Com o adiamento das Olimpíadas e sem competições, Ketleyn treina em casa

A ceilandense Ketleyn Quadros estava perto de disputar sua segunda Olimpíada. Porém, devido à pandemia causada pelo Coronavírus, o evento foi adiado para 2021. Agora, sem previsão de competições, a judoca da seleção brasileira e da Sogipa-RS vem treinando em casa, na capital gaúcha.

“Estamos em casa, como recomendado. Conseguimos uns tatames e fazemos a parte física com recomendação do nosso preparador, além do preventivo. No meu caso e do Alex (Pombo, seu noivo, atleta olímpico em 2016 e também judoca da Sogipa), como moramos juntos, podemos fazer treino técnico também, com contato”, disse.

Aos 32 anos, Ketleyn é a brasileira melhor colocada na categoria meio-médio (-63kg). Ela ocupa o décimo lugar. Nas olimpíadas de 2008, em Pequim, ela se tornou a primeira mulher a conquistar uma medalha para o país na competição em esportes individuais (bronze).

Rômulo Maia

Jornalista e goleiro de futebol. Apaixonado por todos os tipos de esportes e pelo Jornalismo. Defende que as mulheres tenham as mesmas oportunidades que os homens, e que os mais carentes tenham incentivo à prática do desporto. "O esporte é a ferramenta de inserção social mais eficaz, pois o resultado é imediato e as transformações são surpreendentes."

Rômulo Maia tem 407 posts e contando. Ver todos os posts de Rômulo Maia

Rômulo Maia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *