Foto: Milly Barreto

Luziânia contrata cinco de uma vez para reagir no Candangão

O Luziânia começou bem o Campeonato Candango com duas vitórias consecutivas nas primeiras rodadas. Porém o alviazulino bicampeão de Brasília vive uma seca de vitórias e vem de uma sequência de quatro derrotas consecutivas. Com isso, o time que frequentava as primeiras posições hoje figura na nona posição da tabela de classificação, fora da zona de classificação para as quartas de final.

Buscando a reação, o time foi ao mercado e fechou um pacote de cinco reforços. São eles o goleiro Matheus Lorenzo (foto acima), o zagueiro Leandro Bahia, o lateral Heloan Rodrigues, o meia Marlon Soares e o atacante Lucas Silva.

Bicampeão da Divisão de Acesso em 2018 e 2019 (Capital e Paranoá respectivamente), Matheus Lorenzo tem 24 anos e foi formado nas categorias de base do Ceilândia. Jogou por Brasiliense e Sobradinho e ultimamente estava no Nacional-AM.

O zagueiro Leandro Bahia é jogador de confiança do gestor do Luziânia Bruno Mesquita. O zagueiro fez parte da campanha do Brasília na temporada passada, e estava atuando no Plácido de Castro-AC.

Dois novos reforços possuem o dedo do treinador Sebastião Rocha, conhecedor do futebol do Rio de Janeiro. Heloan Rodrigues tem 24 anos, atua pelas duas laterais do campo e seu último clube foi o Resende-RJ. E o meia Marlon Soares tem 26 anos e atuou no Nova Iguaçu-RJ. Fechando o pacote está o atacante Lucas Silva, revelado nas categorias de base do Gama e que já defendeu Brasiliense, Capital, Bolamense, São Pedro-POR e PAEEK-Chipre. Estava atuando no ASSU-RN pelo Campeonato Potiguar.

Por outro lado, o Luziânia também anunciou três dispensas. Foram embora os atacantes Tatuí e Klisman e o meia Rogério. Klisman não conseguiu repetir a boa performance de 2019 quando atuava no Paranoá e Rogério pouco atuou no time. Surpresa mesmo foi a saída de Tatuí, xodó da torcida de Luziânia e campeão pelo clube em 2016.

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 2841 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Um comentário em “Luziânia contrata cinco de uma vez para reagir no Candangão

  • Avatar
    28 de fevereiro de 2020 em 20:06
    Permalink

    Primeiro parabenizar meus amigos Halland é Marcelo por serem divulgadores ferrenhos do esporte em geral do DF.
    Comentando sobre essa matéria, eu fico indignado como o futebol de Brasília sai e entra ano e continua uma verdadeira bagunça, claro que enaltecendo os grandes, Brasiliense, Gama, Real que vem com um planejamento diferenciado, alguns falam em dinheiro eu falo em planejamemto, olhem só a situação do Luziânia que outrora fazia parte dessa elite de grandes, os caras montam um grupo começam o trabalho e de repente começam a trazer jogadores no meio da competição todos nós sabemos que isso nunca funcionou e nunca funcionará os caras me trazem 9 jogadores no meio do campeonato esses vão ajudar em que? Pois com certeza estão maucondicionados e totalmente sem ritmo de jogo sem falar que os caras chegam direto pro time titular todos nós que um dia fomos gestores de futebol sabemos que isso serve apenas para perder o grupo, não acredito que isso venho de um treinador que se diz ser experiente e tenha tamanha vivência no futebol, parece coisa de primário da bola, e mais engraçado pra não dizer esquisito são as contratações pelo o que eu acompanhei o Luziânia contratou 12 atacantes alguns figurinhas marcadas no futebol de Brasília que na verdade não acrescentaram nada no futebol de Brasília agora vejamos em todas as partidas o Luziânia fez gol será que o problema era o ataque? Até uma criança que assista o jogo do Luziânia verá um time desorganizado do meio para traz o time faz 2 gols e toma 3, aí me vem o dirigente e contrata atacante sem falar que manda embora um atacante que vem dando resultado que é conhecido da torcida e já fez muito pelo clube, me traz um zagueiro de confiança que pelo que jogou pelo Brasília é pior do que os que estão jogando e ainda vai chegar mau condicionado sem ritmo de jogo, e o que falar pros caras que estão no grupo desde o início treinando e vendo tudo isso acontecendo, que são no mínimo incompetentes pq estão chegando jogadores sem condição física alguma já pro time titular e eles não tem nem oportunidade, a sorte do Luziânia e que existe um Paranoá e um Ceilandense na mesma competição que conseguem a proeza de serem piores do que o Luziânia.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *