Foto: Julianna Palma/Divulgação

Na volta de Pedro Mendonça às quadras, Universo/Brasília sofre revés para o São José

Depois de uma boa vitória fora de casa, contra o Bauru, o Universo/Brasília voltou às quadras para enfrentar a equipe do São José. Diante de sua torcida, o time buscava emplacar mais uma vitória para se aproximar um pouco mais da zona de classificação para os playoffs e, para isso, contou com a volta do armador Pedro Mendonça, que retornou às quadras após três meses lesionado.

Contudo, apesar dos esforços da equipe da Capital Federal, o São José foi quem terminou o jogo à frente no placar no Ginásio da ASCEB.

Com Arthur fora, por lesão, o técnico Ricardo Oliveira decidiu apostar na força física, começando o jogo com dois pivôs. E deu resultado. Com a dupla Ronald e Bruno Fiorotto responsáveis por 11 pontos dos 18 anotados pelo time no quarto, o Universo/Brasília terminou o primeiro período com vantagem mínima: 18×17.

No segundo período, o São José resolveu congestionar o garrafão, o que dificultou as ações do Universo/Brasília na área pintada da quadra. Rafa Moreira então resolveu se apresentar mais para serviço e, acabou convertendo os oito pontos que tentou no período. Apesar dos esforços da equipe, o Universo/Brasília saiu para o intervalo atrás no placar: 51×35.

Para o terceiro quarto, o Universo/Brasília entrou disposto a buscar uma virada. Rafa Moreira se aproveitou de mais uma noite inspirada de Nezinho nos passes – foram seis até ali –, continuou o bom momento do período anterior e partiu pra cima dos adversários. Junto com Gabriel e o próprio Nezinho, formou o trio de maior perigo para a equipe do São José, anotando juntos 15 pontos. Mesmo com a torcida inflamada no ginásio da ASCEB, o Universo/Brasília permanecia correndo atrás do prejuízo: 54×70.

No último e derradeiro quarto, os grandalhões do Universo/Brasília continuaram puxando a responsabilidade. Além dos pontos anotados, a equipe forçou o São José a estourar o limite de faltas quando ainda havia mais de quatro minutos no cronômetro de jogo. Com mais cinco pontos de Pedrinho Rava, cinco de Nezinho e quatro de Rafa Moreira, a equipe saiu vencedora no período (23×22), mas não conseguiu reverter a vantagem no placar geral: 77×92.

“A gente fica triste por não conseguir avançar um pouco mais, porque nós somos brasilienses, a gente defende a cidade, nascidos e criados aqui, mas todo mundo tá vendo que esse grupo tá fazendo o máximo e tá até mais do que no limite, eu fico até com medo de lesionar mais um. Paciência, é o jeito. Nós temos um desgaste enorme. O Nezinho jogou quase 40 minutos, o Bruno jogou 32”, analisou o técnico do Universo Brasília, Ricardo Oliveira.

“A gente cumpriu nosso plano de jogo no primeiro quarto, a gente não cumpriu mais e o São José foi abrindo, eles com uma rotação maior, rodando o time inteiro, a gente com metade do time machucado. A gente tem que se reinventar, acho que esse é nosso papel como atleta. Ganhou, passou. Se perdeu, também já passou. Se reinventar porque em 4 dias já tem outro jogo importantíssimo, e a gente não pode esmurecer, tem que continuar com a cabeça erguida e ir pra cima”, comentou o ala Rafa Moreira.

Os destaques do Universo/Brasília foram Rafa Moreira, com 18 pontos, e Nezinho, com 17 pontos e oito assistências. O cestinha da partida foi Morillo, do São José Basket, com 22 pontos.

O próximo jogo do Universo/Brasília será no dia 14 de março, contra o Pinheiros, no Poliesportivo H. Villaboim, às 18h. O jogo será transmitido pela Twitch TV.

Por Universo/Brasília

DF Sports+

Mais Esporte, Mais Informação

DF Sports+ tem 137 posts e contando. Ver todos os posts de DF Sports+

DF Sports+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *