Com amplo domínio, Ceilândia bate o Paranoá

Passadas quatro rodadas, Ceilândia e Paranoá ainda não haviam somado três pontos no Campeonato Candango. Bom, ao menos não até a manhã deste sábado (15), quando as equipes foram a campo no estádio Abadião. Com sete atletas do Real Brasília cedidos por empréstimo, o Gato Preto foi superior aos visitantes durante a maior parte da partida e venceu por 3×0.

Primeira etapa

Os oito minutos iniciais foram de bastante estudo entre as equipes. Porém, aos 10′, a partida começou a tomar as proporções na qual iria seguir. O acréscimo de sete jogadores vindos do Real elevou a qualidade técnica do Ceilândia, permitindo ao Gato Preto apresentar um futebol até então inédito na competição.

A primeira oportunidade veio dos pés de Carlos Eduardo, arma de desafogo para o Ceilândia no primeiro tempo. O atacante finalizou levando perigo à meta do goleiro Nilton. Aos 18’, novamente, Carlos Eduardo recebeu aberto na direita, deu um drible-da-vaca no lateral Giovane, mas bateu sem força para o gol.

Aos 24’, o Paranoá chegou pela primeira vez. Ismar arrematou de média distância, mas Henrique apareceu para evitar o tento. Quatro minutos depois, foi a vez do Ceilândia voltar a levar perigo. Alex finalizou à meia-altura de fora da área, e Nilton espalmou para escanteio.

O primeiro a gente nunca esquece!

392 minutos. Este foi o tempo que o Ceilândia levou para balançar as redes pela primeira vez na competição. Daniel Vargas cobrou falta no canto esquerdo da grande área. No meio da confusão, a zaga do Paranoá acabou empurrando para o próprio gol: 1×0.

Três minutos depois, aos 35’, Paulinho recebeu no ataque, enfileirou dois adversários e só foi parado com falta dentro da área. Pênalti. O lateral-esquerdo Murilo ficou encarregado da cobrança: bola para um lado e goleiro para o outro. 2×0.

Aos 44’, o Paranoá quase descontou. Ismar cobrou falta com endereço certo, mas Henrique estava lá novamente para evitar o gol.

Segundo tempo totalmente oposto 

A volta dos vestiários trouxe um Paranoá mais incisivo ao campo. Logo aos dois minutos, Henrique foi obrigado a fazer uma boa defesa no chute de Douglas. A etapa complementar seguiu dessa forma, com o Paranoá controlando as ações ofensivas, mas sem levar grandes sustos, um Ceilândia postado para matar no contra-ataque. 

Aos 32’ o Gato Preto deu a estocada final. Vini recebeu de costa para a marcação, girou e converteu. Ceilândia 3×0.

Ceilândia 3×0 Paranoá

Campeonato Candango 2020 – 5ª rodada

Estádio Abadião, Ceilândia-DF – 15/02/2020, 15h30

Árbitro: Leandro Almeida
Assistentes 1 e 2: Jose Reinaldo e Lucas Costa
Quarto árbitro: Gutembergson Almeida
Inspetor: Marcelo Augusto

Ceilândia

Henrique; Jonatan, João Afonso, Felipe, Murilo; Halyver, Evandro, Daniel, Carlos Eduardo (Juan), Paulinho (Gabriel) e Alex (Vini)
Técnico: Gauchinho

Gols: João Afonso (32 1°T), Murilo (35 1°T) e Vini (32 2°T) 

Cartão amarelo: Paulinho e Gabriel

Cartão vermelho: não houve

Paranoá

Cesinha; Vitinho, Fábio Guedes, Alan Cloth (Junio Carvalho), Giovane; Antônio, Helinho, Douglas Silva; Ismar, Paulo (Leonardo) e Gardiel (Vinicius Silva)
Técnico: Vandinho Silva

Cartão amarelo: Alan Cloth, Helinho e Vinicius Silva
Cartão vermelho: não houve

Marcus Rodrigues

Estudante de jornalismo da Universidade Paulista (Unip). Repórter do portal Metrópoles. Comentarista esportivo. Integra a equipe do DF Sports+ desde julho de 2019

Marcus Rodrigues tem 172 posts e contando. Ver todos os posts de Marcus Rodrigues

Marcus Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *