Matheus Maranhão/BSB Sports

Pedrinho Rava bate recorde na carreira, mas Universo/Brasília acaba perdendo para o Mogi

O Universo/Brasília enfrentou o Mogi das Cruzes na noite chuvosa desta quarta-feira (05), no Ginásio da ASCEB. A torcida fez a sua parte e compareceu no templo do basquete brasiliense para acompanhar o time candango. 

O primeiro quarto foi de domínio do Universo/Brasília. Os brasilienses abriram 8×0 no placar e foram comandados por Arthur e Nezinho, que anotaram oito e sete pontos, respectivamente. Destaque também para Ronald, que pegou seis rebotes no período, vencido pelos donos da casa por 23×18. 

Já no segundo quarto, começou a brilhar a estrela de Pedrinho Rava. O camisa 7 do Universo/Brasília anotou dez pontos no período, sendo duas cestas de três pontos. Os dois times foram para o intervalo com o Universo/Brasília atrás no marcador: 38×46. 

A conversa no vestiário com o treinador Ricardo Oliveira surtiu efeito e, na volta do intervalo, o Universo/Brasília propôs uma melhor rotação em quadra. Ronald, com sete pontos e três rebotes, foi o responsável por conduzir o time candango em quadra. O terceiro quarto terminou empatado em 15 pontos e o Universo/Brasília ainda seguia em busca de virar o placar, que estava favorável ao time paulista: 53×61. 

No quarto período, a mão de Pedrinho Rava seguia calibrada. O camisa 7 acertou duas cestas de três pontos, totalizando seis no jogo, e foi o maior pontuador do quarto. Mesmo com o apoio de Arthur e Nezinho, com quatro pontos cada, e de Rafa Moreira, com três, o Universo/Brasília não conseguiu reverter a situação e fechou a partida com o placar desfavorável: 86×70. 

“A gente não conseguiu chegar ao ataque, defendemos um pouco mal, e acabamos pecando nisso. Eu poderia ter ajudado o time um pouco melhor, mas basquete é isso. O time não conseguiu render o que necessitava hoje, mas vamos melhorando a cada treino”, ressaltou o pivô Ronald, que foi convocado para a seleção brasileira de basquete. 

“Os caras estão na terceira posição e jogar com eles é duro. Cada um individualmente se cobra, todos se cobram. E a gente não pode ter isso de desculpa. Precisamos melhorar o quanto antes para continuarmos brigando pelo playoff”, analisou Pedrinho Rava, armador do Universo/Brasília. 

Pedrinho Rava foi o cestinha da partida, com 22 pontos, e atingiu o recorde de pontos da carreira no Novo Basquete Brasil. Outros destaques do Universo/Brasília foram Arthur, com 17 pontos, Nezinho, com 11 pontos, e Ronald, com 13 rebotes. O maior pontuador do Mogi das Cruzes foi Fabrício, com 20 pontos. 

Na sequência do Novo Basquete Brasil, o Universo/Brasília arruma as malas e parte para o Rio de Janeiro para enfrentar o Botafogo. A partida acontece nesta sexta-feira (07), às 19h, com transmissão da plataforma Dazn. 

Por Universo/Brasília

DF Sports+

Mais Esporte, Mais Informação

DF Sports+ tem 160 posts e contando. Ver todos os posts de DF Sports+

DF Sports+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *