocorrer?

Sobradinho: Não estamos sabendo de nada extraoficial e ainda aguardamos uma posição da Federação para saber o que vai acontecer. Não adianta falar em cima de suposições.

DFS+: Em relação à manutenção da folha salarial, como irão fazer até a retomada do campeonato? Existe algum plano específico pra isso?

Sobradinho: Vamos cumprir o que foi combinado com os atletas

Rômulo Maia

Jornalista e goleiro de futebol. Apaixonado por todos os tipos de esportes e pelo Jornalismo. Defende que as mulheres tenham as mesmas oportunidades que os homens, e que os mais carentes tenham incentivo à prática do desporto. "O esporte é a ferramenta de inserção social mais eficaz, pois o resultado é imediato e as transformações são surpreendentes."

Rômulo Maia tem 239 posts e contando. Ver todos os posts de Rômulo Maia

Rômulo Maia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *