Foto: Guerreiro Fotografia

Brasília Vôlei/Upis é soberano e bate São José por 3×0 na Superliga B

O segundo jogo do Brasília Vôlei/Upis foi bem mais tranquila do que a sua estreia na Superliga B. Neste sábado (1) no ginásio do Sesi, em Taguatinga, o representante do Distrito Federal não tomou conhecimento do adversário, o São José, e venceu por 3×0 (27×25, 25×21 e 25×14).

A única dificuldade que o Brasília Vôlei teve em quadra foi no primeiro set. A equipe paulista era mais efetiva nos ataques e abriu três pontos de vantagem. O visitante chegou a ter três sets points, mas os donos da casa souberam administrar a pressão e viraram o placar fechando a parcial em 27×25.

A derrota inesperada no primeiro set abalou o psicológico dos paulistanos que não conseguiam mais entrar no jogo. Melhor para a equipe candanga onde fechou o jogo rapidamente com o segundo set encerrado em 25×21 e o terceiro em 25×14.

O treinador Marcelo Thiessen observou uma evolução na sua equipe e espera um duelo difícil contra o Uberlândia no próximo sábado na cidade mineira. “A ideia é melhorar a cada partida para a gente chegar na fase de mata-mata prontos. O nosso próximo adversário fez a mesma opção que nós em mesclar o elenco com juventude e experiência e vai ser um duelo duro”, afirmou.

Melhor em quadra, o camisa 5 do Vôlei Brasília/Upis, Bruno Rubbo, acredita que a virada feita no primeiro set foi fundamental para que o jogo ficasse mais fácil. “Tivemos uma virada difícil no início que nos deu moral dentro do jogo para fazer 3 sets a 0. Isso nos dá uma expectativa grande para o próximo jogo que será fora de casa”, concluiu.

Rafael Moura

Jornalista formado em Brasília desde 2007, Rafael Moura milita no jornalismo esportivo. Passou pelas principais redações da capital federal, foi assessor de imprensa do Ministério do Esporte, do Comitê Paraolímpico Brasileiro. Hoje atua na Câmara dos Deputados e colabora com o site esportivo que mais cresce no Distrito Federal

Rafael Moura tem 15 posts e contando. Ver todos os posts de Rafael Moura

Rafael Moura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *